BiG: Análise Semanal de Mercados (23/07/2019) - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

BiG: Análise Semanal de Mercados (23/07/2019)

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


ÍNDICE
BNK: Bancos europeus em consolidação triangular à espera de novas medidas de estímulo por parte do BCE
Este documento foi preparado exclusivamente para fins informativos, baseando-se em informações disponíveis para o público em geral e recolhida de fontes consideradas de confiança. O BiG não assume qualquer responsabilidade pela correcção integral da informação disponibilizada, nem deve entender-se nada do aqui é constante como indicador de que quaisquer resultados serão alcançados. Chama-se particularmente a atenção para o facto de que os resultados previstos são susceptíveis de alteração em função de modificações que se venham a verificar nos pressupostos que serviram de base à informação agora disponibilizada. Adverte-se igualmente que o comportamento anterior de qualquer valor mobiliário não é indicativo de manutenção de comportamento idêntico no futuro, bem como que o preço de quaisquer valores pode ser alterado sem qualquer aviso prévio. Alterações nas taxas de câmbio de investimentos não denominados na moeda local do investidor poderão gerar um efeito adverso no seu valor, preço ou rendimento. Este documento não foi preparado com nenhum objectivo específico de investimento. Na sua elaboração, não foram consideradas necessidades específicas de nenhuma pessoa ou entidade. O BiG, ou seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição, sujeita a alterações, em quaisquer dos títulos referenciados nesta nota. O BiG poderá disponibilizar informação adicional, caso tal lhe seja expressamente solicitado. Este documento não consubstancia uma proposta de venda, nem uma solicitação de compra para a subscrição de quaisquer valores mobiliários
banco big analise semanal de mercados

EURUSD: Confirmação de padrão técnico clássico em semana de Banco Central Europeu

  • Após um período em que se registaram tentativas de valorização, parece agora certa a continuação do enfraquecimento do euro relativamente ao
    dólar norte-americano. As próximas semanas serão decisivas, com as reuniões de ambos os bancos centrais sob o olhar atento dos mercados. O
    possível anúncio de novas medidas de estímulo não-convencionais por parte de Mario Draghi, Presidente do BCE, poderá consolidar movimento
    descendente. Do outro lado do Atlântico, os mercados tomam como certo um corte das taxas de juro por parte da Reserva Federal, e, estando já
    amplamente descontado, o efeito deste corte não deverá contrariar a tendência de desvalorização do EUR face ao USD.
  • A divulgação de indicadores macroeconómicos, face às expectativas também poderá impactar a taxa de câmbio, com o IFO Expectations alemão e a variação anual (em relação ao segundo trimestre de 2019) do PIB e do Core PCE norte-americanos a representarem os principais destaques desta semana.
  • Referência técnica: É possível observar uma padrão head and shoulders top que, de um ponto de vista estritamente técnico, se poderá traduzir numa descida da taxa de câmbio igual, a pelo menos, até 80% da altura da cabeça. É importante referir o suporte que o nível dos 1.1125 oferece, tendo sido relevante múltiplas vezes ao longo dos últimos meses. Caso esse nível seja ultrapassado, estaremos próximos dos 1.11, que indubitavelmente representam uma barreira psicológica que deverá ser testada.

NZDUSD: Dólar neo-zelandês poderá retomar a tendência altista

  • Informação publicada durante a noite pelo Reserve Bank of New Zealand (RBNZ) revelou que o banco central está numa fase inicial para refrescar a sua política monetária não-convencional. Com bancos centrais como o BCE a considerarem novas ferramentas de estímulo, o RBNZ poderá comprar dívida pública ou governamental ou até lançar taxas de juro negativas.
  • No entanto, consideramos que este é um cenário de longo prazo. Em Maio, o RBNZ baixou as taxas de juro para 1,5%. Nesse sentido, a
    desvalorização do dólar neo-zelandês poderá ter sido exagerada.
  • Referência técnica: A correcção baixista do NZDUSD nos últimos dias deve-se, por um lado, à informação acomodatícia do banco central
    neo-zelandês e, por outro, à recuperação abrangente do US Dollar Index. O NZDUSD regressou a um nível de suporte importante nos $0,6720,
    que coincide com a média móvel de longo prazo (200 dias). Queremos aproveitar esta correcção para entrar a favor da tendência altista a preços mais baixos. A escassez de níveis de resistência relevantes permite-nos ambicionar uma valorização, pelo menos até aos $0,68. Caso atinja este nível, o NZDUSD ganha um carácter muito impulsivo.

GBPNOK: Recuperação do sentimento económico britânico deverá afetar positivamente o par cambial

  • Ao longo dos últimos dias, assistiu-se a uma desvalorização da libra esterlina, dado o sentimento negativo dos investidores relativamente ao Brexit, sob alçada de Boris Johnson, perante o elevado grau de incerteza quanto às futuras decisões políticas e económicas do mesmo. O já amplamente descontado anúncio oficial da eleição de BoJo como líder do Partido Conservador e, consequentemente, primeiro-ministro foi recebido de forma amena pelos investidores, sendo já visível uma recuperação da divisa britânica. Apesar de considerarmos que este movimento positivo não se deverá prolongar no tempo, acreditamos que a curto prazo, a libra poderá valorizar face às divisas actualmente mais fragilizadas..
  • Relativamente à coroa norueguesa, não antecipamos, para já, uma apreciação substancial, em virtude de um potencial que nos parece bastante
    contido para uma eventual valorização do crude.
  • Referência técnica: É importante notar a tendência descendente quase ininterrupta que o preço tem tido. Do ponto de vista técnico, observa-se a quebra em alta de uma cunha descendente. O nível de retração de Fibonacci sobreposto à linha de resistência é um indicador favorável ao aumento de preço até, pelo menos, esse nível. O oscilador RSI, em clara tendência ascendente e já a superar os 50, corrobora esta visão. Na eventualidade de quebra desta resistência, o preço poderá procurar o próximo nível de Fibonacci (50%) antes de entrar numa fase de consolisdação.

 

BNK: Bancos europeus em consolidação triangular à espera de novas medidas de estímulo por parte do BCE

  • Apesar do sector bancário ser um dos segmentos que, hoje, mais valoriza dentro do Euro Stoxx 600, após resultados bastante sólidos do Santander e beneficiando do sentimento positivo a nível global, conforme referimos no nosso Outlook para o terceiro trimestre de 2019, os bancos da Zona Euro atravessam um período verdadeiramente decisivo. Encontrando-se perto de mínimos de históricos alcançados em 2008 e ostentando níveis de avaliação com um desconto muito substancial face à sua média histórica e ao agregado do mercado europeu, as instituições bancárias dos 19 Estados membros da moeda única enfrentam a real possibilidade de testemunharam mais um corte de taxas de juro directoras, para valores ainda mais negativos que os actuais -0,40% da depo rate. Este possível novo estímulo do BCE, com um presumível impacto adverso para os bancos, visa incentivar maior concessão de crédito à economia real, de modo a combater o actual pronunciado arrefecimento económico vigente na Zona Euro.
  • Na nossa opinião, o lançamento, agendado para Setembro, da terceira operação de financiamento facilitado para os bancos que efectivamente
    concretizam o referido objectivo do BCE (TLTRO III) será insuficiente para os compensar por valores ainda mais negativos de taxas de juro. Com efeito, acreditamos que o BCE poderá retomar as compras de activos, abarcando agora dívida sénior dos bancos da Zona Euro com investment grade.
  • Referência técnica: Na quinta-feira, Draghi deverá providenciar mais detalhes sobre os novos possíveis estímulos à economia. Em antecipação a esse momento, o ETF que segue os bancos europeus encontra-se perto do vértice de um triângulo simétrico. Acreditamos que esta divulgação de quinta-feira poderá ser um forte catalisador para uma quebra do triângulo e possivelmente ditar o início do próximo movimento direccional.
Este documento foi preparado exclusivamente para fins informativos, baseando-se em informações disponíveis para o público em geral e recolhida de fontes consideradas de confiança. O BiG não assume qualquer responsabilidade pela correcção integral da informação disponibilizada, nem deve entender-se nada do aqui é constante como indicador de que quaisquer resultados serão alcançados. Chama-se particularmente a atenção para o facto de que os resultados previstos são susceptíveis de alteração em função de modificações que se venham a verificar nos pressupostos que serviram de base à informação agora disponibilizada. Adverte-se igualmente que o comportamento anterior de qualquer valor mobiliário não é indicativo de manutenção de comportamento idêntico no futuro, bem como que o preço de quaisquer valores pode ser alterado sem qualquer aviso prévio. Alterações nas taxas de câmbio de investimentos não denominados na moeda local do investidor poderão gerar um efeito adverso no seu valor, preço ou rendimento. Este documento não foi preparado com nenhum objectivo específico de investimento. Na sua elaboração, não foram consideradas necessidades específicas de nenhuma pessoa ou entidade. O BiG, ou seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição, sujeita a alterações, em quaisquer dos títulos referenciados nesta nota. O BiG poderá disponibilizar informação adicional, caso tal lhe seja expressamente solicitado. Este documento não consubstancia uma proposta de venda, nem uma solicitação de compra para a subscrição de quaisquer valores mobiliários

Artigos Relacionados

Os futuros sobem com a força da tecnologia e a Tesla aumenta as percas  (Reuters) – Os futuros do índice de ações dos...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments