TeleTrade: Os desafios do Brasil a curto e longo-prazos - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

TeleTrade: Os desafios do Brasil a curto e longo-prazos

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


desafios brazil

No primeiro semestre do ano de 2020, o Brasil sofreu a maior recessão da sua história recente. Os seis meses seguintes foram de uma forte recuperação, mas o aumento do número de casos este ano volta a ameaçar o desenvolvimento da sua economia. No curto-prazo um aumento da vacinação poderá ser visto como essencial, mas para um crescimento mais sustentável é provavelmente necessário um conjunto de reformas estruturais. Em baixo, alguns dos maiores constrangimentos e desafios da sua economia são então aprofundados:

 

  • Elevada inflação e impacto nos salários reais: um desemprego a recuperar apenas lentamente tem um claro impacto no baixo crescimento dos salários. Juntando a isso, a subida acentuada dos preços, os principais afetados é a própria população bem como o seu consumo. Em particular, a inflação aumentou no 8,1% último ano e tem estado acima do limite máximo da meta do Banco Central do Brasil (BCB) desde março. Os rendimentos reais caíram então pela primeira vez em abril desde fevereiro de 2020;

 

  • O setor dos serviços está em dificuldade: as preocupações com a pandemia e o seu incerto futuro, tem levado à diminuição do consumo de serviços. O PIB e a indústria recuaram em 2020, mas este não foi o pior resultado desde 1948. No caso dos serviços, a retração de 4,5% é a maior dos últimos setenta e dois anos (período com dados registrados);

 

  • Baixa taxa de vacinação compromete o crescimento presente: evidências dos Estados Unidos mostram que a confiança dos consumidores e aumento do consumo tende a acontecer com o aumento das vacinas. Até 30 de junho, apenas 13% dos brasileiros estavam totalmente vacinados, com os outros 24% a terem recebido apenas a primeira dose;

 

  • Reformas estruturais são a única forma de manter um crescimento sustentável: Com as políticas de estímulo fiscal e monetária limitadas, o relançamento do crescimento económico de curto-prazo depende da evolução da pandemia. No entanto, para manter um forte crescimento, é necessário aumentar a produtividade e o crescimento potencial do PIB. Economistas apontam à simplificação do regime fiscal, maior liberalização da economia e comércio como algumas formas de conseguirem esse desenvolvimento. 

 

É muito difícil curar as cicatrizes económicas da pandemia, mas a forma como o país conseguir lidar com os pontos em cima descritos, pode ajudar a garantir um crescimento mais prospero.

Conteúdo produzido por Frederico Aragão Morais,  Market Analyst, da TeleTrade.

Disclaimer:

O material postado é apenas para fins informativos e confiança nele pode levar a perdas. Os resultados passados não são um indicador confiável de resultados futuros. Por favor, leia o nosso aviso legal na integra.

Artigos Relacionados

O que são Triple Tops e Bottoms ? É um tipo de padrão gráfico usado para a análise técnica, com o fim de prever a inversão do movimento dos preços de um ativo. Os Triple Tops têm 3 picos ou pontas. O que é u...
Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments