Fundos por categorias preferidos por assessores e seletores europeus

Há mais de um mês, desde Sharing Alpha chegam-nos as classificações de fundos, gestoras e categorias de fundos melhor valorizadas por gestores europeus. A eleição baseia-se em três parâmetros:

  • A experiência e a vantagem competitiva do gestor e a sua equipa (People)
  • O custo do fundo (Price)
  • A forma que foi implementada a estratégia em termos de gestão de riscos (Portfolio)

Neste caso, se realizou um cruzamento de classificações. Por uma parte o ranking por categorias, do que se tomaram as 5 melhor valorizadas. Por outra parte, na classificação de fundos por categorias, procuraram-se os melhores por categorias. O resultado mostra-se na seguinte tabela:

Magallanes European Equity FI (EUR)

A gestão do Magallanes European Equity FI (ISIN: É0159259003) baseia-se na referência do MSCI Total Return Net Europe. No mínimo deve investir 75% em ações, da qual ao menos o 75% serão europeias. Dentro da sua carteira, principalmente empresas de média capitalização bolsista. Embora a carteira está diversificada, os setores industrial e de matérias primas são os que mais peso com um 22,3% e um 21,16% respetivamente. A sua rentabilidade a 3 anos anualizada é de 10,65%, superando largamente tanto à sua categoria como ao seu índice de referência. Pelo que respeita ao risco, este fundo tem um índice de Sharpe de 1,14, sendo o mais elevado de todos os que se apresentam neste ranking.

BlackRock BSF Fixed Income Strategies Fund (EUR)

O fundo BlackRock BSF Fixed Income Strategies (ISIN: LU0438336264) investe pelo menos o 70% do seu ativo total em obrigações e/ou ativos relacionados. A sua estratégia apresentada é a arbitragem com estes valores de dívida, mantendo posições neutras ao mercado (gera proveito com a subida ou descida dos preços), embora atualmente a sua posição é direcional, 206,37% em posições longas e 93,67% em posições curtas. A maior parte centra-se em dívida britânica em curto prazo, representando uma representação de 62,92% da carteira, além disso centra-se especialmente na dívida da zona euro. A sua rentabilidade a 3 anos anualizada é de 0,79% . Salvo em 2011 e 2016, este fundo teve uma melhor performance que o seu índice de referência, o EONIA.

Liontrust Special Situations Fund (EUR)

O objetivo principal do Liontrust Special Situations Fund (ISIN: IE00B87MS887) é o crescimento do capital a longo prazo. Baseia-se no investimento em empresas de média capitalização bolsista do Reino Unido, destacando os setores industrial e tecnológico com pesos na carteira de 21,49% e 18,40% respetivamente. A sua rentabilidade a 3 anos anualizada é de 1,99% situando-se por abaixo do seu índice como da sua categoria. O seu índice de Sharpe é de 0,32.

STANLIB Aggressive Income (ZAR)

O objetivo de investimento do STANLIB Aggressive Income (ISIN: ZAE000068854) é proporcionar um investimento eficiente no qual os investidores possam participar em uma carteira que procurará gerar um alto nível de rendimentos, e com potencial de crescimento do capital. Centra-se, principalmente em títulos da República de África do Sul, em carteira possui várias posições com rendimentos ao redor dos 9%. A sua maior posição encontra-se num fundo imobiliário dedicado ao investimento em propriedades, além disso podem-se encontrar duas companhias dedicadas ao imobiliário em Mauricio e África do Sul. Rentabilidade a 3 anos anualizada de 4,50% e o índice de Sharpe de -0,9. Não é de estranhar pois a rentabilidade das obrigações a 10 anos da África do Sul se situa atualmente a rondar os 8%. As suas fortes posições em mercado imobiliário fazem com que a sua rentabilidade fique por abaixo do ativo sem risco local.

Sobre o autor

Juan Diego Quilez
Gerente em Rankia Portugal

    Melhores corretoras de Bolsa em Portugal

    Melhores corretoras de Bolsa em Portugal

    Estas são as comissões que nos cobraram em 2017 as principais corretoras de bolsa do mercado português.  A melhor corretora para um investidor não tem que ser a melhor “broker” para outro. O...