Banco BiG: Analise Semanal (20/02/2018) - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Banco BiG: Analise Semanal (20/02/2018)

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


ÍNDICE
DAX 30: Aposta na recuperação das quedas do início do mês
Este documento foi preparado exclusivamente para fins informativos, baseando-se em informações disponíveis para o público em geral e recolhida de fontes consideradas de confiança. O BiG não assume qualquer responsabilidade pela correcção integral da informação disponibilizada, nem deve entender-se nada do aqui é constante como indicador de que quaisquer resultados serão alcançados. Chama-se particularmente a atenção para o facto de que os resultados previstos são susceptíveis de alteração em função de modificações que se venham a verificar nos pressupostos que serviram de base à informação agora disponibilizada. Adverte-se igualmente que o comportamento anterior de qualquer valor mobiliário não é indicativo de manutenção de comportamento idêntico no futuro, bem como que o preço de quaisquer valores pode ser alterado sem qualquer aviso prévio. Alterações nas taxas de câmbio de investimentos não denominados na moeda local do investidor poderão gerar um efeito adverso no seu valor, preço ou rendimento. Este documento não foi preparado com nenhum objectivo específico de investimento. Na sua elaboração, não foram consideradas necessidades específicas de nenhuma pessoa ou entidade. O BiG, ou seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição, sujeita a alterações, em quaisquer dos títulos referenciados nesta nota. O BiG poderá disponibilizar informação adicional, caso tal lhe seja expressamente solicitado. Este documento não consubstancia uma proposta de venda, nem uma solicitação de compra para a subscrição de quaisquer valores mobiliários
banco big analise semanal de mercados

EURUSD: Em semana de recuperação do dólar norte-americano, par oscila entre duplo topo e triângulo ascendente

  • Na semana passada, a divulgação das métricas de inflação CPI (Core e não-Core), acima das estimativas de mercado em ambos os termos, homólogos e sequenciais, conduziu a uma inesperada desvalorização do USD. O par avançou até sexta-feira, dia em que, após um novo máximo plurianual, se verificou uma expressiva reversão intradiária, reveladora de forte pressão vendedora sobre o par.
  • Amanhã serão divulgados os indicadores PMI, elaborados pela Markit, referentes à actividade económica nos sectores dos serviços e da manufactura, na Zona Euro e nos EUA. Posteriormente, serão publicadas as actas da última reunião do comité responsável pela política monetária da Reserva Federal norte-americana (FOMC) e, na quinta-feira, será conhecido o conteúdo da última reunião do Banco Central Europeu.
  • Referência técnica: A existência de surpresas nestes eventos poderá definir a próxima tendência do EURUSD a curto prazo. Actualmente, o par parece estar a formar um duplo topo. A quebra em baixa desta figura técnica poderá levar ao teste dos níveis horizontais traçados. Por outro lado, uma reacção em alta à linha de tendência ascendente, poderá sugerir a formação de um triângulo ascendente, tipicamente sinalizador de continuação.

GBPJPY: Proximidade a suporte de longo prazo e expectativas de subida das taxas em Maio no Reino Unido

  • A libra tem sido impulsionada pela expectativa de subida das taxas de juro pelo Banco de Inglaterra em Maio. O relatório sobre o mercado laboral, que será publicado amanhã às 9h30, é importante para a velocidade com que o banco central irá subir taxas, sobretudo o crescimento salarial, por ser um indício de inflação. De acordo com os dados de PMI, Janeiro foi um mês de crescimento forte para a componente de emprego.
  • No Japão, a principal notícia foi a renomeação de Kuroda como governador do Banco do Japão para um segundo mandato de cinco anos, contando na sua equipa com Amamiya, que desenhou as políticas de estímulo do primeiro-ministro Abe, e com Waseda, académico defensor do Abenomics.
  • Análise técnica: O par reagiu positivamente numa zona de suporte fortíssima em torno dos 148. Este suporte vem a ser respeitado desde 2016. Do ponto de vista do momentum, destacamos o estocástico lento e o índice de força relativa (RSI), ambos em zona de elevada sobrevenda técnica. Numa óptica de risco/rendimento, arriscamos pouco face ao potencial de valorização do GBPJPY.

XAUUSD: Após um impressionante rally de quase USD 50 por onça, ouro pode prolongar correcção

  • Desde meados de Fevereiro, o ouro concretizou uma assinalável valorização de, aproximadamente, USD 50 por onça. Esta subida esteve não só alicerçada no seu perfil de activo de refúgio, em momentos de maior risk-off e na fraqueza do USD, mas também no aumento de procura, nomeadamente por parte da Índia e da China. No caso desta última nação, o aumento de procura esteve ligado às celebrações do novo Ano do Cão.
  • Na passada semana, o forte impulso altista conferido ao ouro teve origem nos comentários do ministro das finanças indiano, Arun Jaitley, que referiu explicitamente os planos do governo indiano para tornar o ouro numa classe de activos, criar bolsas para ouro e revitalizar o sistema de monetização do ouro, permitindo que os detentores de contas de ouro ao abrigo deste programa recebam juros quando o valor deste metal precioso aumenta.
  • Referência técnica: Na presente semana, em que o USD parece ter encontrado algum suporte e está a valorizar contra o cabaz das principais divisas mundiais (US Dollar Index), o ouro (vs.USD) tem realizado uma correcção saudável desde o último máximo relativo acima dos USD 1.360/onça. A perda do suporte horizontal actualmente a ser testado, pode levar esta matéria-prima a revisitar a linha de tendências ascendente

DAX 30: Aposta na recuperação das quedas do início do mês

  • O índice accionista de relevo para a maior potência da zona euro tem dado sinais de que uma recuperação para os níveis de início de ano pode estar iminente, com uma reacção em alta bastante relevante na zona dos 12.000 pontos (zona assinalada a verde), tendo encetado nos últimos dias uma consolidação de preço que poderá ver a entrada de novos compradores.
  • Outra variável a ter em conta é a diferença, desde o início do ano, entre a performance das principais congéneres nos Estados Unidos da América, como o S&P 500 que valorizou 2.18% e o DAX 30 que neste momento está com uma performance de -3.5%. Neste sentido o índice de referência alemão torna-se mais atractivo.
  • Referência técnica: Por último, avaliar também o efeito cambial que tem sido um factor negativo a pesar nas bolsas europeias mas que se perspectiva que venha a ter menos impacto devido à grande resistência que se faz sentir nos 1,250$. Neste momento o EUR/USD já retrai para níveis perto dos 1,235$.

Este documento foi preparado exclusivamente para fins informativos, baseando-se em informações disponíveis para o público em geral e recolhida de fontes consideradas de confiança. O BiG não assume qualquer responsabilidade pela correcção integral da informação disponibilizada, nem deve entender-se nada do aqui é constante como indicador de que quaisquer resultados serão alcançados. Chama-se particularmente a atenção para o facto de que os resultados previstos são susceptíveis de alteração em função de modificações que se venham a verificar nos pressupostos que serviram de base à informação agora disponibilizada. Adverte-se igualmente que o comportamento anterior de qualquer valor mobiliário não é indicativo de manutenção de comportamento idêntico no futuro, bem como que o preço de quaisquer valores pode ser alterado sem qualquer aviso prévio. Alterações nas taxas de câmbio de investimentos não denominados na moeda local do investidor poderão gerar um efeito adverso no seu valor, preço ou rendimento. Este documento não foi preparado com nenhum objectivo específico de investimento. Na sua elaboração, não foram consideradas necessidades específicas de nenhuma pessoa ou entidade. O BiG, ou seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição, sujeita a alterações, em quaisquer dos títulos referenciados nesta nota. O BiG poderá disponibilizar informação adicional, caso tal lhe seja expressamente solicitado. Este documento não consubstancia uma proposta de venda, nem uma solicitação de compra para a subscrição de quaisquer valores mobiliários

Artigos Relacionados

Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de esperar mais alguns dias. Pelo menos para ver se este gigante desencadeia a crise finance...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments