É o fim do Bitcoin?

É o fim do Bitcoin?

Provavelmente esta a ver muita agitação com notícias e vídeos sobre Bitcoin. Todas as semanas há uma notícia que nos diz que a famosa criptomoeda pode estar nos seus últimos dias de vida. Neste artigo vamos tentar explicar rapidamente o que se está a acontencer.

É o fim do Bitcoin?

330 dias depois de Halving, Bitcoin volta a protagonizar uma queda volátil que assustou muitos dos investidores especialmente aos que investiram nos últimos tempos. O que ocorre com o Bitcoin e qual é a explicação?

Em fevereiro passado, explicámos  que Tesla investiu cerca de 1.500 milhões de dólares em Bitcoin, o que fez o seu preço aumentasse para valores históricos máximos.

No entanto, há alguns dias, Elon Musk anunciou no Twitter que a TESLA não aceitaria as Bitcoins como meio de pagamento.

Twitter Elon Musk Bitcoin

No tweet explicou que a decisão foi tomada devido à utilização de combustíveis fósseis para a mineração e transações de bitcoins. A sua mensagem ambientalista em defesa da exploração mineira para fazer uma mudança para a energia sustentável, foi uma notícia bomba que afetou o preço do Bitcoin descendo para 10%, cerca de 49.500 dólares.

Mas não acaba aqui. Hoje, a criptomoeda caiu mais 10%, atingindo quase 33.000 dólares. E isto porque um novo lutador entrou no ringue, a China. Apenas um mês após ter atingido o limite de 63.000 dólares, está agora num colapso catastrófico.

É verdade que todas as semanas, a criptomoeda recebe golpes que a tornam um ativo muito volátil. Mas hoje pode ter recebido um dos golpes mais difíceis de ultrapassar. O Banco Popular da China proibiu a utilização de qualquer criptomoeda a bancos, instituições financeiras e canais de pagamento online. Em suma, a China não pode utilizar a Bitcoin de forma alguma.

As razões podem ser para evitar fraudes, manter o controlo de capital ou  até mesmo alguns apontam que a China pode estar em guerra com Bitcoin porque quer lutar com a sua própria criptomoeda.

Uma queda destas, no Bitcoin não é novidade. A criptomoeda por excelência tem tido na sua história vários ciclos de exuberância ou bolha que terminaram com quedas abruptas no preço do bitcoin.

Como se pode ver na imagem, é possível determinar quatro ciclos principais na vida do bitcoin com um comportamento semelhante.

quatro ciclos principais na vida do bitcoin

Embora as causas dos desencadeadores da queda em cada ciclo tenham sido muito particulares, podemos geralmente encontrar vários padrões comuns a ela.

No entanto, ambos comentam que este comportamento é habitual e é possível que no futuro se recupere atingindo preços acima de 100.000.

A popular criptomoeda não é a única que foi afetada.

Pensa que o Bitcoin continuará a cair mais? Ou será o mesmo comportamento que vimos em 2020 e que acabará por se recuperar? Poderá ser agora o momento de investir? Deixe-nos nos comentários.

 

Sobre o autor

Diana Costa

Content Specialist for Rankia Portugal

 

Responder a este tópico

Bem-vindo(a) à comunidade!

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Ao continuar, aceita a política de privacidade