TeleTrade: As implicações da valorização do dólar - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

TeleTrade: As implicações da valorização do dólar

TeleTrade: As implicações da valorização do dólar

O valor do dólar norte-americano face às principais moedas tem vindo a aumentar desde o início do ano. Durante grande parte do ano de 2020, o dólar enfraqueceu-se com uma política monetária mais agressiva nos Estados Unidos do que noutros países; resposta política mais lenta à pandemia; e um pessimismo relativo às perspetivas de recuperação económica. No início de 2021, porém, algumas coisas começaram a mudar. Nos Estados Unidos, o número de novas infeções diminuiu e o número de pessoas vacinadas tem vindo a aumentar substancialmente motivando consequentemente um otimismo generalizado dos investidores sobre as expectativas de crescimento económico. Para além disso, desde dezembro, o Congresso dos EUA aprovou duas propostas de lei de estímulo fiscal, num total de 2,8 biliões de dólares em despesas adicionais – isto resultou num aumento significativo dos rendimentos das obrigações do tesouro. No entanto, apesar da subida das yields das obrigações, os preços dos índices acionistas continuaram a subir nas expectativas de um crescimento económico mais rápido. A combinação da valorização das yields das obrigações induzidos por estímulos mais elevados e previsões revistas em alta para o crescimento económico provavelmente contribuíram para o aumento do valor do dólar. 

A política monetária dos EUA manteve-se acomodatícia, caracterizada por baixas taxas de juro e compras massivas de ativos, facto que normalmente empurraria para baixo o valor do dólar devido às expectativas mais elevadas de inflação. No entanto, muitos investidores consideram que a Fed irá inverter o rumo, mais cedo do que o previsto levando então à recente valorização do dólar.

Consequências de um dólar mais forte 

Em primeiro lugar, um dólar mais valorizado reduz os preços de importação, ajudando assim a uma diminuição da inflação global. Também impulsiona a procura de bens importados e cria mais concorrência para as empresas nacionais que estão globalmente expostas. Por outro lado, tende a impulsionar os preços em moeda estrangeira das exportações norte-americanas, reduzindo assim a competitividade global das empresas exportadoras. Como alternativa, os exportadores poderão optar por reduzir os preços com o objetivo de manter quota de mercado, mas à custa de margens de lucro mais baixas. 

Em terceiro lugar, um dólar mais elevado reflete parcialmente o impacto das entradas de capital que são impulsionadas por maiores yields das obrigações dos EUA. Este tem sido um problema para muitos mercados emergentes onde puderam observar os fluxos de capitais a puxarem para baixo os seus valores cambiais, impulsionando assim a inflação e criando maiores dificuldades no pagamento das suas dívidas em moeda estrangeira. Vários bancos centrais de mercados emergentes reagiram aumentando as suas taxas de juro diretoras. Por fim, um dólar mais forte poderá alterar a dinâmica da atividade global de M&A. Os ativos dos EUA tornar-se-ão mais caros e os ativos não americanos tornar-se-ão mais baratos. Talvez possamos vir a observar investidores americanos à procura de oportunidades na Europa, Ásia e outros mercados emergentes.

 

Conteúdo produzido por Frederico Aragão Morais,  Senior Market Analyst, da TeleTrade.

 

O material postado é apenas para fins informativos e confiança nele pode levar a perdas. Os resultados passados não são um indicador confiável de resultados futuros. Por favor, leia o nosso aviso legal na integra.

 

Sobre o autor

Frederico Aragão Morais

Market Analyst da TeleTrade

Responder a este tópico

Bem-vindo(a) à comunidade!

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Ao continuar, aceita a política de privacidade