O que é o Average True Range (ATR)? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

O que é o Average True Range (ATR)?

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Average True Range

O que é o Average True RangE (ATR)? O mercado financeiro é extremamente imprevisível e volátil, o que significa que os riscos associados são muito altos. Por isso, os investidores que o conseguem prever são aqueles que mais sucesso têm, porque passam a controlar as suas oscilações.

Obviamente que isto não é fácil e é algo que exige muito treino, experiência e formação. Afinal de contas, não estamos a falar de uma ciência exacta. No entanto, existem ferramentas e indicadores que permitem auxiliar os investidores e os traders nesta análise e nesta interpretação do mercado e da carteira de activas.

É esse o caso do ATR, um dos indicadores mais utilizados e mais importantes na análise do mercado de investimento. Utilizado por milhares de traders de todo o mundo, o ATR é fundamental para identificar, analisar e entender as oscilações e as respectivas mudanças de tendência dos mercados.

O que é o Average True Range (ATR)?

Vamos iniciar este artigo pela definição básica do ATR. Estas são as inicias de Average True Range, o que traduzido para português dá algo como Média de Amplitude de Variação.

O ATR foi criado e desenvolvido por Welles Wilder, conhecido entre os investidores como o “pai dos indicadores de análise média”, e é um indicador que tem como objetivo medir a volatilidade do mercado, que, como é sabido, é extremamente dado a subidas e a baixas abruptas.

É isso que os traders profissionais procuram fazer: analisar o mercado, identificar as suas tendências e antecipar as suas alterações. Indicadores como ATR permitem prever estas oscilações, nomeadamente no que diz respeito à sua volatilidade, se bem que não é um índice que indique a sua direcção, ou seja, se o mercado entrará numa tendência de alta ou de baixa.

Como o Average True Range (ATR) é utilizado?

Um factor extremamente importante na análise do mercado financeiro é o tempo. Sem esta unidade de medida, qualquer tipo de análise é completamente inconsequente. Por isso, também o ATR é fundamental na menstruação da volatilidade do mercado, mas em determinados intervalos de tempo.

Assim, o ATR determina, num específico período temporal, as variações de preço, oscilações mais intensas ou variações mais bruscas. Quanto mais intensa for a variação, maior tem que ser o período de tempo observado. Para isso, o ATR recorre aos True Range, outro conceito criado pelo próprio Welles Wilder, que se refere à real amplitude de determinado activo durante o respectivo período analisado.

Tomemos um exemplo prático: num exemplo de ATR a um período de 14 dias, é-nos dado um gráfico diário, dividido em 14 períodos. Neste gráfico é desde logo possível identificar períodos de tendência de alta, de baixa ou de neutra, assim como momentos de reversão da tendência. Assim, a partir destes indicadores, os investidores podem delinear as suas estratégias e definir as suas acções de compra ou de venda, por exemplo.

Como funciona o Stop Loss no ATR?

Os stop loss são uma ferramenta fundamental na estratégia de qualquer investidor, uma vez que permitem mitigar possíveis perdas, assim como garantir lucros obtidos. Ou seja, a forma como funcionam é muito simples. Basicamente, o stop loss é um limite máximo que define para que a sua estratégia pare.

Ou seja, tendo em conta que o mercado financeiro é extremamente volátil, ao determinar um limite para a sua estratégia parar, está a garantir que as suas perdas não passem abaixo de um determinado limite, endividando-se além das suas possibilidades. É uma metodologia muito fácil de usar por ser extremamente objectiva.

Dentro do ATR, existem a Stop ATR, que basicamente é o equivalente de um stop loss para este sistema. A diferença é que, aqui, o stop loss funciona de forma adaptável e não fixa, como é costume. A vantagem é que o stop loss fixo cria limites, o que e prejudicial quando o mercado está em alta e está a obter rendimentos. Assim, o Stop ATR tem em conta essa volatilidade e adapta-se às tendências, aumentando enquanto a tendência está em alta, mas parando assim que esta entra em queda.

No fundo, o Stop ATR é uma ferramenta extremamente adaptável, que se molda à volatilidade do mercado financeiro. Tendo em conta de que não estamos a falar de uma ciência exacta, esta é a forma correcta de actuar, já que é preciso interpretar e saber actuar com rapidez para se poder ter sucesso enquanto investidor.

Artigos Relacionados

Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de esperar mais alguns dias. Pelo menos para ver se este gigante desencadeia a crise finance...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments