Erros a evitar quando se investe em Bitcoin

Erros a evitar quando se investe em Bitcoin

Quais são os erros a evitar quando se investe em Bitcoin? Ao investir em Bitcoin, como em outros mercados financeiros, os erros podem ter o seu preço. Mas neste tipo de ativos tão novos e voláteis, há que ter extrema cautela.

É verdade que a frase “o sucesso nos investimentos provém de não cometer erros, mais que de ser capazes de acertar”. Por esta razão, em seguida, apresentamos  cinco dos erros mais comuns que são cometidos quando se começa a investir no Bitcoin e como se pode evitá-los.

Quais são os erros a evitar quando se investe em Bitcoin?

Não ter conhecimentos sobre  Bitcoin e o funcionamento das criptomoedas

Sem uma formação sobre como funciona Bitcoin e o mundo das criptomoedas, em geral,  está exposto a acreditar em tudo o que os meios de comunicação social dizem, sem ter a capacidade de criar os seus próprios critérios.

Por vezes são publicadas notícias negativas, tais como proibições, controvérsias, etc.. É neste momento quando muitos investidores entram em pânico e começam a vender. No entanto, se tiver conhecimento sobre Bitcoin e da Criptomoeda, poderá saber como isso o afecta realmente e em que medida as notícias podem ser exageradas.

Por outras palavras, pode investir em Bitcoin com conhecimento, se conhecer as características deste ativo. Saber se é realmente uma boa ou má altura para comprar ou vender, independentemente das opiniões dos outros.

Investir em Bitcoin sem conhecer a análise técnica

Além de ter conhecimentos sobre como funciona a Blockchain (tecnologia que dá suporte à Bitcoin), aspectos relacionados com a fiscalidade do Bitcoin (que podem afectar a sua cotação) e outros factores que nos ajudam a formar um critério e a não cometer erros para investir na Bitcoin, não devemos esquecer que ela representa um mercado muito técnico, uma vez que o seu preço se move puramente pela oferta e pela procura: é difícil estabelecer um valor objetivo da Bitcoin.

Portanto, é a análise técnica que nos diz da melhor maneira quais são os pontos em que os operadores consideram que é a um bom preço. Por outras palavras, onde atua a procura. Da mesma forma, é a própria análise técnica que mostra onde se encontra a procura.

O gráfico de preços mostra tendências, apoios, resistências e padrões que nos ajudam a interpretar as sensações do mercado (como um grande conjunto de compradores e vendedores) e para que direção se dirige.

Investir em Bitcoin sem conhecer a análise técnica pode ser uma decisão suicida, um erro grave. Isto  se deve a que os seus movimentos são poderosos e, se não se tiver um conhecimento mínimo do que o preço está a fazer, pode levar a consequências negativas.

Não ter uma estratégia e escolher o produto financeiro errado

Existem vários mecanismos para investir em Bitcoin. No entanto, nem todos são adequados para desenvolver a mesma estratégia.

Alguns instrumentos requerem um nível mais elevado de capital inicial, outros são produtos alavancados (futuros, CFDs, etc.). O importante é ter em mente o nível de risco que está disposto a correr, determinar o horizonte temporal do investimento e outros detalhes. Com base nisso, deverá escolher o veículo certo para investir em Bitcoin.

Por exemplo, se a intenção é comprar e manter, é possível que o operador  sinta preferência pela aquisição de bitcoins físicos. Desta forma, não terá de se preocupar com a margem de garantia e as oscilações que este ativo financeiro sofre a curto prazo (é mesmo possível fazer uma média decrescente).

Por outro lado, a Bitcoin não oferece dividendos, juros ou qualquer outro tipo de rendimento. A única rentabilidade obtida é a diferença entre o preço de compra e o preço de venda. Por esta razão, é possível que se opte por uma estratégia de negociação a curto prazo e o operador opte por derivados financeiros (neste caso,a média decrescente dos instrumentos alavancados é um erro grave).

Em suma, outro dos erros a evitar quando se investe em Bitcoin é a falta de uma estrategia. Com base nessa avaliação, pode escolher o produto financeiro mais adequado.

Lembre-se que, sem uma estratégia, estamos à mercê dos movimentos do mercado. E num mercado financeiro tão agressivo como o Bitcoin, pode levar a perdas graves. Neste sentido, mudar de estratégia depois de o investimento ter começado  é também um dos erros que devem ser evitados a todo o custo.

Operar sem incluir Stop Loss

A ordem Stop Loss é uma ferramenta que deve ser utilizada por todos os operadores que operam com produtos alavancados (embora, surpreendentemente, não seja assim). Trata-se de assegurar a operação, limitando a perda no caso de o mercado não evoluir como esperado.

É um mecanismo de defesa, que protege o nosso capital e é de importância num mercado tão volátil como o Bitcoin. Um movimento contrário pode causar uma perda grave e com a ordem Stop Loss evita este cenário.

Trata-se simplesmente de, ao abrir uma posição, deixar uma ordem de encerramento quando o preço atinge um determinado nível que envolve uma perda; mas que também suponha um ponto de inflexão, no qual se admite que a nossa estratégia não foi válida, assume-se essa perda controlada e o operador está disposto a continuar com outras posições.

Talvez, não incluir a Stop Loss no momento de investir em Bitcoin é o erro mais grave, já que é uma proteção contra outros tipos de erros que podem ser cometidos.

Operar com dinheiro que possa necessitar

A literatura financeira e de investimento está repleta de exemplos de grandes operadores que acharam necessário desfazer o seu investimento, precisamente no pior momento, negociando com fundos de que necessitavam para outros fins.

Pode até estar muito bem posicionado em Bitcoin e ter uma estratégia sólida. Mas se nos virmos na necessidade de retirar o capital investido, deixando de lado todo o potencial que podemos obter, é possível que o investimento passe de bem sucedido a desastroso.

Perseguir lucros rápidos

Em qualquer investimento, é preciso ser paciente. Mas ao investir em ativos financeiros tão rápidos e violentos no curto prazo como Bitcoin, com mais razão.

Como mencionado acima, o Bitcoin é um valor que responde aos caprichos da oferta e da procura, uma vez que é difícil fazer uma avaliação objetiva do mesmo. Este facto faz com que os movimentos pareçam caóticos no início. No entanto, se a paciência for mantida face às quedas incoerentes do dia-a-dia, no final obterão resultados.

Recordemos que o Bitcoin é um valor refúgio (ou assim é considerado). É um ativo comparável ao ouro porque é escasso (só é possível minar 21 milhões de Bitcoins), não é afectado pela inflação, não é uma moeda que dependa de um governo ou de um banco central, etc.

Este tipo de semelhanças faz com que o Bitcoin seja chamadoouro digital ou “ouro 2.0”. Desta forma, o Bitcoin é um ativo que funciona bem a qualquer momento, mas perseguir lucros rápidos pode fazer-nos cometer erros relacionados com a gestão de riscos e o excesso de alavancagem.

Além disso, outro dos erros a evitar quando se investe em Bitcoin, especialmente quando se realiza um trading a curto prazo, é não vender quando a nossa análise e estratégia nos dizem para o fazer. Este tipo de erro está intimamente relacionado com a necessidade de obter lucros rápidos e de não ser capaz de cortar rapidamente as perdas. Além disso, devemos ter em conta qual a plataforma financeira que escolhemos quando negociamos bitcoins e outras criptomoeda.

 

 

 

 

 

0

Sobre o autor

Rankia

Responder a este tópico

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *