Libra valoriza com os dados do mercado laboral, "EU summit" determinante para a divisa - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Libra valoriza com os dados do mercado laboral, “EU summit” determinante para a divisa

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


  • A Libra regista uma das melhores performances das divisas G10
  • Os salários subiram em agosto
  • A fronteira com a Irlanda e dilema aduaneiro entre os entraves para um acordo

A libra está a negociar em alta e regista uma das melhores performances do G10 esta manhã. A divisa aproveitou os dados positivos do Mercado laboral assim como alguma noticia que destacava otimismo em torno de uma solução numa altura em que o Brexit será um dos temas principais na agenda do “EU Summit”.

Ambos os indicadores de crescimento dos salários saíram  fortes, registando valores acima do esperado pelos analistas. Fonte: Macrobond, XTB Research

Os dados do Mercado laboral foram divulgados às 9:30. Ambos surpreenderam os investidores pela positiva. Os dados da evolução dos salários semanais avançaram para 2.7 yoy em agosto enquanto os analistas esperavam que o registo permanecesse nos 2.6yoy. Os dados da evolução dos salários semanais excluindo bónus tinham uma previsão de 2.9% YoY  e os dados divulgados mostraram uma evolução de 3.1% Yoy .O maior aumento registado foi no setor da construção enquanto que os serviços na área financeira caíram em relação aos dados de julho.

É importante referir que este ritmo de crescimento (salários excluindo bónus) não se verificava desde o inicio de 2009 no Reino Unido, enquanto isto pode criar pressão sobre a inflação, é pouco provável que se registe um aumento ou corte nas taxas nesta fase. O Banco de Inglaterra referiu que iria aguardar pelo Brexit para intervir. Outros dados incluídos no relatório do mercado laboral mostram a taxa de desemprego nos 4%, em linha com o esperado e a evolução dos últimos 3 meses mostra um registo de -5k( esperado +15k).

 

O GBPUSD que abriu a semana com um gap em baixa ( circulo laranja), resultava na altura de especulação de que as negociações tinham sido abandonadas devido a um impasse. A libra recuperou um pouco e fechou o gap ainda no próprio dia. Hoje as noticias mostram novos desenvolvimentos quanto a um possível acordo. E a divisa aproveitou para valorizar fortemente, inclusive quebrou em alta uma resistência nos 1.3185 Fonte : xstation5

O impasse quanto a um acordo está longe de ser resolvido, negociadores do Reino Unido e UE não encontraram soluções para a questão da fronteira da Irlanda durante o fim de semana. Os mercados estão preocupados de que o tempo para se chegar a um acordo esteja a ficar escasso e o facto de adiarem novas negociações para o “EU summit” que começa amanhã deixou os investidores preocupados. A expetativa é de que o “summit” fosse uma oportunidade para limar algumas arestas de um acordo preliminar que seria depois trabalhado para eventualmente ser assinado em novembro. Algum otimismo é notório entre os lideres da UE em antecipação à reunião. Nomeadamente o presidente da França, Emmanuel Macron, que foi um dos lideres mais duros nas negociações, disse que acredita que a “ inteligência coletiva”será determinante para que se chegue a um patamar de compromisso e se retomem as negociações rápido. Os principais obstáculos são a fronteira com a Irlanda e o “backstop” que explico abaixo.

O primeiro problema resulta do facto da fronteira física na ilha da Irlanda. Ambos os partidos estão contra as soluções avançadas e acreditam que ainda estão longe de um consenso sobre como podem atingir um compromisso. Estar a adiar uma resolução para esta questão é impossível nesta fase uma vez que a Irlanda do Norte e a República da Irlanda estarão sobre regimes aduaneiros diferentes. Uma proposta para evitar um hard Brexit devido a esta questão, seria deixar a Irlanda do Norte sob o regime da UE mas May não concordou com esta proposta e referiu mesmo que seria uma quebra da constituição que rege o Reino Unido. A outra proposta “Backstop” seria deixar o Reino Unido como um todo debaixo da legislação Europeia durante algum tempo até que se consiga resolver o problema.No entanto esta solução foi altamente criticada pelos membros mais extremistas que apoiam o Brexit que insistiam que essa solução não pode ser apresentada sem uma data. Caso não exista uma data para terminar este acordo temporário o Reino Unido estaria so jurisdição Europeia por tempo indefinido e isso derrota o propósito do Brexit.

Estas propostas são nesta fase as soluções com que os negociadores trabalham para chegar a acordo, entretanto os investidores deverão manter-se atentos a qualquer desenvolvimento pois o impacto na libra é total.

Depois de vários meses pressionada a libra atingiu um fundo no inicio de Setembro e desde essa altura está em acumulação e recuperou um pouco. O par está sensível a qualquer desenvolvimento quanto ao brexit, factor que resulta em grande volatilidade intra-diária no pares com a libra. A resistência na zona dos 1.3260-1.3300 pode ser a primeira zona de saída dos altistas. Caso o GBPUSD não quebre a zona dos 23.6 de Fibonacci podemos encontrar suporte nos 1.3170 , que é um suporte de curto prazo.
Fonte : xStation5

Artigos Relacionados

Os futuros sobem com a força da tecnologia e a Tesla aumenta as percas  (Reuters) – Os futuros do índice de ações dos...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments