Criar um projeto de E-commerce em 2020: o que deve saber? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Criar um projeto de E-commerce em 2020: o que deve saber?

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


criar projecto ecommerce

A palavra “E-commerce” é uma abreviação para electronic commerce que, no mais perfeito português, designa o comércio que é realizado via Internet. Apesar de só se ter tronado mais comum na última década, a história do E-commerce remonta a 1979, quando o empreendedor e executivo do setor de T.I. (Tecnologias da Informação), Michael Aldrich, apresentou o projeto do que seria o primeiro sistema de compras online: o Videotex ou teleshopping (não confundir com televendas).

Quarenta e um anos depois de Aldrich ter dado os primeiros passos no E-commerce, a realidade mostra-nos um setor em crescimento acelerado. Só para se ter uma ideia, o volume de negócios associado ao comércio eletrónico, em Portugal, registou um crescimento de 11,6% para mais de 2.600 milhões de euros, no ano passado. Os números são do Statista, portal online alemão especializado em dados estatísticos e que aponta para cerca de sete milhões de portugueses a fazer compras em plataformas de E-commerce – perto de mais 4% do que em 2018. Até 2023, o mesmo portal prevê que o comércio eletrónico em Portugal gere um volume de negócios superior a 3,670 milhões de euros.

Empreendedorismo do futuro, podemos chamar-lhe. Se a sua ambição passa por construir um negócio online de modo a obter rendimentos extra ou, até, transformar-se na sua ocupação a tempo inteiro, este artigo propõe orientá-lo pelos passos básicos a dar para abrir um E-commerce de sucesso.

Como escolher o segmento certo para o seu negócio?

Teve uma ideia e, de acordo com o estudo que levou a cabo, essa mesma ideia tem tudo para resultar numa empresa de E-commerce de sucesso. Comece por fazer um planeamento completo, onde decide o tipo de produtos ou serviços que vai oferecer, como vai atrair o seu público-alvo e que estratégia irá utilizar para levar à compra dos seus produtos.

De acordo com os últimos dados estatísticos, os segmentos de E-commerce com maior “saída” foram os Cosméticos, seguidos da Moda e Acessórios e Casa e da Decoração. Para este ano, as grandes tendências são os produtos biodegradáveis (de moda, higiene, beleza, decoração, roupas usadas etc) reutilizados e/ou fabricados com foco na sustentabilidade e os alimentos alternativos para consumidores que possuem intolerância a glúten ou a lactose, por exemplo.

Como identificar o público-alvo da sua marca?

Público-alvo é um grupo de pessoas (e potenciais clientes) que agrega características em comum – como geração, classe social e comportamento de compra – e serve como norteador para as tomadas de decisão do seu negócio, especialmente nas questões relacionadas com o preço e o marketing. Conquistá-lo deve ser o seu foco – afinal, sem ele, não será possível vender.

Para determinar o público-alvo da sua loja virtual, é indispensável saber o que ele consome, com que frequência, quais são suas dores e necessidades (e se o seu produto as resolve), se pagariam por ele, quais são os seus subgrupos existentes (o segmento de cosméticos, por exemplo, pode estar ligado a mais de um target: de jovens a mulheres maduras), etc.

Para descobrir ainda mais detalhes do seu público-alvo, observe a dinâmica que a concorrência estabelece com o público.

Ao seguir todos estes tópicos, estará melhor preparado para delinear o tom da sua comunicação, as campanhas de publicidade e escolher as redes sociais mais eficazes para divulgar a sua loja virtual.

Alojamento e criação da sua loja online

Com este trabalho finalizado, deve começar por registar o domínio e alojamento daquela que virá a ser a sua loja online. Encontrado o “terreno”, tem que se preocupar em construir a plataforma que servirá de “casa” ao seu negócio. Existem inúmeras soluções no mercado, muitas delas gratuitas, mas se o objetivo é erguer uma empresa sólida, o melhor é optar por uma loja online profissional criada do zero, por profissionais, com todos os mecanismos necessários para o sucesso.

As lojas online profissionais, integradas no wordpress, são criadas com o Woocommerce, facilitando o seu manuseamento mesmo após a criação. Além disso, como são hospedadas em wordpress, a criação de artigos é facilitada, sendo uma vantagem no SEO para E-commerce.

Certifique-se que a plataforma criada é simples, intuitiva e direcione inconscientemente o seu cliente para a compra dos seus produtos. Simplicidade e usabilidade que se devem estender, de igual modo, ao momento do pagamento.

Como configurar e quais os meios os melhores meios de pagamento?

Atualmente, existem dois modelos que permitem transações online: os gateways e os intermediadores.

Um gateway de pagamento, ao contrário do intermediador, é mais complexo e requer um investimento inicial nas empresas de pagamento. Também existe a necessidade de recorrer a um programador ou a uma empresa para implementar o sistema.

No entanto, a longo prazo, esta torna-se uma solução mais barata, profissional e vantajosa pois os seus consumidores não irão para outra página; todo o processo de compra é realizado no seu website. Devido à simplicidade do processo, o número de vendas tende a subir.

Nesta opção, será necessário solicitar uma proposta de e-commerce a uma entidade de meios de pagamento para implementar no seu website. Uma das mais destacadas neste domínio é a REDUNIQ, uma marca portuguesa que lhe oferece várias soluções de pagamento que se adequam às necessidades específicas de cada cliente. Sabendo que o cliente procura soluções rápidas e seguras no momento de abrir a carteira, a REDUNIQ coloca ao dispor do empreendedor digital uma equipa especializada que faz a avaliação das suas necessidades, propõe-lhe a oferta que a elas mais se adequa às e acompanha-o no processo de adesão e integração. 

A par do E-Commerce, agora com uma campanha com condições especiais de adesão, e caso o cliente não tenha website ou não queira integração, existe ainda a solução REDUNIQ @Payments, que permite vender online de forma segura (vem com tecnologia 3D secure integrada) sem mensalidade ou custos fixos.

Escolher entre um a dois métodos de pagamento será suficiente.

Método ideal para empreendedores que estão em fase inicial na sua loja online e lojas com um baixo número de pedidos mensais, os intermediadores permitem uma maior facilidade no processo de integração de pagamentos numa loja e-commerce. Com apenas alguns cliques, estes intermediadores podem ser associados à sua loja online e estará pronto para receber pagamentos online dos seus clientes. Apesar de vantajosa a nível de instalação, esta opção apresenta taxas associadas um pouco mais elevadas em cada pagamento.

Neste método, todo o processo é feito fora do seu website, portanto é provável que alguns clientes sejam recusados – algo que podia não acontecer caso o meio fosse seu.

Identidade visual

Bom, antecipamo-nos. Se já pensa em SEO, estratégias de captação de clientes e pagamentos é porque a plataforma que criou já é detentora de uma identidade visual (logótipo, esquema de cores, etc) e de uma filosofia (transversal a todos os produtos e publicidades que a sua loja online veicule) capazes de serem facilmente identificadas pelos clientes. Apesar de aparentemente estéticos, estes elementos levam os potenciais clientes a pensar primeiro na sua loja online no imenso mar de opções que a Internet providencia em matéria de vendas à distância.

Tal como num negócio físico, as janelas e os produtos devem estar organizados, as promoções em destaque e o espaço em si com um aspecto clean e sem “ruído visual”. Portanto, na página inicial do seu site, alinhe os componentes: o cabeçalho (com o logo e o nome da sua marca), o menu (com as categorias e a barra de procura), a área de conteúdo (com banners, além dos lançamentos e das promoções) e o rodapé (com informações extras sobre o negócio, como botões para redes sociais, FAQ etc).

Como começar a divulgar a sua marca com estratégias de marketing?

Capta visitantes, mas as vendas continuam em baixo? Não desespere, procure implementar estratégias de inbound marketing na sua loja online. Estas estratégias têm como objetivo atrair possíveis clientes, mas também convertê-los em clientes e continuar a atrai-los mesmo após a compra. Captar o contacto do visitante, manter um contacto permanente através do e-mail marketing, oferecer descontos caso seja feito o registo, entre outros, são algumas das medidas que pode e deve implementar.

As redes sociais já fazem parte do nosso quotidiano, seja para compartilhar conteúdos, trocar mensagens com amigos ou conhecer e seguir novas marcas. Assim, divulgar fotos e vídeos dos seus produtos torna-se uma tarefa muito mais fácil através delas e, o alcance da sua marca, por sua vez, maior.

Entre as diversas alternativas, destacam-se o Instagram e o Facebook. Só em 2019, estas redes foram responsáveis, respetivamente, por 59% e 37% das vendas através de redes sociais no ano passado. Entre as suas funcionalidades, destacam-se o Instagram Shopping e a Loja do Facebook: ambas permitem o compartilhamento de mercadorias, preços e links de redirecionamento para a sua loja virtual – o que agiliza o checkout para os seus consumidores.

Suporte de Qualidade

Se os chatbots, interfaces de conversação que auxiliam o cliente durante o processo de compra através de um jogo de perguntas e respostas, ajudam a agilizar a venda, a verdade é que um contacto personalizado mostra ao cliente que a loja está atenta às suas dúvidas e desejos.

Esteja atento ao tempo de resposta: a velocidade do suporte está intrinsecamente relacionada com as hipóteses de venda. Assim, estabeleça-o para os diferentes canais e, caso atenda só em horários comerciais, deixe essa informação clara. Para além disso, tenha uma FAQ completa. Devidamente citada no capítulo de personalização do seu E-commerce, esta página ajudará o seu público a encontrar respostas por conta própria, sem a necessidade de entrar em contacto.

Solicite feedbacks: pergunte ao consumidor se o suporte foi satisfatório e se há algo a ser melhorado. Desta maneira, você poderá aprimorá-lo cada vez mais, além de salientar que a opinião do público é importante. Por último, deixe os contactos visíveis logo no rodapé da homepage da sua loja online.

Logística e distribuição

Se não estivermos a falar de, por exemplo, e-books (livros digitais) ou discos de música em formato digital, o cliente não terá acesso imediato ao produto que comprou. Logo, o maior desafio é criar uma logística de distribuição que seja funcional tanto para a loja online, como para o comprador. 

É preciso definir se os produtos serão feitos por encomenda ou se haverá um stock para venda, e se existir um stock, quantas unidades estarão disponíveis. Além disso, o empreendedor digital deve pensar nas melhores opções para o transporte da mercadoria. Correios, para negócios de menor dimensão, e transportadoras, para negócios com maior volume de encomendas, são os mais utilizados.

Como acompanhar o desenvolvimento do meu negócio?

Google Analytics é resposta para o que procura. Através desta ferramenta, é possível aferir o tráfego do seu site e a eficácia das suas ações de marketing. Assim, conhecendo o comportamento dos utilizadores, será muito mais simples criar estratégias para melhorar o alcance e aumentar as vendas.

A par de todos estes passos, manter uma loja online e transformá-la num negócio de sucesso vai exigir uma grande flexibilidade e capacidade de adaptação. As vontades e tendências no mercado digital são extremamente voláteis. O que ontem saía que “nem pãezinhos quentes” é votado ao ostracismo no dia seguinte. Faça do seu negócio a última bolacha no pacote.

Artigos Relacionados

Taxas de juros compostos são os juros de um empréstimo ou depósito calculado com base no principal inicial e nos juro...

Deixar uma Resposta

guest
1 Comentário
Mais recente
Mais antigo Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Rui
Convidado

Estou à procura de empresas que possam ajudar-me a criar um projeto ecommerce para indústria. Sugestões?

https://www.evernote.com/shard/s685/nl/167000737/dcd77a30-6bd0-935f-c2ea-258d3ca651fe?title=Desenvolver%20o%20projeto%20de%20ecommerce%20de%20industria%202021