As ações portuguesas em que os fundos mais investem

ações portuguesas

As ações portuguesas em que os fundos mais investem? As empresas portuguesas destacam-se nas apostas dos gestores de ações nacionais na bolsa. BCP, Nos e o retalho recebem mais de 35% do património destes fundos.

Millennium BCP

O maior banco privado português voltou a ser a grande aposta dos fundos de investimento. Voltou a distribuir dividendos após a crise e os gestores confiam nos novos resultados. Mias de 10% do património investido em ações portuguesas pertence ao BCP

NOS

Os gestores estão confiantes na evolução da empresa e nos seus rácios de rentabilidade. Apesar da atividade estar focada só em Portugal as previsões de bons resultados são melhores que nunca.

Sonae

A recuperação está aí, dizem os gestores. A expetativa que a empresa continue a beneficiar com a recuperação económica, aposta no consumo privado e o facto de ser a empresa com das melhores rentabilidades em dividendos e ser das menos voláteis.

Jerónimo Martins

Em 2019 já subiu 40% após um 2018 com dos piores desempenhos das ações. Novas presenças em mercados com forte potencial de crescimento fazem desta ser uma das maiores apostas dos gestores.

REN

A empresa clássica com menor volatilidade e os seus quase 7% de rentabilidade em dividendo anualmente. Das maiores alocações para fundos mais conservadores.

    Sobre o autor

    Henrique Garcia
    Analista de Mercados