TIPS, a alternativa do BCE para o Blockchain - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

TIPS, a alternativa do BCE para o Blockchain

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


tips

Apesar de praticamente não ter tido impacto, em 30 de novembro, o BCE lançou o seu novo sistema de pagamentos a nível europeu, o TIPS. A primeira transação do TIPS ocorreu entre um cliente do CaixaBank e outro do banco Natixis na semana passada.

O projeto TIPS começou a ser desenvolvido em junho de 2017, mas o seu desenvolvimento teórico tem data de setembro de 2016.

O TIPS é uma nova infra-estrutura de pagamentos internacionais desenvolvida pelo BCE. TIPS é o acrónimo de Target Instant Payment Settlement permite transacções instantâneas 24 horas por dia, sem interrupções e a baixo custo.

A sua infra-estrutura é desenvolvida como uma extensão do bem conhecido TARGET 2 . O TIPS atualmente suporta apenas transações em euros , mas não descarta a possibilidade de incorporar mais moeda.

A característica que define o TIPS é a sua orientação para o cliente de retalho. A infraestrutura funciona através de intermediários (bancos) que oferecerão a opção de aceder à infraestrutura do TIPS. Como parte do TARGET 2 do TIPS, estes intermediários devem cumprir os mesmos requisitos como parte do TARGET 2. Embora as transacções do TIPS possam ser realizadas 24 horas por dia, 365 dias por ano, apenas podem ser depositados fundos nas contas do TIPS no horário de funcionamento do TARGET 2.

 

As soluções oferecidas pelo TIPS são:

  • Pagamentos seguros e com um tempo de processamento mínimo de 10 segundos;
  • Suporte de grandes volumes e sem qualquer limitação;
  • Serviço sem interrupções;
  • As comissões são extremamente baixas, na ordem de 0,002 €.

As comparações com mundo blockchain são claros. No entanto, o blockchain abrange muito mais, chegando até a implementações na IoT (internet of things). Mas vendo a rapidez das instituições governamentais para se adaptarem, não seria surpreendente ver também avanços nesse sentido no futuro.

Enquanto isso, o “coin market” permanece nos níveis mínimos deste ano e nos níveis de meados de 2017. Soluções como esta proposta do BCE devem ajudar a refletir sobre a moeda da Bitcoin ou outras alternativas. Obviamente, a proposta do BCE é completamente centralizada e nada está mais longe do anonimato, no entanto, nenhuma blockchain pode competir com esta alternativa do BCE ou mesmo da Ripple (que também é centralizada). Neste sentido a Bitcoin como uma proposta pragmática, imediatamente prática, ou como uma alternativa política, talvez romântica , para a economia atual?

Se quiser aprender mais sobre criptomoedas, pode fazer download do nosso manual de gratuitamente

manual criptomonedas

 

Artigos Relacionados

Smart Assets são tokens de moeda virtual exclusivos que podem representar um ativo tangível do mundo real ou propried...
Kin é a criptomoeda do serviço de mensagens Kik. Tem usos especiais dentro da plataforma de mensageiro Kik. Os utiliz...
Vamos falar neste artigo dos Robôs de trading de criptomoedas. O tempo não espera por ninguém e os mercados financeir...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments