O que é o mercado monetário? Saiba como funciona - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

O que é o mercado monetário? Saiba como funciona

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Mercado Monetário

O mercado monetário é um dos segmentos mais importantes do mercado financeiro internacional, já que é neste que os governos e a administração pública recorre normalmente para se financiar. Mas não são os únicos. Também as empresas o podem fazer, até porque é um mercado extremamente estável, seguro e com liquidez quase automática.

Regulado pelo Banco Central, é um mercado para operações de curto prazo, com uma duração máxima de 12 meses. Isso justifica assim a sua liquidez elevada. Pode negociar activos como título de tesouro, certificados de depósito ou de papéis comerciais. Mas começaremos pelo início de tudo antes de mais.

O que é o mercado monetário?

O mercado monetário é apenas uma pequena parte de um todo, que é o mercado financeiro. É neste segmento do mercado que são negociados activos financeiros a curto prazo (no máximo, um ano de duração), com o objectivo de transformar o investimento dos agentes económicos que aqui intervém em valores com uma liquidez muito elevada.

O mercado monetário é assim essencial para a saúde financeira das economias, já que é aqui que os bancos e as diferentes entidades financeiras recorrem para conseguir financiamento. Também por isso, é um mercado com um baixo nível de risco, regulado e flexível para garantir uma liquidez elevada com um grande grau de segurança.

Como funciona o mercado monetário?

O mercado monetário está dividido em dois: o mercado monetário interbancário, conhecido commumente pelas iniciais MMI; e o mercado de operações de intervenção. Em Portugal, ambos são caracterizados por um agente em comum, que é o Banco de Portugal.

No MMI participa o Banco de Portugal e as restantes instituições financeiras, como os bancos ou as seguradoras, por exemplo, em que cedem liquidez entre si até períodos máximos de 12 meses. Por sua vez, no mercado de operações de intervenção, o Banco de Portugal e as entidades financeiras negoceiam entre si emissões de títulos tendo em vista a política monetária do país.

Estas transações efectuadas em ambos os mercados são assim, normalmente, operações feitas pelo Banco de Portugal vendendo títulos de Tesouro, de forma a diminuir a liquidez gerar; ou comprando títulos de Tesouro, injectando moeda no mercado e, consequentemente, aumentando a liquidez geral.

Diferenças entre o mercado monetário e o mercado de capitais

A principal diferença entre o mercado monetário e o mercado de capital é que o primeiro é dedicado a operações de curto prazo, enquanto que o segundo é destinado a operações de médio e de longo prazo. Ou seja, enquanto o mercado monetário é destinado a operações de tesouraria, o mercado de capitais é dedicado à emissão de obrigações ou de ações.

Isso faz com que ambos os mercados adquiram características especiais. Ou seja, o mercado monetário é dirigido apenas aos bancos e às instituições financeiros, que operam entre si. Por sua vez, o mercado de capitais é dirigido a todo o tipo de investidores, tanto singulares como colectivos.

Assim, o mercado de capital resulta da negociação livre de activos, sendo uma excelente ferramenta para investidores conseguirem maximizar os seus rendimentos, com um nível de risco moderado. Ambos os mercados fazem parte do sector financeiro que faz girar a economia internacional, gerando um fluxo económico fundamental para manter a sociedade a andar.

O que são fundos do mercado monetário?

Os fundos do mercado monetário, também conhecidos commumente pelas iniciais de FMM, são um tipo de fundos muito específicos, que funcionam através da emissão de activos com elevado grau de liquidez para os investidores. O valor das suas ações é estabelecido através do valor do instrumento de dívida em que investiram.

É um investimento com um alto nível de segurança, já que têm um elevado nível de liquidez, que permite serem resgatados diariamente. É, por isso, utilizado como alternativa aos investimentos dos agentes económicos porque permite uma maior diversidade de investimento, com uma grande estabilidade a curto prazo. As entidades reguladores financeiras consideram-nos como uma das ferramentas económicas de investimento mais seguras do mercado por isso mesmo. É neste tipo de fundos que a administração pública recorre muitas vezes para se financiarem, assim como um grande número de empresas.

Artigos Relacionados

O que são Triple Tops e Bottoms ? É um tipo de padrão gráfico usado para a análise técnica, com o fim de prever a inversão do movimento dos preços de um ativo. Os Triple Tops têm 3 picos ou pontas. O que é u...
Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments