Investimento sustentável ESG para 2021 - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Investimento sustentável ESG para 2021

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


O investimento sustentável ESG (Environmental, Social, and Governance) como um conceito, embora amplamente aceito em investimentos de capital e crescendo em importância em títulos soberanos e corporativos, também não deve ser novidade para investidores em créditos estruturados. Veja também o nosso artigo onde fala da importância do investimento sustentável ESG.

Por volta de 2006 e 2007, os originadores de hipotecas que não tinham “pele no jogo” emprestavam imprudentemente a tomadores não qualificados. Ao mesmo tempo, o modelo de securitização “originar para distribuir” proliferou. Essas práticas, que seriam sinalizadas como problemas de governança hoje, mancharam o mercado de securitização e desencadearam a crise financeira global. Desde então, o escrutínio regulatório aumentou drasticamente, eliminando grande parte da prevaricação. Os originadores são obrigados a manter “a pele no jogo” e os requisitos de capital foram aumentados para os bancos. Investimento sustentável ESG para 2021

O ESG está a ganhar mais adesão e adoção entre investidores de crédito estruturado. Contudo, A integração do ESG em crédito estruturado ainda está atrasada em crédito corporativo e ações, onde há classificações e pontuações ESG prontamente disponíveis fornecidas por fornecedores terceirizados. As principais agências de classificação de crédito não oferecem classificações ESG para créditos estruturados, mas apenas revisam a relevância dos fatores ESG em suas classificações de crédito.

Investimento sustentável ESG

O ESG como um conceito, embora amplamente aceito em investimentos de capital e crescendo em importância em títulos soberanos e corporativos, também não deve ser novidade para investidores em créditos estruturados.

Os fatores ESG têm sido parte integrante de nosso processo de tomada de decisão de investimento e parte de nosso processo de pesquisa analítica.

A adoção de ESG no crédito estruturado tem ficado atrás de títulos corporativos, títulos soberanos e ações, principalmente devido à falta de um sistema de pontuação ESG de terceiros e estrutura padronizada da indústria para avaliação e divulgação de dados.

O que se pode esperar?

Idealmente, os analistas acreditam que a comunidade de investidores de crédito estruturado deve concordar com um conjunto de dados ESG padrão que os emissores precisam divulgar. Este conjunto de dados ESG solicitaria a divulgação de pontos de dados específicos e quantificáveis ​​para calibrar os fatores ESG. Este conjunto de dados consistente serviria como um bloco de construção para desenvolver a estrutura padronizada para análise ESG. A falta de divulgação de dados padronizada e transparência é o principal desafio para a análise ESG para a comunidade de investidores de crédito estruturado. Como resultado, cada investidor pode ter uma abordagem diferente que incorpora seus próprios critérios ESG para investir em crédito estruturado.

EUA vs Europa

A Europa está à frente dos EUA em termos de ESG com o Regulamento de Securitização da UE reforçado e o estabelecimento da etiqueta de securitização Simple Transparent Standardized (STS). Eles permitiram certa padronização de estruturas junto com mais transparência de dados no nível do empréstimo. Todos esses esforços regulatórios apoiarão a governança do processo de securitização. Os investidores dos EUA podem buscar na Europa lições importantes e melhores práticas.

Critérios de triagem ESG

Fatores ESG têm sido parte integrante de nosso processo de tomada de decisão de investimento e parte de nosso processo de pesquisa analítica. Nosso objetivo é formalizar uma estrutura robusta de classificações ESG internas para diferentes emissores, originadores, servicers e títulos que possam ser incorporados nas decisões de investimento.

Ao avaliar a qualidade do Investimento sustentável ESG das entidades privadas emissoras ou prestadoras de serviço, aproveitamos nossas ferramentas de triagem ESG corporativas internas, o mercado por vezes combina com pontuações ESG MSCI e avaliações de risco Verisk Maplecroft. No entanto, os dados para a maioria das pequenas entidades privadas não são fáceis de localizar. Em vez disso, o mercado precisa de se desenvolver diretamente com eles por meio de reuniões e ligações.

Environmental – Ambiental

Um criador ou prestador de serviços lida com catástrofes naturais, como furacões, terremotos, incêndios florestais ou riscos de enchentes. A COVID-19 destacou a importância dos servidores atenderem adequadamente aos mutuários. Questionamos servicers sobre suas políticas e práticas que refletem suas responsabilidades sociais.

  • Pontos positivos: favorecer ativos como empréstimos para casas com eficiência energética, empréstimos para melhorias na casa para fins de economia de energia, empréstimos para automóveis para energia alternativa, empréstimos para pequenas e médias empresas (PMEs) envolvidas em energia renovável, etc.
  • Pontos negativos: devemos limitar a exposição a empréstimos envolvidos em empréstimos comerciais envolvidos em fontes de energia altamente poluentes, empréstimos para automóveis a diesel e empréstimos para residências especialmente ineficientes em energia. As localizações geográficas com baixo nível do mar ou outros riscos ambientais conhecidos também devem ser uma preocupação.

Social

A concentração de ativos com devedores em dificuldades financeiras e como um originador satisfaz as comunidades carentes e de baixo rendimento.

  • Pontos positivos: favorecer ativos apoiadas por habitação social, empréstimos apoiados por casas de saúde e instalações de saúde e PMEs envolvidas em programas de apoio social. Apoiamos o programa de empréstimos para habitação a preços acessíveis da empresa patrocinada pelo governo (GSE), apoiando os compradores de primeira casa.
  • Pontos negativos: não devemos favorecer empréstimos inacessíveis ou predatórios, como empréstimos de pagamento com altas taxas de juros.

Governance – Governança

A integridade de subscrição dos originadores, revisando seus padrões de subscrição por meio de métricas de risco, como taxas de empréstimo para valor e tipos de documentação de empréstimo, como documentação completa.

  • Pontos positivos: os dados disponíveis sobre os empréstimos e se a estrutura do negócio é padronizada. Favoreceríamos acordos com melhores padrões de divulgação de informações, como acordos com relatórios detalhados de tolerância relacionada ao COVID-19, etc.
  • Pontos negativos: transações para as quais os emissores evitassem reter “pele no jogo”. Os investidores examinam atentamente as negociações em caso de falta de documentação. Os credores de novas plataformas, que cresceram rapidamente nos últimos anos, ainda não passaram por uma recessão. Portanto, devemos monetizar de perto suas práticas de empréstimo.

Conclusão

A adoção de ESG no crédito estruturado tem ficado atrás de títulos corporativos, títulos soberanos e ações, principalmente devido à falta de um sistema de pontuação ESG de terceiros e estrutura padronizada da indústria para avaliação e divulgação de dados. O mercado continua a construir e continua a refinar nossa própria estrutura de triagem do Investimento sustentável ESG, que é incorporada em nosso processo estruturado de investimento de crédito. É uma abordagem de duas etapas com due diligence em entidades relevantes (originadores e servicers) combinada com um foco em ativos colaterais subjacentes. O processo inclui triagem positiva e negativa. Embora esses esforços sejam um trabalho em andamento, continuaremos a nos envolver com colegas do setor para avançar a integração ESG em crédito estruturado, investindo em uma base padronizada mais ampla.

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

guest
1 Comentário
Mais recente
Mais antigo Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Irina
Convidado

Olá! Peço a vossa colaboração para responder ao meu questionário sobre a literacia financeira. https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSetFpxW9H8JM0n9pUrej8tbbOK4j5wbbC8mgVxd4xjH8yWG3Q/viewform
Apenas 5 minutos para responder! Os dados são anónimos. Agradeço muito a vossa participação 🙂