A+ à Schroders em investimento responsável

A Schroders foi reconhecida pelo quinto ano consecutivo com a mais alta distinção atribuída pela iniciativa de investimento global “The Principles for Responsible Investment” (PRI), apoiada pelas Nações Unidas. A organização atribuiu à Schroders um rating de A+ pela sua estratégia global de investimento sustentável. Uma categoria na qual se encontram apenas 25% das gestoras de investimento a nível global.

O rating de A+ foi igualmente atribuído à abordagem de investimento em private equity nas áreas ambiental, social e de governance (ESG) da Schroders, o que constitui uma melhoria em relação ao ano anterior, em que recebeu o rating A.

Também a abordagem corporativa não financeira de ESG fixed income da Schroders recebeu o rating de A+, outra melhoria em relação ao ano transato, quando recebeu o rating A.

O nosso continuo foco em investimento responsável foi reconhecido pelo quinto ano consecutivo pela PRI. O rating de A+ demonstra que, no que diz respeito ao compromisso com a sustentabilidade, a Schroders mantém-se totalmente empenhada em identificar oportunidades dentro do universo ESG. Enquanto gestora de ativos, vemos o investimento sustentável como uma necessidade e uma responsabilidade nossa. Integramos a análise ESG nos nossos processos de investimento, pois é fundamental assegurar aos nossos clientes rentabilidades sustentáveis, a longo prazo, num ambiente de constante mudança.

Jessica Ground, Global Head of Stewardship da Schroders

Criada em 2006, a PRI tem 2.372 signatários a nível global, que incluem gestores de investimento, proprietários de ativos e prestadores de serviços, que representam 86,3 triliões de dólares em ativos. O objetivo da organização é encorajar os investidores a contemplarem a sustentabilidade no processo de decisão sobre investimentos. Todos os anos, os signatários do PRI são convidados a revelar o seu processo de investimento responsável, através de uma metologia de report detalhada do PRI. Esta informação é depois analisada para sustentar a atribuição de ratings da organização.

    Sobre o autor

    Juan Diego Quilez
    Gestor do Rankia Portugal