Vantagens que apontam ao investidor os fundos perfilados

Patricia Mata, chefe de fundos da Imid

  • A tecnologia facilita a organização dos investidores
  • O perfil automático traduz-se em maior acessibilidade, melhores comissões, maior transparência e melhor gestão
  • A tecnologia facilita no tempo e custos na atualização da classificação do cliente quando varia o mesmo varia perfil
  • Os fundos perfilados com gestão ativa são um exemplo de que Fintech & Labor (trabalho humano) podem coexistir e melhorar a experiência

Os fundos perfilados representam já 22% da indústria de fundos no nosso país. Os gestores dos bancos e, cada vez mais, os independentes, procuram estes fundos que, seguem um processo tecnológico de classificação dos investidores, criam carteiras para cada perfil de risco.

A tecnologia faz com que cada pessoa com acesso à Internet tenha acesso a informação e por isso, não existem barreiras na hora de investir. Esta situação aumenta a competência entre as empresas, o que se traduz num melhor atendimento ao cliente, melhores condições, maior transparência e melhor gestão.

Com o perfil tecnológico do investidor, por um lado, os gestores abordam os seus clientes através de um canal totalmente diferente (e que eles já usam regularmente) e, por outro lado, proporciona um serviço e experiência ao utilizador, melhorados. Neste sentido, na tecnologia reside uma oportunidade, especialmente para gestores / empresas independentes.

O perfil automático, desde que seja bem projetado, será ainda mais adequado ao que tradicionalmente ocorre nas grandes redes de distribuição. Por outro lado, quantas mais informações estiverem disponíveis acerca do cliente, mais preciso será o seu perfil automático; daí o crescente interesse pela análise dos dados do cliente. Em qualquer caso, haverão sempre clientes com necessidades mais complexas para as quais o assessoramento automático não é suficiente.

Caso o perfil do investidor varie com o tempo ou por razões pessoais, a tecnologia facilita em tempo e custos na atualização e, graças às vantagens fiscais da transferência de fundos, o investidor pode mudar para outro fundo sem pagar por isso.

Além disso, fundos com recursos de gestão de ativos, são um exemplo a mais de que o Fintech e Labor humana podem coexistir e melhorar a experiência do investidor porque, após um processo técnico de criação de perfil do investidor, este entra para investir em fundos de investimento geridos especificamente por especialistas que selecionam as oportunidades mais apropriadas para cada perfil de risco e de acordo com a visão dos mercados a cada momento.

0

Sobre o autor

Rankia

Responder a este tópico

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *