Empréstimos sem garantias, é possível? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Empréstimos sem garantias, é possível?

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


empréstimos sem garantias

Pedir um empréstimos sem garantias, é possível? Ao pedir um empréstimo, é bastante comum que o banco ou entidade solicite uma garantia para garantir que pagaremos a nossa dívida.  Mas o que acontece quando queremos solicitar um empréstimo e não temos uma pessoa que nos apoie (um fiador)?

Nesses casos, deve saber que também pode obter um financiamento, obedecendo a uma série de requisitos.

Quando falamos de garantias, nos referimo-nos a uma garantia que o banco frequentemente nos solicita, com o objetivo de garantir que vamos cumprir as condições acordadas num empréstimo. Segundo o Banco de Portugal um fiador é:

É uma pessoa que presta uma garantia pessoal prestada por uma terceira pessoa. O fiador responsabiliza-se pelo pagamento do empréstimo. Se o devedor não cumprir as suas obrigações, é o fiador que assume esse encargo.

Pedir um empréstimos sem garantia, é possível?

Os empréstimos que encontramos no mercado podem ser de natureza diferente, sendo capazes de distinguir dois grandes grupos:

  • Empréstimo habitação: o seu financiamento exige uma garantia, para que o credor possa garantir a cobrança da dívida. Esta garantia é a própria hipoteca da casa. Dessa forma, se ocorrer um default, a propriedade responderá ao pagamento da dívida. Da mesma forma, o devedor será responsável pelo pagamento do empréstimo com os seus ativos presentes e futuros.
  • Empréstimo pessoal:  neste caso, o devedor será responsável pelo cumprimento da obrigação com todos os seus ativos presentes e futuros.

Os empréstimos pessoais são caracterizados por ter um período de reembolso mais curto, bem como maiores taxas de juros. Por outro lado, as despesas de formalização no caso de empréstimos habitação são maiores, uma vez que a gestão e o registo da propriedade devem ser levados em consideração.

Quanto ao objetivo do financiamento, os empréstimos pessoais são os mais comuns no financiamento de um bem ou serviço, como um carro ou uma viagem. É por isso que podemos encontrar empréstimos pessoais para muitos propósitos: empréstimos ao consumidor, empréstimos para estudar, para reunir débitos, etc.

Por causa das características dos empréstimos hipotecários, eles geralmente exigem garantias. No entanto, no caso de empréstimos pessoais, este não é sempre o caso, uma vez que o valor que solicitamos é geralmente menor, bem como o prazo de reembolso.

O que preciso para obter um empréstimos sem um fiador?

O que precisamos para conseguir um empréstimo pessoal sem um fiador é ter um nível económico que garanta o retorno dele, assim como alguma estabilidade no emprego. Isso porque devemos demonstrar à entidade que temos os meios para fazer frente ao pagamento de nossas dívidas. Além disso, não devemos ter dívidas pendentes.

O facto de não ter contraído outras dívidas que possam colocar em risco a sua solvência financeira no momento da solicitação do empréstimo também será valorizado. Em média, estima-se que a faixa etária das pessoas que preencham todas essas condições seja entre 35 e 45 anos.

Artigos Relacionados

Quem recorre a um crédito, seja ele para a compra de casa, carro, ou simples crédito pessoal, sabe que ao assinar o c...

Deixar uma Resposta

guest
1 Comentário
Mais recente
Mais antigo Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
helena costa
Convidado

preciso 50000€ em 360 meses