Os prós e contras do investimento em desporto

investimento em desporto

investimento em desporto? Os investidores nesta altura do ciclo económico estão à procura estabilidade e previsibilidade. Portanto, considere esta proposta de investimento: tem a hipótese de investir em empresas que existem desde os anos 1920 e estão crescendo em popularidade. Essas empresas têm uma base de consumidores intensamente fiel. Em algumas áreas do mundo, há uma lista de espera de anos para comprar produtos. A maioria dos investidores racionais argumentaria que essa é uma proposta de valor real.

A indústria a que nos referi-mos é o desporto profissional, particularmente os seus negócios auxiliares. Citando o analista de futebol da ESPN Lee Corso: “Não é tão rápido, meu amigo!” É verdade que as ligas desportivas profissionais e os seus negócios de derivados, como vestuário desportivo, tornou-se uma indústria de biliões de dólares, mas esses negócios não são isentos de riscos e, em muitos aspectos, podem ser mais arriscados do que os negócios tradicionais. Neste artigo, veremos os prós e os contras de investir em desporto a alto nível.

Investimento em desporto

Os prós

Em economia, procura é definida como a capacidade e o desejo de comprar bens e serviços. Os programas desportivos profissionais e universitários têm um forte impacto emocional com o público. Não há muitas empresas que podem reivindicar uma maior lealdade à marca nos seus negócios do que a alta competição. Normalmente, isso significa que o seu dinheiro seguira os seus corações. A Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) por exemplo tem adotado uma politica de mercado em direção a uma base de clientes mais abastada ou “capaz”. Uma família abastada de quatro pessoas pode facilmente gastar mais de $ 1.000 enquanto participa de um único evento desportivo. Se essa família participa de 10 eventos por ano, bem, dá para perceber.

Da mesma forma, as pessoas gastam muito dinheiro decorando parte das suas casas a para mostrar apoio às suas equipas e jogadores favoritos. Desportos profissionais também se adaptaram com sucesso ao cenário tecnológico em constante mudança que faz parte das vidas diárias da população. As audiências de eventos desportivos ao vivo em dispositivos móveis está a crescer rapidamente, bem como em programas de rádio por satélite e pay-per-view. Todos esses canais de distribuição são direcionadores de receitas para esses negócios.

Exemplo da NFL

A NFL iniciou a sua rede de televisão onde pode obter mais receita com publicidade, em vez de partilhar com redes tradicionais de TV (FOX, CBS, NBC e ESPN, entre outras). As redes cobram preços premium que os seus clientes e patrocinadores fiéis estão dispostos e aptos a pagar. Quantas pessoas pensaram que algum dia haveria um canal de golfe ou ténis 24 horas por dia?

Legislação anti-concorrência

Outra grande vantagem dessas ligas desportivas importantes é a falta de competição. É simplesmente um osso duro de roer, ou, como diriam os economistas, existem muitas ” barreiras à entrada ” para competir com a Major League Baseball, o futebol europeu ou a National Football League. Houve algumas tentativas de contestar essas ligas, mas todas falharam. Algumas ligas desportivos também são protegidas pela legislação anti-concorrência.

Os contras

As equipas e ligas desportivas não estão imunes a choques económicos. A procura por entretenimento desportivo depende do clima económico geral. A recente e prolongada fraqueza da economia prejudicou a participação em muitos eventos desportivos. Mas a maioria da população comum vê o desporto como um bom entretenimento que pode ser desfrutado quando há rendimento extra para gastar.

Do ponto de vista de um economista, a procura por participar de eventos desportivos é elástica. Em outras palavras, uma mudança no rendimento de alguém (para baixo) ou uma mudança nos custos dos produtos (aumento dos preços) terão um impacto material na procura final (vendas de bilhetes, mercadorias e pay-per-view). Esses são os factos económicos difíceis sobre por que os investimentos em desportos podem ser arriscados, mas talvez menos aparentes sejam os factores exógenos ou humanos em que os investidores devem estar em sintonia com os que apresentam riscos comerciais pelo menos equivalentes.

Frequentemente  ouvimos falar de um escândalo desportivo mais sensacional ou inacreditável do que no dia anterior. Esses escândalos prejudicam os negócios e, às vezes, apresentam danos irreparáveis ​​à reputação. Os casos extraconjugais de Tiger Woods fizeram com que as classificações de golfe da NBC sofressem um impacto significativo. Alegações de abuso sexual na Penn State University não só prejudicam a reputação da escola, mas as vendas de vestuário caíram significativamente como resultado. Incidentes como aquele em que jogadores da NBA entraram na multidão e brigaram com fãs (ou “clientes”) prejudicam a reputação da marca NBA.

0

Sobre o autor

Rankia

Responder a este tópico

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *