Compras on-line em outra moeda. O que deve ser levado em conta?

Como comprar online em outra moeda

Fazer compras online é uma prática cada vez mais comum em Portugal. Permite-nos, entre outras coisas, comprar produtos que não estão disponíveis no nosso país e que também os trazem para casa. Se comprarmos on-line em países fora da União Monetária, devemos ter em mente que o vendedor terá uma moeda diferente da nossa. Portanto, devemos fazer uma troca de moeda que pode-nos custar alguns custos. Qual é o melhor método de pagamento para compras on-line em moedas? E a maneira mais económica? O que mais deve ser levado em consideração nas compras online?

Existem comissões para compras online em outra moeda?

Ao fazer uma compra on-line, temos várias opções para fazer o pagamento: por transferência, conta bancária, cartão de crédito, cartão virtual ou intermediário de pagamento, principalmente. No caso de fazer uma compra on-line que implique uma troca de moeda, ao comprar o produto, podemos ter um susto no preço, se não sabemos quais as comissões desta operação, dependendo do tipo de pagamento utilizado.

No momento de inserir esses dados bancários no momento do pagamento, pode enviar várias alternativas para fazer a compra on-line em outra moeda: oferecer para pagar em sua moeda ou pagar em moeda estrangeira.

Se lhe permitem para pagar na sua própria moeda, a plataforma que gere a cobrança é aquela que aplica a taxa de câmbio. Por exemplo, se fizermos uma compra on-line de um produto em um país fora da União Monetária, que usa outra moeda, como o dólar ou a libra esterlina, e optar por pagar na sua moeda, a loja on-line mostrará um tipo de mudança que normalmente será 3-5% maior do que a taxa de câmbio real, de acordo com dados da OCU. Por exemplo, quando paga com seu cartão diretamente na Amazon Estados Unidos, a Amazon informa que será cobrado algumas taxas e comissões pelo serviço.

Por outro lado, eles podem permitir para pagar na moeda do país onde compramos o produto. Isso significa que o emissor de nossa conta ou cartão bancário é responsável por fazer essa conversão de moeda. Se tivermos esta opção disponível e quisermos evitar o pagamento de comissões por câmbios em compras online, teremos que procurar os cartões de débito ou crédito que não cobram por fazer compras com uma moeda diferente do euro, como o cartão Wizink. Este cartão não tem taxas mensais e não é necessário mudar de banco para contratá-los. Nesse caso, quando nenhuma taxa for aplicada para a troca de moeda, a taxa de câmbio do dia VISA será usada.

Finalmente, se usar o Paypal, poderá escolher se deseja pagar em sua moeda local ou na moeda do vendedor. Se  quiser pagar em sua moeda, o Paypal informa sua própria taxa de câmbio que consiste na taxa de câmbio real junto com uma pequena comissão para o serviço de câmbio.

Exemplo prático de compras on-line em outra moeda

Para entender melhor a explicação acima, vamos dar um exemplo de como poderíamos economizar o máximo de comissões para compras online com câmbio. Para isso, faremos uma compra na Amazon.com, o site para pedidos internacionais da Amazon. Nós escolhemos um produto, inserimos nossos dados de usuário e vamos para a parte do pagamento, onde esta janela aparece:

Se tivermos um cartão de débito ou crédito, seja VISA, MasterCard ou AmericanExpress, a Amazon.com nos permite a opção de pagar em nossa própria moeda. Para fazer isso,  tem que selecionar a opção “My card is in Euro (EUR)”. Dessa forma, o Sistema de Câmbio da Amazon (Amazon Currency Converter) trocará automaticamente a moeda em sua moeda local para que saiba quanto está a pagar pelo produto. No entanto, não podemos esquecer que, se optarmos por pagar em nossa moeda, a Amazon.com fará a conversão de moedas, aplicando as comissões e encargos que comentamos anteriormente. Este é o resultado de um produto com um preço de $13,24. A taxa de câmbio real do dia (neste caso, 9 de setembro de 2016) é de 1.12610 $/€ , ou seja, para cada euro, daríamos  $1.126.10. Com essa mudança real, devemos pagar 11,7574 euros, mas a Amazon nos cobra 12,16 euros. O mesmo acontece com os custos da entrega em domicílio.

A segunda opção é escolher”My card is in a different currency”. Uma vez que a transação tenha sido aceita e o produto pago em dólares (USD), teremos que verificar em nossa conta bancária o valor que nos foi cobrado em Euros. Se tivermos utilizado um cartão de crédito sem taxas de câmbio, veremos que a taxa de câmbio aplicada foi a mudança real do dia VISA.

Qual segurança as compras on-line têm em outra moeda?

Ao fazer uma compra on-line em um país que está fora da União Monetária, como um comprador, está exposto ao regulamento desse país, portanto, por não conhecer a legislação, pode ser mais complicado reivindicar em caso de qualquer problema com o pedido. Para evitar ser enganado ou apresentar uma reclamação se não concordar com as condições do produto, deve tomar as maiores precauções possíveis. Uma recomendação é vincular um cartão de crédito a uma plataforma como o PayPal para não publicar suas informações pessoais ou informações bancárias pela Internet. Dessa forma, pode aproveitar com o Seguro de Proteção à Compra associado ao cartão de crédito, com o qual recuperaria o dinheiro em caso de roubo ou quebra da compra, ou a proteção contra fraude se comprá-lo no Online Secure Commerce. tem, entre outros, o cartão WiZink. Por isso, o PayPal tem seu próprio sistema de reclamações com o qual pode recuperar seu dinheiro em caso de fraude pelo vendedor.

Sabia a existência destes métodos para evitar comissões por compras on-line em outra moeda? Tem um cartão sem comissões?

 

Sobre o autor

António Fernandes

    Melhores corretoras de Bolsa em Portugal

    Melhores corretoras de Bolsa em Portugal

    Estas são as comissões que nos cobraram em 2017 as principais corretoras de bolsa do mercado português.  A melhor corretora para um investidor não tem que ser a melhor “broker” para outro. O...