TeleTrade: Consumo americano ajuda economia mundial - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

TeleTrade: Consumo americano ajuda economia mundial

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


TeleTrade: Consumo americano ajuda economia mundial

Em janeiro, as vendas a retalho nos EUA aumentaram 7,6% em relação ao mês anterior. Aparentemente, isto foi largamente atribuído ao estímulo de dezembro que tinha sido aprovado pelo Congresso dos EUA. A recuperação das vendas a retalho, aliada a outros indicadores económicos favoráveis, levou alguns analistas a questionarem por que razão era necessário um novo estímulo governamental. A justificação era que a economia dos EUA já estava no caminho certo para uma recuperação robusta e que um estímulo governamental acrescido seria um desperdício de dinheiro que sobreaqueceria a economia e levaria à inflação. No entanto, o governo não deu importância às críticas e passou um novo pacote de estímulos. 

Entretanto, os dados dos cartões de crédito e débito sobre os gastos dos consumidores indicaram que, após o aumento em janeiro, os gastos diminuíram em fevereiro. Na semana passada, soubemos também que as vendas diminuíram mais do que o previsto em fevereiro. Para aqueles que eram defensores de mais estímulos, estes dados poderão ser então indicadores de que a economia não está fora de perigo e que a ajuda do governo é necessária.

Embora estes números mostrem alguma fraqueza subjacente ao sector dos consumidores dos EUA, a maioria dos analistas estão otimistas quanto ao futuro a curto prazo, dada a enorme quantidade de dinheiro já distribuído às famílias dos EUA. A lei aprovada pelo Congresso envolve pagamentos de 1.400 dólares a cerca de 85% dos americanos, incluindo pagamentos por cada criança. O subsídio de desemprego é também alargado, os créditos fiscais para crianças serão pagos e serão prestadas outras formas de assistência e proteção contra situações financeiras menos favoráveis. O montante já gasto por algumas famílias teve um grande impacto na indústria retalhista. Se os americanos gastarem igualmente uma parte modesta dos pagamentos de 1.400 dólares, continuará a ter um impacto muito grande no comércio a retalho. Ou seja, até que a vacina seja totalmente distribuída – talvez até o final do verão – as pessoas provavelmente andarão confiantes de que o vírus já não é uma ameaça. Isto pode eventualmente levar a um aumento dos gastos, não só nas lojas de retalho, mas também em serviços que têm sido evitados ultimamente, como companhias aéreas, hotéis, restaurantes e locais de entretenimento. Este aumento da procura agregada poderá obrigar as empresas a impulsionar o investimento e a produção. Também pode impulsionar a procura de bens importados, estimulando assim a economia global. A OCDE estima que o estímulo dos EUA aumente a taxa de crescimento do PIB global em um ponto percentual em 2021. Se as empresas americanas se esforçarem para satisfazer o aumento da procura, então poderão existir pressões inflacionistas. No entanto, uma inflação mais elevada e sustentada só se poderá acontecer se uma melhora do mercado de trabalho conduzir a um aumento dos salários.

 

Conteúdo produzido por Frederico Aragão Morais,  Senior Market Analyst, da TeleTrade.

 

O material postado é apenas para fins informativos e confiança nele pode levar a perdas. Os resultados passados não são um indicador confiável de resultados futuros. Por favor, leia o nosso aviso legal na integra.

 

Artigos Relacionados

Os futuros sobem com a força da tecnologia e a Tesla aumenta as percas  (Reuters) – Os futuros do índice de ações dos...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments