Erros mais comuns em investimentos ESG e como evitá-los - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Erros mais comuns em investimentos ESG e como evitá-los

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Erros mais comuns em investimentos ESG e como evitá-los

Provavelmente já ouviu falar de investimento socialmente responsável (ESG) . E como em tudo há uma série de erros nos investimentos ESG. Neste artigo, veremos o que há de mais comum em investimento ESG, e como podemos evitá-los.

Investimento em empresas ESG

O ano de 2020 será lembrado por todos pela terrível pandemia COVID. Sofremos a maior crise de saúde do século passado, com terríveis consequências económicas. Mas, como em todas as crises, surgem oportunidades e, no mundo financeiro, houve o “boom” dos investimentos ESG, finalmente, ser ético e lucrativo ao mesmo tempo é possível.

O fluxo de dinheiro para ativos ESG durante a pandemia atingiu níveis recordes, ultrapassando o nível de US $ 1 trilião pela primeira vez e, entre o restante da indústria, os critérios de sustentabilidade já são uma parte intrínseca de qualquer decisão de investimento.

Aprendemos que as empresas estão cada vez mais expostas a riscos externos complexos, como riscos ESG (incluindo pandemias), que devem ser monitorados, porque o que hoje é financeiramente imaterial pode se tornar material amanhã. Mas, como qualquer outra decisão de investimento, deve evitar cair nos erros típicos.

Erros mais comuns em investimentos ESG

Em todos os setores, as suposições são feitas como verdadeiras ouvindo-as repetidamente. Veremos 5 erros comuns entre os investidores quando se trata de querer investir em ESG

Erros mais comuns entre investidores
Não é lucrativo
O investimento sustentável consiste em excluir setores
É uma moda passageira
Não é generoso para os outros seres humanos
Não é do interesse de todos os investidores

Não é lucrativo

O pensamento geral é que “o investimento sustentável é bom para títulos, mas não para criar valor.” A realidade mostra o contrário, um estudo da Morningstar que na última década 59% dos fundos sustentáveis ​​superaram os convencionais e esta tendência foi mantida com o declínio do mercado pós-Covid.

O investimento sustentável consiste em excluir setores

É o que se chama de triagem ou triagem negativa, retirando do seu portfólio empresas ligadas a tabaco, álcool, jogos de azar … É verdade que essa estratégia tem sido tradicionalmente a mais comum e a mais básica, mas de forma alguma a única .

Existem muitas outras estratégias de investimento ESG : Triagem Positiva, Triagem de acordo com os critérios estabelecidos por organizações internacionais (ONU, OCDE, UNWTO; UNICEF), Investimento Temático, Investimento de Impacto, Ativismo de Acionistas, etc.

É uma moda passageira

Está na moda, mas não é apenas uma moda . Aqui os números falam por si, já era uma tendência muito forte que com a Covid se acelerou, além de ser mais rentável, o não cumprimento de objetivos sustentáveis ​​apresenta riscos materiais que não podem ser ignorados numa decisão de investimento.

Num futuro próximo, todos os fundos serão sustentáveis ​​ou desaparecerão.

Não é generoso para os outros seres humanos

Apesar de perseguir os mesmos objetivos, a Sustainable Investing não pode esquecer que, nas suas decisões de investimento, além dos critérios ESG, deve continuar a utilizar técnicas tradicionais de análise financeira e construção de portfólio.
A filantropia incorpora os mesmos fatores, mas o grande diferencial é que não busca rentabilidade.

Não é do interesse de todos os investidores

Numa pesquisa da Morningstar, 72% dos investidores responderam que estavam interessados ​​em investimentos sustentáveis. Sim, os tópicos mudam no amplo espectro de ESG, a geração do milênio se preocupa mais com o meio ambiente e os direitos humanos e os baby boomers sobre diversidade e religião. Mas, novamente, devemos avaliar o horizonte de tempo de investimento de cada um, os primeiros fazem as suas primeiras decisões de investimento, enquanto os segundos estão a pensar na sua reforma.

Erros nos investimentos ESG: como evitar esses erros

O que começou como um investimento de nicho agora está presente em todos os lugares. O que nos trouxe aqui: princípios Globais / Regulamentação / Reconhecendo o efeito que isso terá nas gerações futuras? Como um investidor pode incorporar critérios ESG? Qual é a melhor estratégia ESG? ESG é apenas uma boa marca ou realmente agrega valor?

A melhor forma de abordar todas essas questões estão, como sempre, nas mãos de profissionais especializados no setor. Se entendermos finanças sustentáveis ​​como definido pela CMVM “aquelas que condicionam o crescimento econômico a um desenvolvimento mais humano e equilibrado”, quem pode deixar de aprender a melhor maneira de fazê-lo?

Artigos Relacionados

O que são Triple Tops e Bottoms ? É um tipo de padrão gráfico usado para a análise técnica, com o fim de prever a inversão do movimento dos preços de um ativo. Os Triple Tops têm 3 picos ou pontas. O que é u...
Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments