Bankinter: “Recuperação nas ações. Cuidado com a Bitcoin.”

Os mercados contam hoje com um aliciante, que são os dados macroeconómicos europeus, embora o sentimento que nos chega da sessão asiática seja negativo. No Japão, o Indicador Avançado saiu em linha com as expetativas e permite antecipar um bom comportamento de uma economia onde a Taxa de Desemprego é de apenas 2,7% e as taxas de juro se mantém próximas de zero (yield das obrigações a 10 anos ~0,06%).

O PIB alemão e a Produção Industrial na UEM irão confirmar o bom momento que a economia europeia atravessa, com os índices de atividade a surpreenderem pela positiva. O BCE divulga as Atas da sua última reunião, no entanto não esperamos qualquer surpresa. O crescimento económico é sincronizado por países e setores de atividade e as perspetivas de crescimento são revistas em alta. A gestão da política monetária é prudente porque as perspetivas de inflação continuam longe do objetivo de estabilidade de preços (~2,0%) e a Taxa de Desemprego ainda se encontra acima dos níveis pré-crise.

A normalização da política monetária será muito gradual e as taxas de juro irão continuar baixas, além do final do programa de compra de ativos, previsto para o final de 2018. Neste contexto, as bolsas deveriam animar-se à medida que a sessão avança. Por último, cuidado com a Bitcoin uma vez que, além de muitos outros motivos, a Coreia – principal mercado para a Bitcoin – está a estudar proibi-la.

Ontem: “Bolsas descansam, à exceção do PSI20.”

Dia de ligeira correção das bolsas, tal como prevíamos, perante a ausência de dados macroeconómicos relevantes. Ainda assim, o PSI20 voltou a registar uma variação positiva, em contraciclo com o resto dos índices acionistas. No mercado de dívida, assistimos a um aumento da volatilidade.

O menor volume de compras por parte do BoJ (Banco do Japão) não ajuda e os rumores sobre uma possível mudança na política de investimento por parte da China também não. Quanto às divisas, a Libra acusou a deterioração da Balança Comercial britânica e o Dólar esteve algo fragilizado.

Sobre o autor

Rankia

    Melhores corretoras de Bolsa em Portugal

    Melhores corretoras de Bolsa em Portugal

    Estas são as comissões que nos cobraram em 2017 as principais corretoras de bolsa do mercado português.  A melhor corretora para um investidor não tem que ser a melhor “broker” para outro. O...