Fundos de Ações: saiba o que são e como funcionam - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Fundos de Ações: saiba o que são e como funcionam

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Fundo de Ações

O que são Fundos de Ações? O mercado financeiro é uma excelente forma de investir e retirar dividendos e é uma ótima ferramenta para se utilizar em termos de prosperidade, em que a economia está em expansão, como em tempos de crise, em que as oportunidades rareiam. Por isso, o próximo ano avizinha-se como uma ótima altura de apostar no mercado financeiro.

No entanto, o problema desta setor é que, para quem não teve formação na área, é complicado saber por onde começar. Existe muito jargão técnico e tantas ferramentas e estratégias financeiras, que tanta informação pode se tornar assoberbadora. Mas isso não tem que ser necessariamente um impeditivo para o deixar para trás.

Os fundos de ações são uma das ferramentas financeiras mais interessantes e apelativas para entrar no mercado de investimentos. De início, pode parecer um pouco complicado, mas após começar a entender o seu funcionamento, perceberá que é uma forma consideravelmente simples de investir o seu dinheiro e ganhar algum rendimento. Por isso, compilámos nas linhas abaixo tudo o que precisa saber sobre os fundos de ações.

O que são fundos de ações e como funcionam?

Comecemos pelo início. O que são os fundos de ações e como é que funcionam? A resposta à primeira parte da questão é muito simples. Um fundo de ação é um fundo de investimento que é gerido por um gestor de mercado financeiro, responsável pela estratégia de compra e venda das ações.

Ou seja, o papel entre o investidor e o gestor do fundo é bem definido. O primeiro decide onde aplicar os seus fundos e quanto quer investir; por sua vez, o segundo decide como vender e como comprar as ações para que o dinheiro investido gere dividendos.

Um fundo de ação é constituído por ações e atua na bolsa de valores. O fundo nunca pode aplicar menos de 67 por cento do seu património total no mercado e os seus ativos podem ser de várias naturezas: quotas de sociedades anónimas, quotas de outros fundos, certificados de depósito, entre muitos outros. Os seus rendimentos obtidos serão calculados a partir da dimensão do seu investimento no fundo. Quanto mais ações deter e quanto maior for o lucro, maior será o seu rendimento no final.

Como investir em fundo de ações?

Qualquer pessoa pode investir em fundos de ações e isso é um dos aspetos mais apelativos desta ferramenta financeira. Para começar a investor, o primeiro passo a tomar passa por decidir onde comprar. Para isso, precisa de escolher primeiro uma corretora ou um gestor de conta. Opte por um profissional devidamente qualificado e certificado, garantindo a sua experiência anterior e resultados apresentados. Consulte também todas as comissões e outros custos associados.

Posto isto, confira qual o investimento mínimo. É fundamental não investir acima das suas possibilidades, sob o prejuízo de adumar dívidas às quais não consegue dar resposta. É assim que muitos investidores acabam por encontrar a sua ruína. Não cometa o mesmo erro.

Posto isto, trace uma estratégia. É muito importante que se mantenha fiel a ela. As metas financeiras são importantes para saber quando parar, quando recuar ou quando avançar. Se seguir todas estas dicas, as suas probabilidades de sucesso aumentam exponencialmente.

É melhor investir em fundos de ações ou diretamente em ações?

Esta é uma questão que não tem propriamente uma resposta correta. Afinal de contas, o mercado financeiro não é uma ciência exata e tudo depende de vários factores. É, por isso, fundamental saber analisa-los, adoptando primeiro que tudo uma postura sensata, responsável e inteligente.

Assim, é um facto de que os fundos de ações são uma das mais apelativas ferramentas financeiras para ganhar dinheiro. No entanto, é importante saber escolher o fundo. Por exemplo, quanto mais diversificado for o seu portfolio, maior é a sua exposição a diferentes tipos de ativos, permitindo uma maior flexibilidade de ação no mercado.

Contudo, é fundamental que o gestor seja também profissional e especializado, de forma a garantir uma maior exposição da sua carteira de ações. Caso contrário, o investimento direto em ações pode ser uma opção preferível. Ou seja, irá ter uma maior autonomia.

Mas claro que isso comporta claras desvantagens. Investir diretamente em ações exige maior disponibilidade e maior conhecimento do mercado, se bem que passará a estar totalmente responsável de todas as ações de compra e venda das suas ações do fundo.

Finalmente, mas não menos importante, há que ter em atenção que investir em ações tem mais custos decorrentes de que investir em fundos. O mercado de ações cobra taxas de intermediação com as corretoras, além de pagar impostos de forma mensal. Por sua vez, com o investimento num fundo de ações, apenas paga uma vez ao gestor de conta, enquanto que os impostos ocorrem apenas no resgate, sendo este valor retiro na fonte, numa margem de 15 por cento sobre o lucro.

Quais são as vantagens e desvantagens dos fundos de ações?

Os fundos de ações têm vários benefícios para os seus investidores, mas só conhecendo as suas desvantagens é que poderá beneficiar das vantagens. Afinal de contas, como já mencionámos anteriormente, não estamos a lidar com uma ciência exata e é preciso analisar os riscos, não investir acima das possibilidades e adoptar sempre uma postura sensata.

Posto isto, comecemos por analisar as vantagens dos fundos de ações. A maior de todas é o facto de ser gerido por profissionais especializados, que lhe darão a sua experiência adquirida e qualificada, garantindo que os investidores que acabam de chegar ao mercado financeiro possam beneficiar de todos os seus benefícios. Outra grande vantagem é que a concentração de ativos de um portfolio de um fundo de ações permite gerar mais dinheiro em menos tempo, garantindo uma liquidez mais rápida.

Já aqui falámos que as despesas são inferiores do que investir diretamente em ações por exemplo, o que se deve a uma carga tributária mais baixa. Isso, aliado a uma transparência muito grande, confere uma maior segurança ao seu investimento, transmitindo confiança aos investidores, que possam temer que as suas economias desapareçam sem aviso. Este é um setor regulado pela CMVM e, como tal, o investidor tem outras garantias.

Finalmente, mas não menos importante, os fundos de ações permitem uma maior diversificação de investimento, distribuindo os seus ativos por um portfolio de ações variado, reduzindo o risco. Além disso, permite-lhe aceder a mercados exóticos e secundários, onde os lucros são maiores por haver menos concorrência.

Em contrapartida, há que considerar as desvantagens e compara-las com os benefícios para perceber se compensam. A principal tem a ver com os custos inerentes e que devem ser calculados para perceber se as despesas correntes compensam o investimento, com as comissões pagas ao gestor de conta. Deve ainda certificar-se sempre da credibilidade da empresa que contrata para a gestão do fundo de ações, já que este é um ponto fulcral. Sendo um mercado apelativo, é natural que possam surgir gestoras mais pequenas, com menos conhecimento ou mesmo tentativas de burla.


Se quer aprender mais sobre Fundos de Investimento e obter a melhor formação gratuitamente.

Pode fazer download do nosso manual

Manual fundos de investimento

Artigos Relacionados

Conteúdo produzido por PictetAM O fair value é um importante indicador de mercado, que visa dar objetividade a um ativo. É assim que funciona. “Fair value” significa literalmente “valor justo”. É um indicado...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments