Diferença entre hipoteca e um crédito habitação?

Certamente já ouviu falar do termo hipoteca por aí. Mas qual é a diferença para um crédito habitação normal? Neste artigo vamos mostrar as principais características e diferenças.

O mais comum é a pedir um crédito habitação quando se lida com a compra da nossa casa, mas fazer a hipoteca do nosso imóvel também é uma opção a considerar: serve para financiar a sua casa, mas com certas peculiaridades que conhecemos. Na verdade, os especialistas recomendam para ser cauteloso pedir o crédito habitação quando temos certo conhecimento financeiro para evitar o excesso endividamento.

O que é uma hipoteca?

Uma hipoteca é uma garantia real que recai sobre uma coisa imóvel ou equiparada.

Na contratação de um crédito, a instituição de crédito pode exigir a constituição a seu favor de hipoteca sobre imóvel, como forma de garantir o pagamento do empréstimo.

Este tipo de garantia é frequentemente utilizado na contratação de crédito à habitação, mas por vezes podemos pedir emprestado dinheiro ao banco à posteriori após a compra do imóvel.

É comum a instituição de crédito exigir a constituição a seu favor de hipoteca sobre o imóvel financiado. O imóvel pode ser a habitação adquirida, construída ou objeto de obras financiadas pelo empréstimo, incluindo o terreno.

A hipoteca pode também recair sobre um imóvel de uma terceira pessoa, por exemplo de um familiar, caso a instituição aceite. Na apreciação dos pedidos de crédito à habitação e de outros créditos hipotecários, a instituição de crédito avalia o imóvel dado como garantia do crédito.

Caso o cliente não cumpra os compromissos assumidos e falte ao pagamento das prestações acordadas, a instituição de crédito pode iniciar um processo judicial para recuperar o montante em dívida, que pode conduzir à venda executiva do imóvel hipotecado.

O que é um crédito habitação?

No caso do crédito habitação, é uma certa quantia de dinheiro é disponibilizada ao cliente, que deve ser reembolsada com o correspondente interesse em quantias periódicas e também é apoiado pela garantia da casa. A principal diferença é que este é pedido antes da compra do imóvel.

Atualmente, encontramos uma ampla variedade de créditos habitação no mercado: com ou sem garantias, com uma taxa fixa ou variável, com prazos a 10, 20 ou 30 anos.

O mais utilizado é ser à taxa variável indexada à euribor, com financiamento até 80% no caso da aquisição do primeiro imóvel. Como garantias tem como real a hipoteca e como acessórias um fiador.

 

Sobre o autor

Henrique Garcia
Analista de Mercados