Banco Best: Fundos mais comprados Julho 2018

Os 10 fundos mais comprados no Banco Best foram os seguintes:

Fundos mais comprados

Ainda que tenhamos registado mais um mês claramente com procura muito dirigida a fundos de ações, aqueles associados a maior risco, este mês registámos a reentrada de um fundo de obrigações no Top de preferências dos nossos clientes. Ainda que, de uma forma geral, os fundos de obrigações tenham tido uma primeira parte do ano bastante desafiante, em termos de performance, este tipo de ativo permanece como uma das poucas alternativas ao investimento em ações.

Este mês, o único fundo de obrigações presente no Top foi o PIMCO Income, um fundo bastante flexível e que pode investir nos vários segmentos de dívida. Sendo atualmente um fundo bastante grande, este seu sucesso comercial pode por vezes limitar alguma da flexibilidade do gestor em aproveitar oportunidades em segmentos mais ilíquidos dos mercados obrigacionistas.

Com um nível de risco intermédio temos igualmente apenas um fundo no Top, o Acatis Gané Value Event, um fundo multi-ativos, gerido por duas equipas, uma da gestora Acatis e outra da Gané. A Acatis é uma butique especialista no investimento de “estilo valor” (value) que procura investir essencialmente em ativos que estejam com uma valorização atrativa, enquanto a Gané é conhecida pela sua especialidade em investir com um “estilo eventos” (event), ou seja, procurar empresas que estejam a passar por um evento corporativo, como alterações na estrutura acionista ou na gestão, e que por esse facto esteja a ser incorretamente avaliada pelo mercado. Aliando estes dois estilos distintos de investimento ao facto de ser um fundo multi-ativos, que pode investir em ações e obrigações, a carteira tem apresentado um desempenho bastante interessante em termos de retorno e risco incorrido.

Os fundos de ações têm este mês 8 das 10 posições do TOP. Assistimos a um mês em que a preferência dos nossos clientes foi para o setor tecnológico e para a Europa. No primeiro caso, com os fundos generalistas BlackRock World Technology e Franklin Technology, e ainda o especialista Allianz Global Artificial Intelligence, que se dedica à procura de empresas que estejam a desenvolver tecnologias relacionadas com a inteligência artificial.

Quanto à Europa, verificámos a preferência por três estratégias distintas e, quem sabe, complementares, com o Jupiter European Growth a procurar médias e grandes empresas com fortes indicadores de crescimento (growth), o MFS European Value a procurer empresas de maior dimensão que
estejam numa fase mais estável e que tenham avaliações mais baixas, logo mais valor (value) e o Oddo BHF Avenir Europe que procura pequenas capitalizações que possam vir a ser as grandes empresas do futuro.

A fechar o Top, um fundo genérico e global que é o Morgan Stanley Global Opportunity e um fundo que procura pequenas capitalizações americanas, o Alger Small Cap Focus.

Fundos mais vendidos

No top dos resgates deste mês tivemos fundos de obrigações Flexíveis que apresentaram um comportamento de maior volatilidade e desfavorável face ao que os investidores mais conservadores poderiam suportar.

Adicionalmente, verificámos resgates num fundo misto que, mesmo bem diversificado, não tem conseguido responder aos recentes desafios de mercado.

Sobre o autor

Rankia

    Melhores corretoras de Bolsa em Portugal

    Melhores corretoras de Bolsa em Portugal

    Estas são as comissões que nos cobraram em 2017 as principais corretoras de bolsa do mercado português.  A melhor corretora para um investidor não tem que ser a melhor “broker” para outro. O...