Vice Fund: o fundo de investimento Vice - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Vice Fund: o fundo de investimento Vice

Subscrever Newsletter

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


O fundo de investimento Vice prevê investimentos em atividades comerciais bastante questionáveis que podem incluir: tabaco e produtos alcoólicos, armas de fogo, clínicas de marijuana nos locais onde são legais, tanto no jogo físico como online e noutras atividades ainda mais controversas.

O fundo de investimento Vice: porquê?

“Vice” significa “vício”. E as atividades que afetam este fundo são precisamente as relacionadas como os vícios. A filosofia subjacente é que as pessoas se tornam viciadas em certas coisas e é improvável que deixem de as usar e procurar, mantendo assim os ganhos bastante constantes, independentemente da economia.

Este fundo de investimento está claramente no centro de muitas discussões e controvérsias e é muitas vezes considerado um tipo de investimento socialmente irresponsável. Em 1 de outubro de 2019, o Vice Fund foi renomeado Vitium Global Fund, mas a sua forma de operar não mudou.

Como funciona o Vice Fund?

O Fundo investe em capitais próprios nacionais e estrangeiros, com participações que vão desde empresas de baixo capital a grandes empresas de capital e está operacional desde 2002. Este Fundo procura ações que paguem dividendos de alta qualidade em áreas de “vice” e considera que, tendo estes sectores barreiras significativas à entrada, isso torna as empresas bem sucedidas e, consequentemente, uma fonte fiável de retornos.

O Fundo considera também que os seus investimentos são, em geral, neutros em termos de mercado, o que significa que têm um bom desempenho tanto nos mercados descendentes como nos mercados ascendentes, graças a uma procura constante de bens por parte da indústria do vício durante qualquer período. Além disso, o Vice Fund é também amplamente diversificado a nível internacional, o que ajuda a evitar grandes volatilidades no mercado.

Embora as chamadas ações “vice” incluam empresas cujos ativos podem ser considerados anti éticos ou imorais, pode ainda haver boas razões para as incluir numa carteira de investimento. A longo prazo, investir no vício faz sentido porque são muitas vezes empresas bem geridas com marcas estabelecidas e clientes extremamente leais. As pessoas continuarão a beber, a fumar e a possuir armas, independentemente do período histórico.

As melhores ações do Fundo Vice

Altria

O Altria Group Inc continua a ser o campeão das Big Tobacco. Uma empresa excecional que, apesar de um crescente impulso contra os produtos do tabaco, consegue maximizar o valor de marcas icónicas como Marlboro, Virginia Slims, Merit e L&M. À medida que a popularidade dos produtos sem fumo aumenta, especialmente pelas organizações de saúde considerarem serem uma melhor alternativa, a Altria será o principal beneficiário à medida que estes produtos entrem em massa no mercado.

MGM Resorts International

A execução de planos de desalavancar e rentabilizar o valor dos seus ativos imobiliários impulsionou o crescimento do preço das ações. Portanto, as ações já não são tão baratas como antes, mas as oportunidades de crescimento continuam a existir.

Philip Morris

Alguns argumentam que a Philip Morris International Inc está a perder força, mas é aqui que entram os investimentos de Philip Morris no segmento sem fumo.

American Outdoor Brands

A American Outdoor Brands Corp mudou de nome para refletir melhor o seu foco nos mercados para os entusiastas de tiro, caça e outdoor. Os quatro objetivos são: diversificar as receitas através de aquisições de atividades contra-sazonais, recolher sinergias das divisões atuais e futuras, alavancar as capacidades de produção e satisfazer os clientes de forma a fazê-los regressar para o cross-sell.

Investir no Fundo Vice: sim ou não?

Para aqueles que têm escrúpulos ou consideram imoral incentivar as empresas que operam nos sectores do vício, investir no Fundo Vice não é a escolha mais recomendada. Mas para aqueles que pretendem obter lucro, independentemente do sector, possuir um pacote de ações que abrange os sectores das bebidas alcoólicas, do tabaco, do jogo e das armas é uma estratégia à prova de recessão.

Ler mais tarde - Preencha o formulário para guardar o artigo como PDF
Consent(Obrigatório)

Artigos Relacionados

A Nordea Asset Management, gestora de investimentos líder na Europa e pioneira do Investimento Responsável, convida-o...
Mark Denham e Keith Ney, gestores de carteiras da Carmignac Portfolio Patrimoine Europe, falam da sua estratégia e da...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments