O que esperar da Fed hoje? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

O que esperar da Fed hoje?

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


A Reserva Federal Americana vai reunir-se pela última vez em 2018, que poderá significar o último grande evento de Dezembro. É praticamente certo que haja um novo aumento de taxa de juro, mas desta vez os investidores não estão interessados em saber “o que” a FED vai fazer, mas sim “Como” vai fazer. Nesta análise vamos apresentar a nossa perspetiva para a reunião e 3 mercados que poderão ser afetados: USDJPY, Gold (ouro) e US500.

Resumo:

  • Fed deve aumentar as taxas de juro, mas a análise para 2019 será crucial
  • Os analistas vêm pelo menos uma subida de taxa de juro para o próximo ano
  • Poderá a Fed ser suficientemente dovish para inverter um dólar forte?
Departamento de research XTB

A decisão da FOMC – é tudo uma questão de expetativas

A Fed já subiu as taxas de juro por três ocasiões este ano e será bastante provável assistirmos à quarta na reunião de amanhã. Dado os últimos dados da economia americana terem sido decentes, não há razão para alarme e para a Fed saltar a última subida deste ano. Taxas de juro elevadas normalmente são positivas para as moedas domésticas, contudo, como esta subida é bastante esperada pelo mercado, deverá ter um menor impacto no dólar americano. A reação do mercado irá depender das declarações e perspetivas para 2019.

 

A Fed irá comunicar menos subidas de taxa de juro para 2019. Mas será isso suficiente para enfraquecer o dólar?

Fonte: Bloomberg

No último dot-plot apresentado na reunião de Setembro, a mediana das previsões apontava para três subidas em 2019 acima das 4 subidas deste ano. Contudo, desde que os membros do conselho tiveram maior preponderância que os presidentes de distrito e estes foram mais dovish, o mercado entendeu que a Fed iria fazer apenas duas subidas em 2019. Dado que a economia global está a crescer a um ritmo mais lento, os EUA vão receber um incentivo fiscal inferior no próximo ano e as tensões comerciais poderão ter um grande impacto, espera-se que hajam menos subidas de taxa de juro. Mas quantas serão ao certo? No gráfico poderemos ver que os Futuros da Fed (linha branca) estão já a descontar menos de uma subida em 2019! No entanto a Fed teria de ter uma postura bastante dovish ou dar a entender que iriam fazer uma longa pausa depois de Dezembro para alcançar (ou exceder) estas expetativas.

3 mercados a não perder:

USDJPY

 

O yen japonês normalmente valoriza em períodos de incerteza, contudo ultimamente temos assistido a uma fraca correlação com o mercado de obrigações e ações tudo devido a um forte dólar americano. Poderá esta situação mudar esta quarta-feira? O par encontra-se numa forte tendência ascendente, estando bloqueado num triângulo com fortes possibilidades de quebrar em baixa a zona de suporte dos 112 dólares.

Gold (ouro)

 

Um dólar forte é a principal razão por trás das quedas dos últimos anos, pelo que a política da Fed tem sido bastante importante para o metal precioso. Os preços do ouro têm vindo a recuperar recentemente, quebrando em alta a barreira dos 1235 $ que servem agora de suporte. A resistência de médio prazo está nos 1296$.

US500

 

O mercado acionista americano espera por um “balão de oxigénio” por parte da Fed. O recente forte sell-off levo o US500 aos mínimos alcançadas no início de 2018. Os investidores receiam que a combinação de um dólar forte e maiores subidas de taxa de juro levem a um abrandamento da economia em 2019 precisamente na altura em que o impacto do corte de impostos começara a desvanecer. A quebra em baixa da zona dos 2600 pontos (que agora serve de resistência) leva os 2530 pontos sejam a “última chance” de suporte.

Artigos Relacionados

Os futuros sobem com a força da tecnologia e a Tesla aumenta as percas  (Reuters) – Os futuros do índice de ações dos...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments