Short Call - vender opções Call - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Short Call – vender opções Call

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


short call

Vender uma opção de compra (Short Call)  corresponde à outra parte do contrato do long Call.

Quando vendemos uma opção de compra, estamos a adquirir a obrigação de vender a ação, ou o subjacente determinado, a um preço definido (preço de exercício) durante um período de tempo específico (do momento da venda até à data de maturidade).

Short Call

O Short Call é uma operação de crédito, ou seja, recebemos dinheiro para realizar a operação.

Quando aplicamos esse tipo de operação, nossa expectativa de movimento é baixa ou lateral. O objetivo é que o preço da ação termine na data de maturidade abaixo do preço de exercício (strike), para que nossa opção termine o OTM (out the money) e expire sem valor, não teremos que cumprir nossa obrigação e manteremos todo o crédito inicial.

Neste tipo de operações, por ser curto, temos a nosso favor a decadência do Tempo (perda de valor com a passagem do tempo). Portanto, é aconselhável aplicar o SC nas datas próximas da maturidade (quando usá-lo com outros instrumentos, também é possível usar maturidades mais distantes)

O gráfico de risco / benefício deste tipo de operação é como podemos ver na imagem a seguir:

De acordo com o gráfico se a ação cair o nosso lucro é estável e limitado, o que corresponde ao crédito inicial (benefício máximo).

Se a ação subir, poderia subir até ao strike e estaríamos ainda positivos na nossa operação. Esse seria o nosso ponto de empate, formado pelo Strike SC + Initial Credit. E se as ações continuarem a subir, nossas perdas aumentarão sem limite (risco ilimitado).

Além do facto de que o risco máximo é ilimitado, o corretor exigirá algumas garantias para fazer frente à nossa obrigação. Além disso, a margem de nossa carteira não é controlada, uma vez que flutuará dependendo do preço da ação ou das demais posições da carteira.

Do ponto de vista da gestão de riscos, o SC é uma estratégia fraca e não recomendável. Para evitar tais inconvenientes, o correto é aplicar uma Long Call sobre o SC (Bear Call), para que nosso risco agora seja limitado e bem gerido.

Exemplo

Imagine o que teria acontecido se tivesse tido um short call aberto sobre a Dendreon (DNDN) em 13 de abril com 7,5 de strike. Houve um dia que passou dos $6 para os $20. Se tivesse entrado em um contrato (crédito inicial de $ 72 por contrato), em 14 de abril, estaria negativo $8680 por contrato (fonte: Thinkback TOS)

Então lembre-se disso antes de aplicar uma Short Call desprotegida (Naked Call).

Depois que a operação é introduzida, é necessário aguardar a data de expiração. Se, na maturidade, o preço terminar abaixo do strike, o SC expira sem valor e mantemos o benefício máximo. Se o preço for revertido e o nosso SC entrar no ITM, teríamos que fechar no ponto de empate (que é teórico, sempre assumirá uma pequena perda), ou fazer um ajuste na sua operação.

 

Se quiser aprender mais sobre Bolsa, pode fazer download do nosso manual de gratuitamente

manual bolsa

Artigos Relacionados

Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de esperar mais alguns dias. Pelo menos para ver se este gigante desencadeia a crise finance...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments