Ações no centro das atenções na sessão norte americana - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Ações no centro das atenções na sessão norte americana

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


  • US500 pouco mudou antes de Wall Street abrir
  • Preço continua a oscilar em torno de 2800
  • Halliburton regista aumento nas receitas

Os mercados acionistas dos EUA devem começar a nova semana não muito longe de onde terminaram na sexta-feira, com os futuros de índices a negociar pouco alterados no dia. O US500 tem uma faixa de negociação relativamente pequena desde a última vez, com uma faixa de restrição típica de uma fraca liquidez de verão nos mercados. O preço continua a oscilar em torno do nível 2800, e enquanto o fecho da semana passada foi de facto o maior desde o início de fevereiro, uma quebra maior ainda não conseguiu ganhar a força necessária.

O US500 teve uma semana tranquila, com uma faixa de negociação estreita típica dos mercados de verão. O preço continua a pairar em torno de 2800. Fonte: xStation

A evolução política nos EUA continua a dominar as capas da imprensa financeira, com grande parte da semana passada concentrando-se na reunião de Trump com Putin. As tarifas continuam a ser uma área de preocupação que ainda tem um impacto muito grande sobre as ações, mas quanto mais se prolonga a conversa sem uma solução amigável, maior a ameaça ao crescimento económico, e isso deve começar a pesar no preço.

Jamie DImon, CEO do JP Morgan, ofereceu as suas opiniões sobre as tarifas durante uma recente entrevista à CNN Money, dizendo que a sua implementação ameaça negar os impulsos económicos que o país recebeu de outras políticas. “Se fizer mais $200 bilhões em tarifas e essa segurança nacional em relação aos carros, acho que está a chegar perto de reverter alguns dos benefícios que se viu na economia”, disse Dimon à CNN.

Voltando a nossa atenção para os ganhos, há mais empresas nos Estados Unidos a divulgar os seus últimos resultados comerciais hoje, com a Halliburton a ser o destaque. O prestador de serviços petrolíferos, com sede em Houston, registou uma subida de 24% na receita graças aos preços mais altos do petróleo, que incentivaram os produtores de petróleo e gás dos EUA a colocar mais plataformas a funcionar.


A Halliburton está em minímos do ano, já que a ação voltou para encontrar algum suporte em torno dos 44$. Fonte: xStation

A receita total da empresa subiu para $ 6,15 bilhões, contra o anterior $ 4,96 bilhões. O resultado líquido também subiu para 58 cêntimos por ação no 3º trimestre de 3 cêntimos no ano anterior. Apesar dos resultados aparentemente fortes, as ações estão a negociar em ligeira queda no pré-mercado, talvez devido à melhora nos números, que é amplamente esperada graças à recuperação do petróleo nos últimos 12 meses.


É mais uma semana atarefada com lançamentos de resultados com os gigantes da tecnologia Alphabet e Facebook, entre as empresas que mais se destacaram. Fonte: Earnings Whispers

Artigos Relacionados

O que são Triple Tops e Bottoms ? É um tipo de padrão gráfico usado para a análise técnica, com o fim de prever a inversão do movimento dos preços de um ativo. Os Triple Tops têm 3 picos ou pontas. O que é u...
Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments