Análise Técnica EUR/USD, Eurostoxx50, Prata e USD/JPY

EUR/USD @ 1.1936

O range de praticamente dois anos, entre os 1.05 e os 1.15 continua a ser a grande referência neste par. É defensável um novo teste ao topo desta zona (1.145/1.15) antes de um movimento de alta mais pronunciado.

A resistência que valida a ideia defendida é o intervalo 1.21/2.

O par reagiu negativamente aos máximos de 2017 e já quebrou alguns suportes de curto prazo. Destacámos no gráfico horário uma possível divergência positiva que pode suportar o Euro numa recuperação até aos suportes quebrados (no intervalo 1.1998/1.2010). Numa óptica de trading estamos a “olhar para baixo”, pelo que devemos ver esta recuperação como uma oportunidade de venda. Faremos novo update com dois fechos diários consecutivos abaixo dos 1.185 ou com a aproximação do sinal de venda horário.

Eurostoxx50 @ 3627

A rejeição, com divergências negativas, da zona dos 3682, define o nosso bias.

O Eurostoxx50 ficou aquém do intervalo de suporte que esperávamos ver testado (3400/50). A recuperação foi feita dois gaps que dificultaram a análise e a elaboração de um plano.

Estamos novamente na importante zona que tem servido de resistência ao avanço do preço. O MACD horário deu novo sinal de venda, mas o preço ainda não confirmou qualquer sinal de fraqueza. O intervalo 3616/28 permitirá aferir da força do índice para as próximas sessões/semanas. Faremos novo update se o índice não sustentar acima dos 3616 ou se o MACD horário nos der um sinal de compra acima do intervalo de referência referido (3616/28).

Prata @ 17.04

A prata continua dentro de um range tendo encetado uma recuperação forte da zona dos mínimos.

A recuperação referida, sem recuos, não permitiu a elaboração de um plano de entrada.

Numa óptica de trading, iremos monitorizar o MACD horário no intervalo de suporte destacado (16.95/17.01) tendo em vista a elaboração de um plano de entrada. A quebra desta zona deve permitir um recuo mais pronunciado até um dos dois suportes seguintes, 16.18 ou mesmo 15.61.

USD.JPY @ 113.22

No último trimestre de 2017 o par respeitou uma lateralização de menor amplitude que a anterior, passando a sustentar no intervalo 111/112 e mantendo o topo na zona dos 114.50.

Continuamos a monitorizar um potencial “cabeça e ombros” que só será válido com a quebra do suporte referido.

Numa óptica de trading podemos defender dois planos: a) Venda no intervalo 113.40/80 , com objectivo nos 112.2 e stop loss nos 113.80 (é necessário que o MACD horário tenha dado um sinal de venda); b) Venda no intervalo 114.15/80 com o mesmo objectivo (112.20) e stop loss nos 114.80. O MACD horário deve também apoiar este 2º plano e será importante que o MACD diário não faça novos máximos (desenhando uma divergência negativa). Faremos novo update se uma destas duas condições se proporcionar, ou com dois fechos diários consecutivos abaixo dos 112.

Disclaimer: O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.

Sobre o autor

btrader@bancoinvest.pt

    Bancos que não cobram comissões em Portugal

    Bancos que não cobram comissões em Portugal

    Por norma, para ter uma conta aberta no banco, é necessário lidar com comissões de manutenção de conta e anuidades que acabam por afetar as poupanças. É possível, no entanto, ter conta no ba...