Vale a pena recorrer ao crédito para pagar dívidas?

Crédito para pagar dívidas

Vale a pena recorrer ao crédito para pagar dívidas? Se esta a ponderar pedir um crédito para pagar as suas dívidas, provavelmente já se encontra numa situação financeira problemática. Uma alternativa a considerar é reagrupar todas as dívidas existentes num único empréstimo. Isto é o que chamamos crédito consolidado.

A continuação, vamos explicar como funciona o crédito consolidado.

Vale a pena recorrer ao crédito para pagar dívidas?

O crédito consolidado é uma solução financeira que permite acumular varias prestações numa só. Isto é, juntar todos os seus créditos num único crédito, ficando assim a pagar um único empréstimo com uma única mensalidade, mais baixa do que paga atualmente. Poderá reduzir o total das mensalidades até 60%.

Como funciona o crédito consolidado

Existem duas modalidades de crédito consolidado:

  • Crédito consolidado com hipoteca: dar o seu imóvel como uma garantia bancária para conseguir obter o crédito consolidado. Ao ter uma garantía, as taxas de juros são mais baixas.
  • Crédito consolidado sem hipoteca: não inclui a garantia de um imóvel. A sua principal desvantagem é que o prazo de pagamento vai ser mais curto e as taxas de juros não serem tão baixas porque para o banco é um crédito com maior risco.

Requisitos do crédito consolidado

Para pedir um crédito consolidado, deve reunir as seguintes condições:

  • Em primeiro lugar, não deve ter prestações em atraso. Antes de solicitar a instituição financeira uma consolidação, o ideal é regularizar primeiro as suas dívidas. Em caso de não poder pagar as prestações atrasadas, o melhor é tentar renegociar a dívida.
  • Há instituições financeiras que permitem o acesso ao crédito consolidado com a inclusão do crédito habitação, outras não. No caso de que inclua o crédito habitação, provavelmente terá de dar como garantia um imóvel.
  • O seu nome, não pode constar da “lista negra” do Banco de Portugal.
  • Idade máxima para solicitar a consolidação: 75 anos.
  • Caso esteja numa situação de emprego precário ou desempregado, é provável que o banco recuse o seu pedido.

Normalmente, estas são as condições e requisitos que deve reunir, mas, podem variar de acordo com a instituição financeira.

Documentos necessários

Para dar início ao seu processo de consolidação de crédito, precisa dos seguintes documentos:

  • Documento de identificação.
  • Comprovativo de IBAN.
  • Mapa de responsabilidade de crédito atualizado (para obter-lo basta ir até ao site do Banco de Portugal).
  • Comprovativo de morada.
  • Última declaração de IRS.
  • Recibo de vencimento dos 3 últimos meses;

Vantagens do crédito consolidado

Uma das principais vantagens da consolidação de créditos reside na redução da mensalidade (pode reduzir as suas prestações até 60 %). Mas, existem outras vantagens:

  • Simplifica a gestão mensal: paga apenas uma mensalidade por mês e fica apenas com um prazo para pagar. Isto, permite maior organização e gestão das suas finanças.
  • Prestação mensal mais baixa.
  • Reduz a taxa de esforço e aumenta a estabilidade financeira.
  • Quando solicita o crédito, pode obter  uma liquidez adicional. Mas, deve ter cuidado para não cair em tentação e aumentar o seu endividamento.
  • Taxas de juros atrativas.
  • Poupar em comissões.

Desvantagens do crédito consolidado

  • Aumento do montante dos juros (vai pagar durante mais tempo).
  • Se o seu nome constar na lista negra do Banco de Portugal, não vai conseguir o crédito consignado.
  • Comissão pela amortização antecipada de empréstimos.

No crédito consolidado com hipoteca o risco que apresenta é o facto do banco ficar com o imóvel, em caso de existir uma situação de incumprimento.

0

Sobre o autor

Diana Costa

Content Manager in Portugal

 

Responder a este tópico

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *