Bitcoin não pára de subir e está quase nos 10 mil novamente

A Bitcoin voltou a cotar acima dos 9 mil dólares, +150% desde o inicio do ano, e há varias razões para fundamentar isso. No início de junho de 2019, houve ceticismo generalizado e uma altura pessimista no mercado Criptos depois da Bitcoin ter mergulhado por completo a seguir aos 7.400 dolares.

Muitos são os especialistas associam esta subida ao anuncio da Facebook ter decidido criar a sua própria criptomoeda, mas não é só.

Facebook cria a “Libra”

A gigante das redes sociais está pronta para revelar a sua própria criptomoeda, supostamente chamada Libra, com lançamento previsto para 2020.

O projeto já garantiu o apoio de mais de uma dúzia de empresas e é visto como um impulso para a adoção generalizada de criptomoedas por muitos, incluindo Barry Silbert, fundador e presidente-executivo do Digital Currency Group.

Enquanto isso, Spencer Bogart, sócio-geral da Blockchain Capital, acredita que o esforço da criptomoeda do Facebook está entre os mais otimistas para o bitcoin em 2019/2020, pois facilitará o a maneira de como fazemos aquisição de ativos digitais, criando uma economia circular.

Além disso, existe um consenso na comunidade de investidores de que a ciptomoeda da Facebook criará a conscientização de que uma moeda emitida por um banco não-central privado pode existir, levando a uma maior adoção de bitcoins e outras criptomoedas.

O hype obtido pela Libra provavelmente colocou uma oferta sob a criptomoeda no fim de semana. Isso, no entanto, torna a BTC vulnerável a negociações após o esperado lançamento do white paper na terça-feira.

O que é a “Libra”

A Libra, é um criptoativo desenvolvido pela Libra Association, um consórcio baseado na Suíça fundado por grandes conglomerados como Facebook, Visa, Mastercard, Lyft, Uber, Booking Holdings, entre outros, dominou as manchetes do setor financeiro nos últimos dois dias.

Alguns analistas sugeriram que o lançamento da Libra, planeado para 2020, pode levar à queda na procura por ativos de criptografia existentes, como bitcoinEthereum.

No entanto, especialistas de criptomoedas acreditam que a Libra atuaria apenas como um catalisador de ativos de criptografia existentes e aumentaria o interesse do público em relação à classe de ativos.

Previsões a apontar

 

No atual ritmo de crescimento da Bitcoin, é muito provável que a Bitcoin possa atingir $ 10.000, o que representa metade de sua maior alta de todos os tempos. O mais interessante é que a taxa de subida faz parecer que isso é possível em junho com certeza.

Além disso, depois de alcançar os $ 10.000 esperados, o BTC deverá aumentar para $ 12.000, de onde haverá pouca resistência para uma corrida de touros que relembra esse crescimento meteórico de 2017.

Kirill Bensonoff

A comunidade das criptomoedas está repleta de teorias que explicam o desencadeamento da corrida do BTC. Uma das explicações que melhor explica o crescimento é a perspectiva de Kirill Bensonoff, CEO da OpenLTV – uma empresa que fornece créditos para a dívida imobiliária.

Kirill diz que a alta de 13 meses alcançada é resultado do aumento da confiança dos Ativos Digitais pelas principais instituições, como a Bolsa de Valores de Nova York, a Fidelity e a JPMorgan, que planejam entrar no mercado.

Por outro lado, há alguns céticos desta subida, como o presidente da Concordium – uma rede de blockchain corporativo, Lars Seier Christensen, que diz que o mercado de urso ainda está ativo até que 11 mil dólares sejam conquistados.

0

Sobre o autor

Henrique Garcia

Analista de Mercados

Responder a este tópico

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *