Banco BiG: Análise Semanal de Mercado (10/04/2018) - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Banco BiG: Análise Semanal de Mercado (10/04/2018)

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


ÍNDICE
Paládio: Paládio acompanha a tendência de alta da maioria dos metais
Este documento foi preparado exclusivamente para fins informativos, baseando-se em informações disponíveis para o público em geral e recolhida de fontes consideradas de confiança. O BiG não assume qualquer responsabilidade pela correcção integral da informação disponibilizada, nem deve entender-se nada do aqui é constante como indicador de que quaisquer resultados serão alcançados. Chama-se particularmente a atenção para o facto de que os resultados previstos são susceptíveis de alteração em função de modificações que se venham a verificar nos pressupostos que serviram de base à informação agora disponibilizada. Adverte-se igualmente que o comportamento anterior de qualquer valor mobiliário não é indicativo de manutenção de comportamento idêntico no futuro, bem como que o preço de quaisquer valores pode ser alterado sem qualquer aviso prévio. Alterações nas taxas de câmbio de investimentos não denominados na moeda local do investidor poderão gerar um efeito adverso no seu valor, preço ou rendimento. Este documento não foi preparado com nenhum objectivo específico de investimento. Na sua elaboração, não foram consideradas necessidades específicas de nenhuma pessoa ou entidade. O BiG, ou seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição, sujeita a alterações, em quaisquer dos títulos referenciados nesta nota. O BiG poderá disponibilizar informação adicional, caso tal lhe seja expressamente solicitado. Este documento não consubstancia uma proposta de venda, nem uma solicitação de compra para a subscrição de quaisquer valores mobiliários
big

EURUSD: Comentários de Draghi e tensões comerciais impulsionam par em semana de indicadores de inflação

  

  • Esta segunda-feira, as palavras de Draghi em relação à força do continuado crescimento da Zona Euro conferiram um novo ímpeto altista ao EURUSD, que iniciou a semana próximo do limiar inferior do estreito canal lateral que temos vindo a acompanhar (traçado a cor-de-laranja). Por seu turno, o USD voltou a estar sob pressão devido aos desenvolvimentos inconclusivos na esfera comercial com a China – país que submeteu, na passada semana, uma queixa formal à Organização Mundial do Comércio, contra a política de comércio internacional actualmente encetada pelos EUA.
  • Esta semana, para além das actas da última reunião da Reserva Federal e dos indicadores de produção industrial na Alemanha, o grande destaque macroeconómico será a divulgação das métricas de inflação CPI nos EUA (factor com maior relevância) , na Alemanha e em Espanha.
  • Referência técnica: Hoje, aquando da divulgação da inflação no produtor (PPI) nos EUA, a revelar crescimento e a superar as estimativas em todos os horizontes temporais nas componentes Core e não-Core, o USD desvalorizou. Este sinal de fraqueza leva-nos a crer que o par poderá, pelo menos, testar a resistência dos 1,24, ficando os subsequentes movimentos sujeitos à agenda macroeconómica da semana.

AUDUSD: Tensões entre China e EUA podem beneficiar o par

  • A Austrália está bastante exposta às economias emergentes da Ásia, nomeadamente à China que é o seu principal mercado no que toca a metais, bens agrícolas e outros. Devido às recentes tensões entre os EUA e este país é provável que a China tente encontrar substitutos que forneçam o mesmo tipo de bens. Se se verificar um fortalecer de relações comerciais entre Austrália e China será provável uma maior pressão compradora sobre o AUD.
  • Referência técnica: Este par mantém-se numa tendência de alta que dura desde inícios de 2016 e que encontra nos níveis de preço actuais um suporte relevante. Após a quebra do valor dos $0,7743, uma resistência de média importância, é possível que o AUDUSD venha a testar de novo a resistência assinalada a vermelho no gráfico que ronda os $0,8100, no médio-prazo.

Nasdaq 100: Grandes empresas tecnológicas norte-americanas sentem o impacto da possível regulamentação

  • A gravidade do recente incidente relacionado com a privacidade de dados pessoais dos utilizadores do Facebook pressionou bastante as empresas tecnológicas, alastrando pontualmente as quedas ao mercado accionista norte-americano em geral. O sentimento negativo em relação às empresas tecnológicas foi posteriormente exacerbado pela inconsequente crítica explícita de Trump à Amazon.
  • Estes dois acontecimentos geraram preocupação quanto à crescente probabilidade de um cenário de maior regulamentação a incidir especificamente sobre as empresas tecnológicas. Esse cenário, que o mercado antevê como penalizador, tem pressionado o sector que foi responsável por grande parte do impressionante rally da bolsa norte-americana observado em 2017.
  • Referência técnica: Não obstante a provável vaga de regulamentação para as empresas tecnológicas, o seu alcance e timing são ainda variáveis desconhecidas, que poderão até estar a ser sobrestimadas pelo mercado. Em velas de quatro horas, o Nasdaq 100 batalha com a resistência oferecida pelos 50% da retracção de Fibonacci, que poderá coincidir com a neckline de um eventual Head & Shoulders bottom. Perante uma toada positiva no sentimento, o índice poderá superar a resistência e testar os 61,8% da referida retracção, ficando posteriormente com a referência dos 6.750 pontos.

Paládio: Paládio acompanha a tendência de alta da maioria dos metais

  • Após Trump impor sanções à Rússia com especial foco no alumínio, grande parte dos metais preciosos e industriais como prata, platina e cobre tiveram reacções muito positivas devido ao aumento das compras por parte de empresas que pretendem armazenar estas matérias-primas de forma a proteger-se de futuros embargos ou aumentos de preços.
  • Neste contexto o paládio não foi excepção e acabou por valorizar cerca de 4% esta segunda-feira, sendo que hoje já soma ganhos de 1,6%, depois de quedas avultadas desde o início do ano principalmente devido ao abrandamento do ritmo de desvalorização do dólar.
  • Referência técnica: O paládio sustentou-se num suporte relevante assinalado com a linha horizontal verde no gráfico e existe grande probabilidade de retomar a tendência de alta que tem vindo a ser norma desde o início de 2016.
Este documento foi preparado exclusivamente para fins informativos, baseando-se em informações disponíveis para o público em geral e recolhida de fontes consideradas de confiança. O BiG não assume qualquer responsabilidade pela correcção integral da informação disponibilizada, nem deve entender-se nada do aqui é constante como indicador de que quaisquer resultados serão alcançados. Chama-se particularmente a atenção para o facto de que os resultados previstos são susceptíveis de alteração em função de modificações que se venham a verificar nos pressupostos que serviram de base à informação agora disponibilizada. Adverte-se igualmente que o comportamento anterior de qualquer valor mobiliário não é indicativo de manutenção de comportamento idêntico no futuro, bem como que o preço de quaisquer valores pode ser alterado sem qualquer aviso prévio. Alterações nas taxas de câmbio de investimentos não denominados na moeda local do investidor poderão gerar um efeito adverso no seu valor, preço ou rendimento. Este documento não foi preparado com nenhum objectivo específico de investimento. Na sua elaboração, não foram consideradas necessidades específicas de nenhuma pessoa ou entidade. O BiG, ou seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição, sujeita a alterações, em quaisquer dos títulos referenciados nesta nota. O BiG poderá disponibilizar informação adicional, caso tal lhe seja expressamente solicitado. Este documento não consubstancia uma proposta de venda, nem uma solicitação de compra para a subscrição de quaisquer valores mobiliários

 

Artigos Relacionados

Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de esperar mais alguns dias. Pelo menos para ver se este gigante desencadeia a crise finance...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments