Fases do processo de crédito habitação

Fases do processo de crédito habitação

Quais são as fases do processo de crédito habitação? Se está a pensar em pedir um crédito habitação para comprar o seu imóvel, deveria conhecer como decorre todo o processo e não ficar demasiado impaciente já que é processo que envolve várias burocracias e que passa por várias fases.

Fases do processo de crédito habitação

Se vai comprar uma casa deve ter em mente que não é um processo simples e dependendo de cada caso, pode prolongar-se por mais de dos meses até que esteja concluído. Por isso, a continuação explicamos o processo que vai ter que passar para adquirir o seu imóvel.

1. Fazer simulação

Na primeira fase, depende exclusivamente de si, que terá de analisar as diferentes ofertas que existem nesse momento no mercado para não aceitar a primeira proposta. A melhor opção é realizar diversas simulações para poder comparar e escolher a proposta mais adequada para si, já que a compra de uma casa será provavelmente uma das decisões mais importantes que vai fazer respeito a sua vida financeira.

Se quer saber o que ter em conta antes de contratar o crédito habitação pode consultar o nosso artigo sobre “6 temas a ter em conta na solicitação de crédito habitação“.

2. Documentação

Uma vez feita a escolha da instituição na qual pretende contratar o seu crédito habitação, terá de presentar determinados documentos que são solicitados pelo banco.

Os documentos que terá de enviar são:

  • Documento de identificação: Bilhete de Identidade e NIF ou Cartão de Cidadão. Se é aplicável devem ser apresentados os documentos de cada um dos titulares e fiadores.
  • Última declaração de IRS;
  • Extratos bancários dos últimos 3 meses;
  • Últimos três recibos de vencimento ou recibos verdes;
  • Ultima declaração de IRS;
  • Nota da última liquidação de IRS;
  • Declaração da entidade patronal;
  • Mapa de Responsabilidades do Banco de Portugal.

Ao largo do processo terá de enviar mais documentação, mas explicaremos em cada fase os documentos necessários.

3. Pré-aprovação do crédito

Nesta fase o Banco, através da documentação enviada, vai analisar de forma rigorosa o pedido de empréstimo para saber se tem ou não possibilidades de comprar a casa, e se va ou não avançar com o crédito. É nesta altura que o banco vai examinar a sua capacidade de suportar os encargos deste crédito, por exemplo, através da sua taxa de esforço, dos seus rendimentos etc.

Em caso de aprovação, a instituição financeira presentará uma proposta acompanhada pela FINE (Ficha de Informação Normalizada Europeia), antes da celebração do contrato. Nessa ficha pode consultar todas as características do contrato de crédito.

4. Avaliação do imóvel

A avaliação do imóvel é importante porque o imóvel associado ao pedido de crédito será avaliado através de uma empresa especializada e independente e o banco determina o valor máximo que está disposto a financiar. Este procedimento tem custos para si (comissão de avaliação), que é cobrada pelo banco.

Nesta fase o banco solicita mais documentos que são:

  • Caderneta predial urbana: pode ser obtida na Repartição de finanças.
  • Certidão de Teor CRP: emitido pela Conservatória do Registo Predial.
  •  Planta do imóvel (opcional).
  •  Planta da localização (opcional).

5. Realização da escritura de compra e venda

Esta etapa é o último passo da aquisição da casa. Neste momento, com a escritura fica legalizada a compra e venda da casa e passa a ser considerado o seu proprietário legal.
Para realizar este procedimento deve contratar um notário e, entregar os seguintes documentos:

  • Licença de utilização: documento emitido pela Câmara Municipal.
  • Certificado energético.
  • Ficha técnica da habitação.
  • Certidão de direitos de preferência.
  • Certidão de infraestruturas.
  • Declaração do pagamento do IMT.
0

Sobre o autor

Diana Costa

Content Manager in Portugal

 

Responder a este tópico

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *