MiFID II e tecnologia: garantias das quebras nas comissões nos fundos - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

MiFID II e tecnologia: garantias das quebras nas comissões nos fundos

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Patricia Mata, chefe de fundos da imid

  • Com o MiFID II, as entidades são obrigadas a relatar de antemão os custos diretos e indiretos do investimento
  • A MiFID II favorecerá a competência de gestores independentes que enfrentam as maiores companhias
  • O perfil automático traduz-se em maior acessibilidade, melhores comissões, maior transparência e melhor gestão
  • Os processos de constituição, contratação e de acesso a informação, cada vez mais baratos graças à tecnologia
  • A taxa anual de gestão dos fundos imid -0,70% – é de 44% inferior à média de fundos comparáveis

Encontramo-nos na iminência da instauração diretiva Europeia designada MiFID II. Graças à mesma que trará ao mercado de fundos de investimento uma maior transparência e competência. Isto, juntamente com a tecnologia cada vez mais presente e implementada no setor de gestão de ativos, prometem ser uma garantia de menores custos para os participantes.

A MiFID II garantirá um ambiente regulatório cada vez mais exigente em termos de transparência e informação aos clientes, que devem favorecer os produtos de maior qualidade e menor custo para o economizador. Nesse esforço para garantir a transparência dos produtos de investimento, a legislação comunitária exige as entidades que informem periodicamente o cliente sobre os custos assumidos. A partir de Janeiro, o participante dos fundos saberá antecipadamente cada um dos custos, diretos e indiretos, do seu investimento e, portanto, o valor total que será deduzido dos ativos investidos.

Além disso, graças ao fato dos investidores deterem muito mais informação para compararem produtos e serviços em igualdade de condições, esse efeito favorecerá a concorrência, dos gestores independentes em relação aos grandes grupos, e com isso, previsivelmente também na sua queda dos custos.

Por sua vez, a tecnologia também reduzirá significativamente os custos de produção e distribuição de entidades financeiras. Nos processos de constituição, contratação e acesso a informações pelos clientes, cada vez que assumam uma despesa menor, permitindo reduzir as comissões e transferir essas economias em retornos maiores para o participante.

Tanto a implementação da MiFID II como a tecnologia nos processos de investimento, estão a provocar uma pressão descendente sobre as comissões dos fundos de investimento e confiamos que essa tendência continuará.

Seguindo essa tendência, imdi funds, a aposta da Intermoney Gestión para se juntar à mudança e avançar para um modelo de poupança mais transparente, seguro e eficiente, através do uso da tecnologia, é um claro exemplo do progresso que vive a  indústria em termos de comissões. A Imidi Funds apenas aplica uma comissão de 0,70% gestão anual, 44% inferior à média de fundos comparáveis e sem comissões para operações, movimentos de caixa ou ajustes de risco.

Recomendamos aos investidores que, quando optam por investir num fundo, que tenham  em conta os custos que assumem e que estes estejam sempre em linha com os retornos esperados, com o risco assumido e com a qualidade do serviço (informação, transparência, acessibilidade).

Artigos Relacionados

Conteúdo produzido por PictetAM O fair value é um importante indicador de mercado, que visa dar objetividade a um ativo. É assim que funciona. “Fair value” significa literalmente “valor justo”. É um indicado...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments