Taxa de financiamento overnight: SOFR, o que é?

taxa de financiamento overnight

A taxa de financiamento overnight, ou SOFR, é uma taxa de juro influente que os bancos usam para precificar derivativos e empréstimos denominados em dólares norte-americanos. O SOFR diário é baseado em transações no mercado de recompra do Tesouro, onde os investidores oferecem empréstimos overnight a bancos, representados nos seus ativos de títulos. A Federal Reserve de Nova York começou a publicar a taxa em abril de 2018 como parte de um esforço para substituir a LIBOR, uma taxa de referência de longa data usada em todo o mundo.

Taxa de financiamento overnight: Pontos principais

  • A taxa diária financiamento overnight é baseada em transações no mercado de recompra do Tesouro, onde os investidores oferecem empréstimos overnight a bancos.
  • O SOFR é visto como preferível à LIBOR porque é baseado em dados de transação do mercado de recompra do Tesouro, onde há negociação extensiva a cada dia.
  • Espera-se que a transição para o SOFR tenha algum impacto sobre alguns empréstimos a taxas variáveis, como créditos habitação, mas isso não afetará diretamente os empréstimos a taxas fixas.
  • Embora o SOFR esteja se tornando a taxa de referência para derivativos e empréstimos denominados em dólar, outros países buscaram suas próprias taxas alternativas.

O papel do SOFR no sistema bancário Norte Americano

Taxas de benchmark como SOFR são essenciais na negociação de derivativos – particularmente swaps de taxa de juros, que as corporações e outras partes usam para gerir o risco da taxa de juros e para especular sobre mudanças nos custos dos empréstimos.

Os swaps de taxa de juros são contratos nos quais as partes trocam pagamentos de juros de taxa fixa por pagamentos de juros de taxa flutuante. Num swap “vanilla”, uma parte concorda em pagar uma taxa de juros fixa e, em troca, a parte receptora concorda em pagar uma taxa de juros flutuante baseada no SOFR (a taxa pode ser maior ou menor que a SOFR, com base na classificação de crédito da parte e condições de taxa de juros).

Nesse caso, o pagador beneficia quando as taxas de juros sobem, porque o valor dos pagamentos baseados em SOFR recebidos agora é maior, embora o custo dos pagamentos com taxa fixa para a contraparte permaneça o mesmo. O inverso ocorre quando as taxas diminuem.

Embora a transição para SOFR tenha o maior impacto no mercado de derivativos, a taxa também terá um papel importante nos produtos de crédito ao consumidor – incluindo algumas créditos com taxas variáveis – bem como instrumentos de dívida como papel comercial. No caso de um crédito habitação baseada em SOFR, o movimento da taxa de referência determina quanto os tomadores de empréstimo pagarão uma vez que o período de juros fixo de seu empréstimo termine. Se o SOFR for maior quando o empréstimo for “redefinido”, os proprietários também pagarão uma taxa mais alta.

0

    Sobre o autor

    Henrique Garcia
    Analista de Mercados

    Responder a este tópico

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *