Métodos de avaliação de empresas

Existem diferentes métodos de avaliação das empresas, cada um pode nos dar um resultado diferente para a mesma empresa. Por isso, devemos analisar cuidadosamente os diferentes métodos para ver quais podem ser mais eficazes, dependendo do tipo de empresa que queremos a estudar.

Os principais métodos de avaliação de empresas podem ser classificados em quatro grupos:

Métodos de avaliação baseados no Balanço da empresa

Esse tipo de método determina o valor da empresa estimando o valor dos seus ativos. Esse método tradicionalmente utilizado considera que o valor da empresa é extraído principalmente do seu balanço ou dos seus ativos. O problema é que os valores fornecidos são apresentados de forma estática, de modo que não levam em conta a evolução futura da empresa ou outros fatores que a afetam: problemas de organização, contratação, etc. que não são mostrados nas contas contabilísticas.

Dentre esses métodos, podemos destacar: valor contabilista, valor substancial, valor de liquidação e valor contabilista ajustado. O único de que extraímos certa lógica é o valor de liquidação, porque responde à seguinte pergunta: quanto dinheiro seria obtido pelas ações se a empresa fosse liquidada?

Métodos de avaliação mista

Neste método, podemos ver que o valor da empresa é o valor do goodwill mais o valor dos seus ativos líquidos, que podem ser calculados de forma diferente, dependendo do método utilizado. Esse é obtido pela diferença entre o valor contabilista e o preço pago por uma empresa. Devido à existência de diferentes formas de avaliação do goodwill, existem também vários procedimentos de avaliação. Esse tipo de método realiza, por um lado, uma avaliação estática dos ativos da empresa e, por outro, acrescenta dinamismo à referida avaliação. Em conclusão, estes são métodos cujo objetivo é obter o valor da empresa estimando o valor conjunto dos seus ativos mais um pequeno excedente resultante dos seus benefícios futuros.

Métodos de avaliação baseados na demonstração de resultados

Este método foca-se principalmente na demonstração de resultados da empresa. A sua finalidade é calcular o valor da empresa pela magnitude dos seus benefícios, seja de vendas ou de qualquer outro indicador. Esta seção inclui os métodos baseados no PER: de acordo com essa metodologia, o preço da ação é um múltiplo do benefício. Um exemplo é a valorização do aluguer de carros, multiplicando o número de carros alugados por um múltiplo.

Métodos de avaliação baseados no desconto de fluxos de caixa (cash flows)

Eles se concentram em determinar o valor da empresa estimando fluxos de caixa (mais conhecidos como cash flows) que serão gerados no futuro e, em seguida, descontando-os a uma taxa de desconto apropriada de acordo com o risco dos fluxos.
Esta série de métodos descritos acima tem sido amplamente utilizada no passado, no entanto, atualmente pouco é usado e pode-se dizer que atualmente recorre-se ao uso do método de desconto de fluxo de caixa e é usado porque constitui o único método de avaliação conceitualmente correto. A empresa é atualmente considerada uma entidade geradora de fundos, e para obter o valor da empresa, o valor atual desses fluxos é calculado usando uma taxa de desconto apropriada. A capacidade de uma empresa gerar dinheiro (fluxos) para os acionistas é refletida no valor das suas ações. Os métodos de desconto dos fluxos concentram-se na previsão cuidadosa e detalhada de cada período.
Na avaliação baseada no desconto de fluxos, uma taxa de desconto apropriada é determinada para cada tipo de fluxo de caixa, essa taxa é um dos pontos mais importantes. É calculado tendo em conta as volatilidades históricas e o risco.
A fórmula para calcular usando o fluxo de caixa é:

Sobre o autor

Henrique Garcia
Analista de Mercados

    Onde Investir com Bolsonaro na Presidência

    Onde Investir com Bolsonaro na Presidência

    O Plano O economista de Jair Bolsonaro é Paulo Guedes, um conhecido liberal e ex-banqueiro que desenhou o plano de governação focado em reformas e privatizações. O "Tripé" O programa...