Documentos que tenho de apresentar para pedir um crédito pessoal - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Documentos que tenho de apresentar para pedir um crédito pessoal

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Documentos que tenho de apresentar para pedir um crédito pessoal

Se está a pensar em pedir um crédito pessoal para renovar aquela divisão em casa ou redecorar a mesma com novo mobiliário e eletrodomésticos de última geração, saiba de que documentos se deve fazer acompanhar na sua ida ao banco para solicitar o mesmo.

Que documentos apresentar para pedir um crédito pessoal?

Antes de se deslocar ao banco, o primeiro passo poderá passar por uma simulação rápida no site da sua instituição bancária para ter uma ideia inicial de que valor poderia pedir, qual a mensalidade que ficaria a pagar e durante quanto tempo. Regra geral, estes créditos poderão ser pagos entre 6 a 84 meses, mediante o valor do crédito.

Sim, já é possível fazer um pedido de crédito pessoal online, mas a aprovação do mesmo ficará sempre sujeita à apresentação de alguma documentação. Não raras vezes, e dada a atual situação do país, os documentos já podem ser enviados via eletrónica, seja por e-mail ou ‘carregados’ em plataformas específicas para o efeito.

Veja o nosso artigo sobre Crédito pessoal online em Portugal: que oferta existe? 

Documentos a apresentar

Quando se pede um crédito uma das partes mais importantes do processo são os documentos, pois é através dos mesmos que as entidades bancárias conseguem avaliar se lhe podem atribuir o crédito. Independentemente da entidade à qual peça o crédito, deverá fazer-se sempre acompanhar dos seus documentos mais recentes e também dos documentos do segundo titular, caso exista.

Os documentos necessários são os documentos de identificação, nomeadamente o cartão de cidadão ou, no caso de ainda não ter o mesmo, o seu bilhete de identidade e número de identificação fiscal, mais conhecido como número de contribuinte. No caso de não ser cidadão português, deverá fazer-se acompanhar da sua autorização de residência.

Um comprovativo de morada será também outro dos documentos solicitados. A sua fatura da água ou da luz, por exemplo, serão suficientes, desde que esses contratos estejam em seu nome e na fatura conste o seu nome e a sua morada.

Imprescindível é também o comprovativo de rendimentos. Regra geral, são sempre solicitados os três últimos recibos de vencimento e respetiva nota de liquidação de IRS. Ser-lhe-á também pedido uma declaração da Entidade Patronal indicando a data de admissão e o seu vínculo laboral. Normalmente, basta apresentar o seu contrato de trabalho que contém todas estas informações.

Obviamente, se for trabalhador por contra própria, a declaração de IRS do ano anterior é suficiente. Se for reformado, o documento a apresentar é a declaração anual de reforma.

Em alguns casos, se o montante que pedir for um tanto ou quanto mais elevado, superior a 50 mil euros, a entidade bancária poderá também pedir-lhe que apresente a sua declaração de situação contributiva junto da Segurança Social.

Note que estes documentos podem ser-lhe pedidos em alturas diferentes da avaliação da concessão de crédito e que a concessão deste está sempre sujeita às regras macroprudenciais do Banco de Portugal.

Antes de avançar!

Mas há muito mais a ter em conta quando ponderamos pedir um crédito pessoal. Antes de avançar, avalie a necessidade efetiva da despesa que irá realizar. É fundamental considerar o valor da prestação e garantir que a esma não irá comprometer as suas despesas mensais e o orçamento que tem para o seu agregado familiar.

Antes de assinar o contrato, deverá sentir-se elucidado e não deixar qualquer dúvida por esclarecer. E muito importante… leia toda a informação que constar do mesmo calmamente e com atenção, sem descurar as ‘letras pequeninas’.

Saiba também que, tal como o serviço pós-venda de uma qualquer compra que realize, após a contratação do crédito, se for sua vontade tem até 14 dias para revogar o mesmo, sem ter que se justificar junto da entidade bancária que lhe concedeu o mesmo.

O crédito pessoal é, atualmente, a opção mais utilizadas pelas famílias portuguesas para fazer face a uma despesa repentina e/ou imprevisto. Mas já sabe, pese bem os prós e os contras e garanta que não irá prejudicar o seu orçamento familiar!

Artigos Relacionados

Hipoteca, crédito à habitação, empréstimo, são tudo termos com os quais, mais ou cedo ou mais tarde vamos ter de lidar nas nossas vidas. Quando avançamos para o processo de compra ou venda de uma casa, todos...
Quem recorre a um crédito, seja ele para a compra de casa, carro, ou simples crédito pessoal, sabe que ao assinar o c...
Está à procura do melhor crédito automóvel? Antes de pedir o empréstimo para comprar veiculo, faça bem as contas, esc...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments