O que é o fundo cambial?

Fundo cambial

O que é um fundo cambial? Existem vários fundos de investimento no mercado financeiro que são explorados por investidores de todo o mundo, em busca de um bom negócio, que lhes permita maximizar as suas poupanças. É o exemplo dos fundos cambiais, um instrumento que permite a investidores multiplicarem o seu dinheiro sem necessitar propriamente de grande formação na área ou muito dinheiro para começar.

Ou seja, um fundo cambial é uma forma de qualquer pessoa se aventurar no mercado financeiro, podendo ombrear com os grandes milionários do mundo empresarial, já que este é um sector extremamente democrático, que não faz distinções de classe, de sexo ou de raça. Qualquer pessoa pode investir as suas poupanças nestes mecanismos e tirar proveito do mercado.

No entanto, para quem está a começar a entrar neste sector, este pode ser um universo um pouco intimidador. Afinal de contas, o jargão é muito técnico e existem uma série de ferramentas e estratégias que a maior parte do cidadão comum nunca ouviu falar. Mas à medida que vai passando a dominar os conceitos, irá perceber que é tudo relativamente muito simples. Por isso, para o auxiliar nesta tarefa, preparámos este artigo onde pode descobrir tudo o que necessita saber sobre os fundos cambiais.

O que é um fundo cambial?

Comecemos então pelo início. Um fundo cambial é um fundo de investimento que tem a particularidade de executar aplicações com base em moedas estrangeiras, seja o dólar, a libra ou outra qualquer. Ou seja, o seu facto de risco é a flutuação do mercado cambial internacional.

Um fundo de investimento para ser cambial pode ter ativos de outra natureza, mas pelo menos 80 por cento do seu portfolio tem que estar investido em ativos relacionados com moedas. Obviamente que os fundos cambiais mais populares são os do dólar, uma vez que a moeda norte-americana é uma das mais bem cotadas no mercado internacional, além de apresentar normalmente uma flutuação bastante acentuada, o que se torna interessante para os investidores.

Este é um modelo de investimento com uma grande possibilidade de rentabilidade em curtos períodos de tempo, garantindo liquidez ao investidor. É, por isso, um instrumento muito procurado, tanto por grandes como por pequenos investidores. Além disso, é uma ótima forma de diversificar a sua carteira de investimentos. Ao investir num fundo cambial com base no dólar, ganhará dinheiro sempre que a sua cotação subir. Isso é ainda mais atrativo em países com um panorama económico mais frágil, o que não é propriamente o caso de Portugal, mas isso, em contrapartida, garante-lhe maior segurança em proteger as suas economias.

Como funciona?

Os fundos cambiais funcionam como qualquer outro fundo de investimento. Os fundos são realizados por um coletivo de investidores, que assim conseguem aumentar os seus ganhos sem ter que aumentar o montante investido. Estes fundos são geridos por um profissional qualificado, o gestor do fundo, que decide quais ativos vender ou comprar.

É fundamental, por isso, optar por fundos de investimento que sejam geridos por profissionais ou empresas altamente especializadas, que garantam um bom investimento dos seus fundos. Por ser um mercado muito apelativo, surgem muitas corretoras com pouca experiência, em busca de dinheiro fácil, que acabam por prejudicar os seus investidores com decisões duvidas ou pouco esclarecidas. Além disso, por ser uma setor que movimenta muito dinheiro, é também muito sujeito a fraudes e burlas. Assim, antes de escolher, deve ser conferir a credibilidade do gestor, de forma a garantir a sua proteção e segurança.

Obviamente que existem sempre riscos associados. O mercado financeiro não é uma ciência exata e ninguém lhe pode garantir rendimentos garantidos a 100 por cento. No entanto, ao adoptar uma postura sensata, responsável e inteligente está desde logo a mitigar as chances de prejuízos ou de sair prejudicado. Além disso, lembre-se que os gestores e as corretoras cobram comissões, por isso tenha isso também em atenção no momento da decisão. Faça todos os cálculos para perceber se o seu investimento vale a pena.

Vantagens e desvantagens de um fundo cambial

Em qualquer instrumento financeiro de investimento existem sempre vantagens e desvantagens associadas. O truque é analisar ambas e perceber de que forma é que o risco compensa o benefício. Caso contrário estará apenas a gastar dinheiro, entrando em despesas que podem ir acima das suas possibilidades. E é isso que traz ruína a muitos investidores. Por isso, não repita esses erros.

A grande vantagem de um fundo cambial é o facto de ele ser gerido por um profissional qualificado e especializado, o que significa que não necessita de ter formação específica na área nem tão pouco um conhecimento profundo do mercado. É por isso que é tão importante saber escolher uma boa corretora, como mencionámos alguns parágrafos acima.

Mas existem outros benefícios em investir num fundo cambial. Desde logo a diversificação oferecida por este tipo de fundo, o que permite diminuir o seu risco de investimento. Isso é uma vantagem que não deve ser minorada.

Em contrapartida, a grande desvantagem deste tipo de aplicação financeira tem a ver com as taxas e respetiva tributação associada. É preciso pagar taxas de administração e comissão ao gestor, o que não acontece a quem investe diretamente em moeda por conta própria. Outra desvantagem a ter em consideração é a volatilidade deste mercado, o que é uma faca de dois gumes. Além de poder oferecer grandes rendimentos, também traz o risco de poder levar a grandes perdas.

Qual o risco do investimento de um fundo cambial?

Se colocar esta questão a qualquer investidor ou corretor, a sua resposta será obrigatoriamente que os benefícios e as vantagens dos fundos cambiais compensam largamente o risco. No entanto, como já alertámos, é fundamental adoptar uma postura sensata e responsável, percebendo que existem riscos associados que são necessários ter em conta.

Assim, os especialistas no mercado financeiro recomendam os fundos cambiais aos investidores que trabalhem regularmente no exterior, com outra moeda, já que isto é uma forma de proteger a desvalorização do câmbio do seu dinheiro. Além disso, se tiver dívidas noutra moeda, este é também um ótimo investimento para compensar essa diferença.

Além disso, os fundos cambiais são um ótimo risco para quem já tem investimentos e queira diversificar a sua carteira, uma vez que a aplicação em moeda estrangeira tem uma grande probabilidade de trazer retorno, mesmo que não seja muito grande. Mas quando a carteira é muito vasta, isso é sempre positivo. Assim, o fundamental é que o investidor perceba qual é o seu perfil e quais as suas reais necessidades, para que possa ir ao seu encontro.

Verifique a aplicação mínima para investir num fundo cambial, já que esse é o primeiro passo para avaliar a sua decisão. Pode conferir essa informação na página oficial da CMVM, ou até mesmo nas páginas de algumas corretoras. A partir daqui poderá analisar e comparar os dados, para perceber se este investimento é mesmo para si.


Qualquer investimento implica riscos, incluindo ausência de rentabilidade e/ou perda do capital investido.  Nenhuma da informação aqui contida deverá ser entendida como recomendação de investimento, garantia de lucro ou de risco significativamente menor.

Sobre o autor

Henrique Garcia

Analista de Mercados

Responder a este tópico

Bem-vindo(a) à comunidade!

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Ao continuar, aceita a política de privacidade