Diferença entre CFDs e Futuros

diferença entre CFDs e futuros

Custo financeiro dos futuros e CFDs

Tanto os futuros como os CFD permitem-nos comprar por mais dinheiro do que temos, o que significa que de algum modo, estão-nos a emprestar dinheiro para investir, e já sabemos que nos empréstimos há que pagar juros. No caso dos CFD, tudo é muito claro: Uma  compra com CFD paga juros (da ordem do euribor + 2% ou pouco mais).

No caso dos futuros, este dado não é explícito, mas sim que está implícito na cotação do futuro: Os futuros cotam uns cêntimos mais caros que o seu subjacente à vista, como há que pagar o custo do financiamento; e à medida que acerca-se o vencimento, reduz-se o custo de financiamento e o preço do futuro converge com o de contado. O custo implícito ronda o 4%-5%… pelo que resultam muito melhor os futuros que os CFD neste aspeto. Além disso, nos futuros, o custo do financiamento paga-se comprando-os uns pontos mais acima que à vista, com o que à hora de declarar, isso são menores mais-valias e portanto menos impostos… enquanto os Juros dos CFD são despesas não dedutíveis. Como vemos, em custos financeiros os CFD são mais simples mas os futuros são mais rentáveis.

Posição curta

Se quiséssemos abrir curtos (venda a descoberto) com CFD ou com futuros, a história é a mesma mas agora não se pagam juros, mas sim cobram-se. Fiscalmente, CFD e futuros são iguais para estar curtos: todo o que se cobra tem que pagar impostos, tanto se se cobra em forma de interesses explícitos, como os CFD, como se se cobra vendendo uns pontos mais caro, como os futuros. A diferença está em quanto se cobra: nos futuros, os juros são os mesmos para o que se cobra para o que vende (4%-5%, aprox.), enquanto nos CFD cobra-se o que nos queira pagar o emissor, que é bastante menos (da ordem de Euribor + 2% ou inclusive bastante menos).

 Gosta de CFDs? Saiba mais aquí

Qual emissor de CFDs é melhor?

Na seção de custo de financiamento, se vamos ser indistintamente curto ou longo (o que é o usual), não importa se as taxas são referenciadas à Euribor, à eonia ou ao IRPH, já que se a referência for maior, isso nos prejudicará compre com CFD, mas cobraremos mais quando abrirmos shorts; O que temos que prestar atenção é o diferencial, sendo o mais barato o emissor CFD com o menor diferencial. Idealmente, teria que trabalhar com spreads muito baixos, da ordem de Euribor +/- 1%, já que o risco é baixo (para isso são as garantias), mas como é um custo que é pouco, os emissores de CFD aplicam spreads mais elevados, da ordem de 2% -3%.

Comissões de CFD e futuros

Na questão das comissões, que é vista mais do que o custo do financiamento, os emissores de CFD são muito competitivos, em comparação com o que os corretores de caixa cobram; mas nas comissões, os futuros são mais baratos que os CFDs, especialmente os futuros sobre índices, que podem cair 0,01%.

Na secção comissões, além do valor nominal da comissão, há dois aspetos que podem supor um custo extra do CFD: as comissões do mercado de ações e os valores mínimos. Para transações com CFD até 6.000 euros, é melhor ter um corretor de CFDs que não aplique uma comissão mínima, mas se você for negociar com quantias maiores, o que cobre é a taxa.

Dividendos em CFD e futuros

Quando uma ação paga um dividendo, o acionista recebe esse pagamento (72% diretamente, e os 28% restantes são pagos ao Estado em seu nome), e o preço geralmente cai em uma proporção similar.

Para fins de dividendos, os futuros são completamente neutros, uma vez que o dividendo está implícito no preço do futuro (antes do pagamento, o dividendo irá cotar alguns centimos abaixo do spot, e após o pagamento e a queda do caixa, eles serão correspondidos). Também é neutro com CFDs vendidos, onde o dividendo tem que ser pago, mas vamos ganhá-lo com a queda no preço … mas, no entanto, com CFD comprou o emissor de CFD nos atinge o “pin”, porque vamos comer 100% da queda no preço, mas vamos cobrar apenas 82% do dividendo, uma vez que os 88% restantes não são pagos ao Estado em nosso nome, mas sim O emissor do CFD vence.

Qual broker de CFD é melhor?

O ideal seria um broker de CFD que fosse neutro com o dividendo, mas que eu saiba todos procedem à taxa de 28%, de modo que o recomendável, dada a favorável fiscalidade do dividendo, seria ter compradas as ações de alto dividendo em contado e não com CFD. E se tem-se de ter com CFD, não encontro diferenças entre brokers.

Liquidez de CFD e futuros

Nesta seção, CFDs ganham por futuros. E é que os futuros de índices têm liquidez suficiente para entrar e sair confortavelmente, mas os futuros sobre ações têm, na maioria dos casos, um fork que nos torna um “buraco” em cada entrada e saída, e em horários específicos o criador de mercado nem sequer oferece posições, e podemos ficar “viciados”. Pelo contrário, os CFDs replicam as posições do mercado à vista muito bem; até mesmo alguns emissores de CFD os replicam exatamente! E todos os custos mais altos dos CFDs podem ser compensados ​​pela diferença entre um spread interbancário, que os CFDs oferecem, em relação ao prémio de preço que uma ampla gama de futuros de ações implica.

Em que caso os CFDs funcionam bem?

Primeiro, os CFDs funcionam melhor para posições curtas e baixistas do que para posições longas. Em posições curtas de CFD, poupamos na situação no dividendo e o problema fiscal associado ao custo de juros, que não calcula fiscalmente como um custo de investimento, quando é. Além disso … em posições curtas não podem ser abertas, os CFDs são, em muitos casos, a única opção possível.

Para posições longas, se o futuro da ação específica em que estamos interessados ​​não nos oferecer liquidez suficiente, provavelmente é melhor negociar em dinheiro … no final do dia, alavancar não é uma necessidade. Mas se for preciso alavancar as ações portuguesas, com exceção das 3 a 5 ações mais líquidas, os CFDs, com todas as suas desvantagens, provavelmente são melhores que os futuros.

E quanto à operação com índices, há toda a vantagem para os futuros. A menos que o tamanho seja excessivo para um, não há razão para operar com CFD em índices: em todas as seções, os futuros são mais altos

Se quiser aprender mais sobre CFDs, pode fazer download do nosso manual de CFDs gratuitamente

Sobre o autor

Henrique Garcia

Analista de Mercados

Responder a este tópico

Bem-vindo(a) à comunidade!

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Ao continuar, aceita a política de privacidade