Dicas para vender casas

Neste artigo vamos dar 10 dicas para o poder ajudar a vender uma casa.

1- Tendo o preço mais barato na área

Eu comprei a um bom preço? Se quiser vender rápido, o preço de venda terá ser de pelo menos 5% mais barato do que a média da zona. Por isso, garantimos que todos os potenciais compradores vão me ligar primeiro. Também não é bom para obter “linhas mortas” na negociação do preço, para evitar a venda depois de um ou dois anos a um preço que já tinha oferecido desde o início.

2- Coloque a casa em sites imobiliários

É importante anunciar em todos os lugares onde temos permissão para fazer isso de graça e dar todos os detalhes (imagens, planos, vídeos, etc.) que o site permite.

3- Entre em contato com várias agências imobiliárias

Principalmente da área, mas também é interessante entrar em contato com agências mais gerais. Às vezes somos quem recebe a venda e salvamos o pagamento da comissão e às vezes o imóvel recebe e pagamos a comissão de mil amores. Não há dinheiro que pague com maior felicidade do que isso.

E outra coisa, longe da nossa intenção de parar de pagar uma comissão para o imóvel que ganhou legitimamente com o seu esforço e know-how.

4- Evite a guerra dos cartazes a todo custo

Nas casas que tenho à venda, o único cartaz exposto é seu. Claro, o imóvel tem a nossa permissão para removê-lo antes de visitar a casa com os seus clientes e, em seguida, colocá-lo de volta.  Esses cartazes ruins são um prodígio do marketing imobiliário.

Devemos tentar se pudermos

5- Pequenos reparos e pintura

Não é necessário fazer um grande investimento. Por exemplo, um novo piso de madeira ou uma cozinha de última geração agradarão aos compradores em potencial, mas eles nem vão querer saber do fato de que isso significa pagar um preço mais alto. O investimento deve ser direcionado exclusivamente para reparar pequenos danos, como umidade, vazamentos, telhas quebradas ou pisos deteriorados.

Além disso, pintar a casa (naturalmente de branco que dá maior sensação de espaço e limpeza) não é caro e dá uma impressão muito boa.

6- Prepare a casa para ser ensinada

Uma casa entra pelos olhos. tem que fazer uma limpeza completa, indo fundo nos banheiros e na cozinha, que são os espaços mais delicados. Quando é hora de mostrá-lo, deve ter aberto as janelas para que seja bem ventilado e para que a luz do dia entre. Se já houver pouca luz ou se a casa estiver escura, deve ter todas as luzes acesas. Os espaços fechados, escuros e mal ventilados não são nada atraentes.

Se a casa está sendo habitada é importante que não haja ruídos no momento do ensino (televisões ou rádios), que não haja animais de estimação incomodando entre as pernas do visitante e que haja um máximo de vagas livres, tendo retirado o excesso de móveis que converta as visitas à casa num verdadeiro martírio. Em geral, muitas casas sobrecarregadas sobrecarregam os potenciais compradores e parecem menos espaçosas. Idealmente, os habitantes da casa não estariam presentes para evitar que os visitantes sentissem que a privacidade está invadindo-os.

7- Não precisa mostrar uma casa antes de estar pronta

nunca tem uma segunda chance de causar uma boa primeira impressão . A este respeito, tenho a tendência de ser muito franco e dou a minha atenção sem hesitação aos clientes ansiosos que querem ver a casa simultaneamente à minha obtenção das chaves. Não seria o primeiro a descer uma venda quase certo, porque o cliente superinteressado vê as chaves recém-obtidas, quando ainda está sujo e com as impressões recentes do ocupante anterior. A casa pode ser vista quando pode ser vista e não antes.

8- Evite sempre misturas

As casas são ensinadas uma por uma. Não é mau que os potenciais clientes se vejam de longe para que sintam que a casa também é desejada por outras pessoas, mas é necessário evitar a todo o custo que a vejam ao mesmo tempo porque quatro olhos vêem mais de dois e os defeitos que não vêem um verá o outro e vice-versa, e contará um ao outro para que no final da visita não haja defeito sem ser apontado e conhecido por ambos.

9- Prepare uma pasta de vendas

Copiei essa ideia diretamente de um idealista porque achei muito interessante. A pasta deve incluir todos os documentos importantes, como uma simples nota do registo comprovando que a casa é nossa e que não tem encargos, o último recibo do IMI, um certificado de que estamos em dia com a Comunidade de Proprietários, planos e tudo Isso pode ser interessante

10- Não aceite sinais ridículos

Antes de aceitar um sinal de apenas dois mil euros, prefiro deixá-lo correr. O argumento é muito simples: “Muito bem, entendo que não quer arriscar que o banco não lhe conceda a hipoteca e tem que perder o dinheiro, mas aí, apesar de aceitar o contrato de venda com , prefiro continuar oferecendo, não vá para ser que neste par de meses que vai levar me dizendo que o banco lhe disse não, acontece que somos o verdadeiro comprador da casa e sem problemas de financiamento, se acha que está pedindo dinheiro ao banco e se ele der para antes que encontre outro comprador, ótimo, nós vamos diretamente ao notário e pronto . 

Sobre o autor

António Fernandes

    Onde Investir com Bolsonaro na Presidência

    Onde Investir com Bolsonaro na Presidência

    O Plano O economista de Jair Bolsonaro é Paulo Guedes, um conhecido liberal e ex-banqueiro que desenhou o plano de governação focado em reformas e privatizações. O "Tripé" O programa...