Obrigações corporate de mercados emergentes: Abundância de oportunidades - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Obrigações corporate de mercados emergentes: Abundância de oportunidades

Subscrever Newsletter

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Tribuna de Alejandro Arévalo: Responsável de Dívida de Mercados Emergentes e Reza Karim: Gestor de Fundos, Dívida de Mercados Emergentes. Comentário patrocinado pela Jupiter AM.

 

Alejandro Arevalo e Reza Karim dizem que os investidores têm uma chance única de comprar ativos de mercados emergentes de forma barata e diversificar o seu portfólio.

Na última década, o mercado de obrigações corporate de mercados emergentes (ME) esteve mais barato do que aos dias de hoje, em apenas três ocasiões: 2011 (choque petrolífero), 2015 (início do último ciclo de alta de juros nos EUA) e 2020 (pandemia). A posição de hoje foi impulsionada pela invasão da Ucrânia pela Rússia e pela fraqueza na China. Ao mesmo tempo, a alavancagem líquida das empresas de ME está próxima dos níveis mais baixos que já vimos. O mercado parece sobrevendido, considerando que a inflação global mais elevada deve beneficiar muitas empresas de mercados emergentes que são produtoras e exportadoras de commodities. Isso criou uma excelente oportunidade para os gestores de fundos que se preocupam profundamente com a mitigação de riscos e com a manutenção da carteira sempre diversificada.

Hoje, o índice de crédito ME tem uma yield superior a 6%. Quando consideramos a forte relação entre o rendimento e o desempenho realizado nos próximos 3 a 5 anos, os rendimentos de hoje parecem interessantes:

Spread de Índice Amplo Diversificado CEMBI – Últimos 10 anos

Spread de Índice Amplo Diversificado CEMBI – Últimos 10 anos

O Crédito ME está subvalorizado

É esta uma rara oportunidade de somar a uma classe de ativos pouco procurada? Muitos investidores apenas compram dívida soberana. No longo prazo, a dívida corporate proporcionou melhores rendimentos ajustados ao risco com mais liquidez e mais diversificação do setor. É pouco procurada por investidores passivos, por isso é menos propensa a vendas em pânico numa crise. Em relação aos mercados desenvolvidos, tem alavancagem muito menor para a mesma qualidade de crédito e é mais barata do que há mais de cinco anos. A qualidade da classe de ativos melhorou nos últimos anos: como mostrou a recente crise, o crédito de ME não sofreu contágio sistémico de eventos localizados.

A má notícia agora está no preço ou piora a partir daqui? É impossível ter certeza, mas estamos a começar a vislumbrar algumas das melhores oportunidades de compra em muito tempo.

Qual é o preço?

Começando com a angustiante crise humanitária na Ucrânia: Os ativos russos foram reduzidos a quase nada e a Rússia foi excluída dos índices ME. O contágio regional até agora tem sido bastante limitado e uma maior escalada, não é nosso cenário base. Investimos pouco na Rússia antes da invasão e gerimos a situação através de hedges como um short em rublo e long em commodities. 

Escrevemos sobre como é improvável que a situação no setor imobiliário da China seja resolvido em breve, mas com o mercado a cair quase dois terços desde maio [1] e muitos nomes a serem negociados 50% abaixo do par, há menos espaço para o mercado piorar. Há algum tempo que estamos com underweight no setor imobiliário da China.

O principal obstáculo para a dívida de ME hoje é o ambiente macro. O mercado está a começar a cobrar o maior risco de recessão global dada a situação na Ucrânia e os investidores estão preocupados que a inflação possa diminuir a capacidade de intervenção dos bancos centrais em comparação com outras crises recentes. 

É extremamente difícil verificar um bottom num sell-off. O quadro parece muito obscuro, principalmente no que diz respeito à inflação, mas é sempre assim quando verificamos as melhores oportunidades para comprar. 

Oportunidades 

Muitos países de ME beneficiam de preços elevados das commodities e muitos têm vindo a lidar com inflação mais elevada há muito tempo e estão muito mais avançados na política de aperto do que nos EUA ou na Europa. As bases de crédito estão a melhorar nos mercados emergentes, especialmente em relação a mercados desenvolvidos.

Na América Latina, alguns dos nossos nomes favoritos de energia podem ser comprados a preços baixos. Vimos utilities, estáveis , apoiadas em ativos, com fluxos de caixa em dólares a serem vendidas a níveis mais atraentes. Também observamos grandes oportunidades em energias renováveis indianas, empresas de energia indonésias e muito mais. 

Estamos a descobrir oportunidades muito seletas em moeda local em lugares como o Brasil, que venderam agressivamente, beneficiaram de preços de commodities mais altos e onde a política já foi ajustada.

A história diz-nos que quando o cenário melhora, o mercado move-se com extrema rapidez.  Portanto, os investidores têm uma rara chance de aumentar os ativos dos mercados emergentes.

 

Para mais informações, visite Jupiter AM.

 

[1] Fonte: Bloomberg: Markit iBoxx USD China Real Estate High Yield Index caiu 64% desde o pico em maio de 2021

The value of active minds: pensamento independente

Uma característica fundamental da abordagem de investimento da Jupiter é que evitamos a adoção de uma visão da casa, preferindo permitir que os nossos gestores de fundos especializados formulem as suas próprias opiniões sobre a sua classe de ativos. Em resultado, deve-se notar que quaisquer opiniões expressas – inclusive sobre questões relacionadas com considerações ambientais, sociais e de governance – são de responsabilidade do(s) autor(es) e podem diferir das opiniões de outros profissionais de investimento da Jupiter.

Informação importante: Este documento destina-se a profissionais de investimento* e não é para uso ou benefício de outras pessoas, incluindo investidores de retalho, exceto em Hong Kong. Este documento é apenas para fins informativos e não é um conselho de investimento. Os movimentos do mercado e da taxa de câmbio podem fazer com que o valor de um investimento caia e suba e pode receber menos do que investiu originalmente. As opiniões expressas são as dos indivíduos mencionados no momento em que são escritas, não são necessariamente as da Júpiter como um todo e podem estar sujeitas a alterações. Isso é particularmente verdade durante períodos de rápidas mudanças nas circunstâncias do mercado. Todos os esforços são feitos para garantir a precisão das informações, mas não é prestada nenhuma garantia ou certeza. Os exemplos de retenção são apenas para fins ilustrativos e não são uma recomendação de compra ou venda. Emitido no Reino Unido pela Jupiter Asset Management Limited (JAM), domicílio registado: O Edifício Zig Zag, 70 Victoria Street, Londres, SW1E 6SQ, autorizado e regulamentado pela Autoridade de Conduta Financeira. Emitido na UE pela Jupiter Asset Management International SA (JAMI), domicílio registado: 5, Rue Heienhaff, Senningerberg L-1736, Luxemburgo, autorizada e regulamentada pela Commission de Surveillance du Secteur Financier. Para investidores em Hong Kong: Emitido pela Jupiter Asset Management (Hong Kong) Limited (JAM HK) e não foi revisto pela Securities and Futures Commission. Nenhuma parte deste documento pode ser reproduzida de qualquer maneira sem a autorização prévia da JAM/JAMI/JAM HK.28753

*Em Hong Kong, os profissionais de investimento referem-se a Investidores Profissionais conforme definido no Regulamento de Valores Mobiliários e Futuros (Cap. 571 das Leis de Hong Kong) e em Singapura, Investidores Institucionais conforme definido na Seção 304 da Lei de Valores Mobiliários e Futuros, Capítulo 289 de Singapura.Advertisement

Ler mais tarde - Preencha o formulário para guardar o artigo como PDF
Consent(Obrigatório)

Artigos Relacionados

A Nordea Asset Management, gestora de investimentos líder na Europa e pioneira do Investimento Responsável, convida-o...
Mark Denham e Keith Ney, gestores de carteiras da Carmignac Portfolio Patrimoine Europe, falam da sua estratégia e da...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments