Fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Análise do fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained

Hoje iremos analisar o fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained. O fundo nasceu de uma parceria estratégica entre a Jupiter Asset Management e a NZS Capital. O fundo foca-se em ações de empresas que são resilientes à disrupção e avanços tecnológicos. Isto permite ao fundo ter vários investimentos em empresas que claramente têm vantagens competitivas. Sendo modelos de negócio altamente resilientes e competitivos. Isto confere maior estabilidade ao seu portfólio, e garante uma rentabilidade superior a longo prazo.

A análise inclui uma extensa descrição do tipo de filosofia de investimento, assim como da equipa que gere o portfólio. Iremos também analisar a rentabilidade, assim como os riscos associados a este investimento.

Informação básica do fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained

  • Classe do Fundo: Ações
  • Início de atividade: 29 de Abril de 2021
  • Ativos sob Gestão: €194M (31/08/21)
  • Subscrição Inicial: €500
  • Indicador de referência (benchmark): Morningstar Global Target Market Exposure
  • Subscrição Adicional: €50
  • Comissão de Subscrição: até 5%
  • Comissão de Resgate: 0%
  • Comissão de Gestão: até 1.5%
  • Moeda: EUR
  • Política de Dividendos: Acumulação
  • Sociedade Gestora: Jupiter Asset Management em parceria com a NZS Capital
  • ISIN: LU2223789822

Gestor e filosofia de investimento

Gestão

O fundo é gerido por dois gestores, Brinton Johns e Brad Slingerlend. Ambos os gestores têm uma vasta experiência conjunta, quando geriram o fundo Janus Henderson Global Technology and Innovation Strategies, que obteve uma excelente rentabilidade durante um longo período de tempo.

Brinton Johns

Brinton Johns

Brinton Johns é um dos fundadores da NZS Capital e tem uma vasta experiência como gestor de portfólio e analista na Janus Henderson. Foi um dos gestores do portfólio do fundo Janus Henderson Global Technology and Innovation Strategies, juntamente com Brad Slingerlend.

Brad Slingerlend

Brad Slingerlend

Brad Slingerlend também é um dos fundadores da NZS Capital, e juntamente com Brinton Johns geriram o portfólio do fundo Janus Henderson Global Technology and Innovation Strategies. Ambos têm não só uma vasta experiência como “analistas”, mas também como gestores de portfólio.

Experiência prévia como gestores

Outro aspecto importante a referir é a capacidade de trabalho conjunta. Visto que ambos já geriram um portfólio de forma conjunta no passado, isto poderá ser um aspecto importante.

É importante referir que durante o período em que geriram o fundo Janus Henderson Global Technology and Innovation Strategies, a performance alcançada pelos gestores foi extremamente positiva. Conseguindo ter uma rentabilidade superior ao índice de referência durante um extenso período de tempo.

Performance fundo Janus Henderson Global Technology and Innovation Strategies

Filosofia de investimento do fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained

A filosofia de investimento do fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained assenta numa escolha cuidada das ações que integram a sua carteira. Esta escolha passa pela análise de vários aspectos qualitativos que cada empresa deve ter para cumprir os critérios de seleção do fundo. Este processo altamente rigoroso assegura que o fundo apenas investirá em empresas altamente resilientes, em crescimento e que apresentam vantagens competitivas no mercado. Outra das vantagens mais importantes é a distribuição de opcionalidade das empresas que integram o portfólio. A filosofia assenta na alteração económica esperada ao longo dos próximos anos, a transformação económica do analógico para o digital. Como tal é esperado que várias indústrias sofram disrupção, e as ações são selecionadas também com base nesse critério. De forma que as empresas que fazem parte do portfólio não estão tão sujeitas a estes fatores disruptivos, devido à sua resiliência.

Em termos estratégicos de composição do portfólio, este passa pela seleção de algumas posições mais resilientes. Estas posições têm um peso maior na composição da carteira, e são posições de longo prazo. Ainda assim, o fundo detém pequenas posições em várias empresas, numa estratégia mais de curto e médio prazo. Tentando assim beneficiar da sua opcionalidade.

Alguns dos aspectos mais significativos que poderão influenciar directamente a seleção das ações que constituem o portfólio são:

Qualidade

A qualidade é avaliada tendo em conta a estrutura empresarial e a qualidade da gestão da empresa em causa. Estas componentes são comparadas em termos da capacidade de sucesso a longo prazo, assim como a adaptabilidade da empresa em termos estruturais e em termos de gestão.

Crescimento

As empresas são também avaliadas em termos do crescimento esperado a longo prazo. O fundo procura investir em empresas que têm perspectiva de crescimento global durante um vasto período de tempo.

Contexto face à disrupção

Um dos principais objetivos do fundo é selecionar ações de empresas resilientes no seu sector de actividade, e que dificilmente conseguem ser afectadas devido à disrupção por parte de empresas concorrentes. Este processo passa por entender como a empresa se enquadra no seu sector, em termos competitivos e compreender de que forma o valor da empresa pode mudar no futuro.

A filosofia do fundo assenta também em dois critérios altamente importantes, a biologia e o jogo de soma não-zero.

Biologia

O fundo e os seus gestores acreditam que é mais importante estudar a biologia e o desenvolvimento de certas espécies do que estudar teoria financeira tradicional. Assim sendo o estudo de formigas e abelhas permite-nos entender melhor o futuro. De forma muito mais concreta do que estudando economia. Isto deve-se ao facto de o futuro ser altamente imprevisível. Espécies como as formigas e as abelhas têm sistemas de adaptabilidade muito desenvolvidos e conseguem adaptar-se a todo o tipo de situações. A capacidade de adaptação e de colaboração a este estado de constante desequilíbrio leva-nos ao jogo de soma não-zero.

Jogo de soma não-zero

O jogo de soma não-zero é outro dos pilares da filosofia do fundo. O conceito aplicado à filosofia do fundo define que é necessário criar mais valor do que se tira. Como tal o investimento em empresas sustentáveis é indispensável para o cumprimento deste requisito. O fundo foca-se assim em investimentos sustentáveis a nível social e ambiental, gerando rentabilidade muito superior ao benchmark a longo prazo. O conceito assenta na constatação de que o mundo em que vivemos é bastante complexo e existem demasiadas interdependências. Como tal o melhor desfecho para todos os intervenientes é investir em soluções sustentáveis que criam resultados positivos para todo o mundo.

A quem se destina o fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained?

O fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained destina-se a investidores que pretendam investir a longo prazo. O fundo investe em ações de empresas que são resilientes e que pela sua qualidade não estarão expostas à disrupção por parte da competição. O fundo evita investimentos de cariz especulativo em empresas que podem eventualmente ver as suas vantagens competitivas deteriorarem-se a longo prazo. Como tal é o fundo ideal para investidores pacientes, e que pretendam uma valorização do seu investimento a longo prazo.

Carteira do fundo (portfólio)

O portfólio do fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained apresenta uma alta diversificação. Não só em termos de diferentes ações individuais, mas também em termos de sectores. Embora a maioria dos ativos estejam investidos em empresas tecnológicas, todas elas operam em sectores diferentes. O sector tecnológico representa 57.9% das ações em carteira. Assim sendo, as ações do portfólio apresentam pouca correlação. Isto assegura que o portfólio seja menos volátil, e reduz o risco de investir no fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained.

Em termos geográficos, grande parte das ações em carteira são sediadas na América do Norte, cerca de 83.2%. Embora isto pareça que o fundo tem uma grande exposição a esta região, muitas das empresas são multinacionais e as suas receitas advêm de várias partes do mundo.

Aqui estão as principais ações que constituem o portfólio do fundo:

  • Microsoft, que representa 4.8% do portfólio.
  • Microchip Technology, que representa 4.4% do portfólio.
  • Alphabet, que representa 4.4% do portfólio.
  • Salesforce.com, que representa 3.8% do portfólio.
  • Ball, que representa 3.8% do portfólio.
  • Texas Instrument, que representa 3.6% do portfólio.
  • Workday, que representa 3.3% do portfólio.
  • ASML, que representa 3.3% do portfólio.
  • Taiwan Semiconductor Manufacturing, que representa 3.2% do portfólio.
  • Amphenol, que representa 3.0% do portfólio.

Rentabilidade do fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained

O fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained foi lançado a 4 de Abril de 2021. Apesar disso, ambos os gestores contam com uma vasta experiência de trabalho em conjunto. Distinguem-se por ter alcançado uma performance muito superior ao benchmark durante um vasto período de tempo. A rentabilidade média anualizada ao longo dos últimos 5 anos foi de 16.5%, muito superior ao benchmark que teve uma rentabilidade de 14.9%. Em 2013 e 2017, os retornos foram particularmente positivos, alcançando 35.2% e 44.7%, respectivamente.

 

Rentabilidade do fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained

Isto porque não temos ao nosso dispor nenhuma informação sobre a rentabilidade histórica que nos permite fazer projeções futuras face à rentabilidade do fundo. Contudo iremos analisar algumas das principais posições do fundo, de forma a termos uma ideia mais concreta da rentabilidade esperada no futuro. Aqui está a performance desde 2013 das 10 maiores posições em carteira:

Carteira fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained

Podemos ver que pelo menos no passado as empresas em questão, e que representam 37.6% do portfólio são altamente resilientes e apresentam uma performance superior. Embora a rentabilidade no passado não seja o melhor indicador para fazer projeções futuras, podemos concluir que as empresas em questão são de alta qualidade. Acima de tudo são também altamente resilientes, e a sua rentabilidade demonstra exatamente isso.

Podemos deduzir com base na rentabilidade do último fundo que geriram, que a rentabilidade deverá ser superior ao índice de referência. Tendo em conta também o processo de seleção das empresas que constituem o portfólio, é esperado que o fundo tenha uma alta rentabilidade.

Riscos do fundo

Tendo em conta que o fundo investe maioritariamente em ações o seu risco em termos gerais é mais elevado. Embora exista algum risco geográfico devido à concentração de investimentos na América do Norte, o risco é mitigado pelo tipo de empresas em que o fundo investe. As empresas que constituem a carteira são multinacionais, e as suas receitas derivam de várias partes do mundo. Como tal o risco geográfico é menor.

Existe algum risco cambial. Sendo que o investidor português irá fazer o seu investimento em euros e o fundo detém várias ações que são transacionadas noutras moedas, isto constitui um pequeno risco.

É importante referir que uma pequena parte do portfólio está investido em ações de mercados emergentes. Estas ações têm um risco intrínseco maior. Apesar de ser uma pequena percentagem da globalidade do portfólio, será importante ter esse factor em conta, caso deseje investir no fundo.

Conclusões do fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained

Tendo em conta a filosofia de investimento do fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained, a sua rentabilidade esperada é bastante positiva. O seu processo de seleção de ações é altamente rigoroso. Garantindo que o fundo apenas investirá em empresas de alta qualidade, e que se espera que cresçam no futuro. Isto não só garante que a rentabilidade do fundo a longo prazo será elevada, como reduz o risco para investidores.

Tendo em conta as alterações tecnológicas que se esperam no futuro, é importante para os investidores ter em conta a capacidade disruptiva de certas empresas quando investem no mercado. Através do fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained, terá a possibilidade de investir em empresas altamente resilientes, e com uma estrutura e gestão dinâmica, e capacidade de adaptação caso surjam desafios a longo prazo. Isto assegura que o risco de investimento é significativamente mais baixo. Não só devido ao exigente processo de seleção de ações, mas também em termos de diversificação do portfólio.

Embora o fundo seja bastante recente, a sua estratégia de investimento reflete as necessidades atuais do mercado. Hoje mais do que nunca, a disrupção afeta vários setores, e enquanto investidor é importante selecionar as ações adequadas. Será interessante ver qual será a rentabilidade do fundo Jupiter Global Equity Growth Unconstrained a longo prazo, tendo em conta a experiência dos seus gestores e o processo rigoroso de seleção de ações.

 

Leia também: “Análise do fundo de investimento Jupiter Gold & Silver

 

Artigos Relacionados

Conteúdo produzido por PictetAM O fair value é um importante indicador de mercado, que visa dar objetividade a um ativo. É assim que funciona. “Fair value” significa literalmente “valor justo”. É um indicado...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments