Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

OneCoin: o que é e como funciona?

Subscrever Newsletter

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


A OneCoin é uma criptomoeda muito semelhante à Bitcoin, que utiliza uma estrutura baseada em mining, blockchain, descentralização e criptografia para criar uma plataforma de pagamentos digitais.

No entanto, a OneCoin tem sido muito controversa ao longo dos anos. Neste artigo conhecerá a OneCoin, a moeda búlgara, o que é e como funciona.

O que é a OneCoin?

É uma moeda digital que se baseia na criptografia e foi criada através de um processo conhecido como mineração. Também fornece a capacidade de fazer pagamentos e transferir dinheiro de e para qualquer lugar do mundo.

Para atrair novos clientes, a OneCoin oferece pacotes educativos que variam entre os 10 e os 27.500 euros. Cada um destes inclui tokens que podem ser usados para minar OneCoins. No entanto, muitos especialistas e avaliações de utilizadores indicam que este material educativo é plagiado de várias fontes.

Criação da OneCoin

Há muitas versões sobre a sua criação. No entanto, numa apresentação desta moeda, foi dito que, em vez de utilizarem uma oferta inicial de moeda (ICO), utilizaram um modelo de financiamento económico (OPI). Por estas razões, a OneCoin em si não é um modelo descentralizado, além de ser amplamente criticada devido aos membros do seu team anteriormente envolvidos em esquemas fraudulentos.

Outro grande enigma é quem realmente compõe a equipa. Sobre isto, sabe-se que o projeto é apoiado por duas empresas offshore, a OneCoin Ltd e a OneLife Network Ltd, a primeira sediada no Dubai, enquanto a outra está sediada em Belize. No entanto, a OneCoin afirma que tem sede na Bulgária e tem escritórios representativos em Slaveykov Sqr. 6A, piso térreo, Sofia 1000.

Como funciona a OneCoin

A OneCoin alega que a sua blockchain é controlada mensalmente por um auditor independente.

Mas não especificam os mecanismos para decisões de consenso sobre a blockchain, os algoritmos utilizados para a mineração, entre outros.

Ou seja, o seu funcionamento é incerto, a criptomoeda não dispõe de um relatório técnico que explique em pormenor as suas características técnicas. No entanto, para ter uma ideia de como funciona, é preciso conhecer as partes que compõem o seu ecossistema:

  • A OneAcademy uma plataforma de e-learning com guias e aulas sobre a indústria das criptomoedas e trading.
  • A OneLife Network é uma das empresas por trás da OneCoin, dedicada ao trading.
  • A OneForex é uma plataforma de trading Forex.
  • A DealShaker é uma plataforma de trading eletrónico do ecossistema OneCoin, onde produtos e serviços são negociados em troca de criptomoedas ONE.
  • Plataforma de pagamento para troca de fundos com carteiras OneCoin.
  • A OneExchange é uma plataforma de intercâmbio que foi criada para fins educativos. No entanto, a empresa afirma que em 2016 a plataforma de intercâmbio oficial foi transferida para outra plataforma independente (xcoinx.com).
  • A CoinCloud é uma plataforma cripto baseada em nuvem.

No entanto, a OneCoin não é extraída por nenhum software instalado localmente em computadores. O processo de extração é feito através do site da empresa e o único requisito é ter internet e um navegador web. Além disso, inclui um token utilitário (OFC) que os utilizadores recebem para a compra de pacotes.

Controvérsia sobre a OneCoin

Alguns dizem que a OneCoin pertence a esquemas multi nível ou pirâmides, ou até mesmo dizem que se trata de um esquema Ponzi. Além disso, os reguladores de 7 países adicionaram-na às suas listas negras de empresas listadas como fraudulentas:

  • Na Índia, em abril de 2018 (ações judiciais contra as pessoas envolvidas que queriam promover o projeto no país).
  • O Vietname negou ser um país licenciado para este projeto e o seu governo classificou-o como um esquema Ponzi.
  • A Finlândia, na sequência de queixas das autoridades fiscais e de queixas individuais.
  • A Nova Zelândia adicionou a OneCoin e a OneLife à sua lista de avisos e alarmes.
  • As autoridades portuguesas e búlgaras decidiram encerrar a sede da empresa na Bulgária.

 

 

Ler mais tarde - Preencha o formulário para guardar o artigo como PDF
Consent(Obrigatório)

Artigos Relacionados

TRON (TRX) é uma criptomoeda que visa oferecer uma plataforma rentável e altamente escalável para contratos inteligentes, DApps e armazenamento descentralizado. Neste artigo, aprenderá mais sobre esta cripto...
Genericamente, uma criptomoeda é um tipo de dinheiro – como outras moedas com as quais convivemos – com a diferença d...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments