TeleTrade: Como é que a psicologia influencia as tendências? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

TeleTrade: Como é que a psicologia influencia as tendências?

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


TeleTrade: Como é que a psicologia influencia as tendências?

A relação entre a oferta e a procura tendem a determinar o preço de qualquer produto, serviço ou ativo financeiro. Basicamente quando existe então um acordo entre os dois lados, dá-se então uma transação onde ambos se dão como satisfeitos. Nos mercados financeiros existe sempre um equilíbrio entre a oferta e a procura, no entanto ele é sempre temporário onde é possível observar os preços a moverem-se constantemente mesmo que o façam com uma variação muito pequena. Uma outra diferença dos mercados para, por exemplo, o mercado de bens de consumo, é a incorporação de expectativas proveniente do objetivo da obtenção de lucro – quando alguém compra uma laranja, à partida, não tenciona lucrar com ela e o mesmo não se passa com a compra de uma ação. Por isso, qualquer que seja o movimento dos preços nos mercados financeiros, ele é em última análise, determinado pelas expectativas e poder dos compradores e vendedores.

Se as grandes expectativas forem de um preço mais elevado no futuro, mas se existir pouco ou nenhum volume de capital, os preços poder-se-ão manter como estão ou até podem mesmo cair. Tanto as expectativas ou o capital envolvido podem-se alterar e nada é perfeitamente estável ou constante nos mercados.

Quando os preços se comportam num mercado de tendência, há também um número igual de transações, e, portanto, há sempre um equilíbrio temporário entre compradores e vendedores nesse mesmo instante.

Sabemos através de estudos comportamentais que, psicologicamente, existe um mecanismo de feedback positivo nas nossas mentes que pode manter uma tendência. Se se observar uma tendência de alta, os compradores que beneficiaram dessa trajetória, tendem a continuar compradores, enquanto potenciais novos compradores (ao ver o que perderam) tendem também a assumir a essa posição. Provavelmente, o preço poderá eventualmente reverter para um nível de preço médio ou de valor intrínseco, entrando num período de lateralização ou até mesmo de uma tendência de baixa – mas que é criado partindo do mesmo pressuposto. 

Com os preços a subir, os compradores têm expectativas positivas relativamente ao futuro desse ativo em específico e estão, por isso dispostos a arriscar mais nesse sentido. Por outro lado, se os preços estiverem em queda, os vendedores têm expectativas menos favoráveis tendem então a vender. A tendência do mercado revela-nos a quantidade de poder, agressividade e ansiedade que existe para comprar ou vender cada ativo. No entanto, acontece muitas vezes que para um analista técnico, a base que fundamenta as expectativas dos investidores é muitas vezes irrelevante. A antecipação dessa tendência, é a forma como o analista acaba por conseguir lucrar.

 

Conteúdo produzido por Frederico Aragão Morais,  Market Analyst, da TeleTrade.

 

Disclaimer:

O material postado é apenas para fins informativos e confiança nele pode levar a perdas. Os resultados passados não são um indicador confiável de resultados futuros. Por favor, leia o nosso aviso legal na integra.

 

Artigos Relacionados

Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de esperar mais alguns dias. Pelo menos para ver se este gigante desencadeia a crise finance...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments