O que é Blockchain?

blockchain

No ano de 1968, jovens americanos morreram longe de casa numa guerra que não entenderam, estudantes franceses saíram às ruas contra a sociedade de consumo … as pessoas começaram a exigir mecanismos liberais de autogestão, longe dos regulamentos impostos por líderes, dos quais ninguém conhecia as suas verdadeiras intenções … nesse ecossistema, começaram a surgir ideias atraentes, longe da violência das revoluções antigas. Defendiam a propriedade e o puro capitalismo, um capitalismo que foi gerido pela própria vontade dos indivíduos e que buscava a justiça social a partir da distribuição consciente dos recursos. Nos anos seguintes, as teorias que sustentam essas ideias foram escritas,  idéias que estabeleceram as bases da economia colaborativa conforme a entendemos hoje. Atualmente, Blockchain é a tecnologia que torna essas ideias realidade. Blockchain é uma tecnologia que permite aos indivíduos interagir uns com os outros, sem a necessidade de um regulador externo imposto pelo sistema. Ou seja, Blockchain não precisa de governos, ministérios ou grandes corporações para regular as relações entre indivíduos.

Blockchain é um sistema de arbitragem inteligente que, através de um sistema de consenso justo, fornece validade e confiança a todas as transações entre indivíduos. Então, a questão não é mais o que é Blockchain ? A questão é que, se o movimento de jovens de Maio ’68 fosse canibalizado pelo mercado de consumidores que foi atacado, poderá o mercado atual,  absorver o movimento Blockchain?

Em que se baseia e no que é construída?

Blockchain é uma tecnologia complexa, mas pode ser explicada de forma simples. Imagine milhares de computadores, espalhados por todo o mundo, cada um em casa de uma pessoa normal, uma família, um estudante … indivíduos que não se conhecem e tomam decisões independentes. Bem, imagine, que esses computadores fazem parte de uma rede Blockchain. E certamente questiona-se: O porquê de formarem parte da rede? Muito simples, além de acreditarem nisso, também o fazem por dinheiro. Cada um desses computadores sempre que há uma transferência de informações ou dinheiro digital, levam uma pequena comissão. Uma vez respondido o motivo pelo qual um computador é colocado ao serviço de uma rede pública Blockchain, agora continuemos a imaginar que alguém decide enviar uma transferência numa criptomoeda para pagar um ingresso para um espetáculo de teatro. Bem, todos esses computadores, compartilham o dinheiro da comissão que custa essa transferência, mas, por sua vez, também validam a transação.

Vamos dar um exemplo de como uma acção é validada em blockchain e quais são as vantagens da distribuição de informações: se eu envio informações para mil computadores, os mil computadores mantêm a informação 1. Se alguém tentar mudar a informação de um computador e disser que a informação é 0 e não 1, num sistema de arbitragem complexo baseado na teoria dos jogos, faria com que os 999 computadores restantes informassem o computador alterado “você está errado, a informação é 1” e o computador mudado retornaria para dar a informação correta, 1 … Quando retornamos ao nosso exemplo de compras de bilhetes, os milhares de computadores validam que na minha conta houve uma transferência de um valor X para a compra de um bilhete de teatro, se alguém quisesse alterar ou cortar essas informações, teria que “mudar de ideia” para os mil computadores. Há transações validadas por mais de 40.000 nós … não há poder computacional que aguente isso. Essa é a poderosa base em que assenta o Blockchain.

De que forma poderia esta tecnologia revolucionar as relações pessoais e institucionais ?

Nas relações pessoais e institucionais, o próximo passo com Blockchain certamente afetará duas características básicas de relacionamentos pessoais e comerciais: reputação e veracidade. À medida que os sistemas de identidade digital e os sistemas de validação de dados avançam, será muito difícil enganar ou mentir na rede. A intenção da União Europeia é avançar a questão de registos de identidade digitais únicos para que nossa identidade como cidadãos transcenda o mundo virtual.

Por que motivo está em ascensão o Blockchain ?

Vimos de uma crise económica mundial, uma crise em que banqueiros, empresários e líderes mundiais não saíram bem na fotografia, alguns moralmente e outros, também, judicialmente. Uma crise em que todos nós sofremos, através de experiências pessoais, ou em casos de um amigo ou parente próximo, foi também uma crise pública e televisionada: despejos televisivos, crianças refugiadas a morrerem na praia, politicos que  perdem a memória, políticos, eleitos por cidadãos, guardiões da democracia e dos valores da sociedade, a cobrirem as faces enquanto entram nas carrinhas da policia … estarmos todos conscientes do que está a acontecer e vê-lo todos os dias nos media … Não é tentador agarrar-se ao misticismo de uma tecnologia que permite a qualquer um, criar um banco, que permita democratizar benefícios, que permita acreditar que podes sair de um sistema que já não proporciona referencias morais ? Às redes publicas de Blockchain, não se pode enganar, não se podem hakear, não se as pode subornar.… Como não sonhar com um mundo melhor ? Sonhar é legitimo e humano, assim como, ter esperança….por isso é tão grande a brecha a que me referia anteriormente entre o Blockchain conceptual e real, porque para muita gente o Blockchain não deixa de ser o Santo Grial, o incluso, para outros, um exercício de alquimia. Devemos por isso, equilibrar a expectativa e a realidade.

Se quiser aprender mais sobre criptomoedas, pode fazer download do nosso manual de gratuitamente

manual criptomonedas

Sobre o autor

Fabio Gourgel