Perigos das criptomoedas

Perigos das criptomoedas

Perigos das criptomoedas: Posso investir todas as minhas poupanças em moedas digitais?

Para não dizer horrível ideia, digo apenas má! A extrema volatilidade no valor destas moedas pode fazer com que perca mais de metade das suas poupanças…

Se houvesse algo que nos fizesse rico num instante, acreditem que não existiria trânsito às horas de ponta. Demorou anos para os primeiros investidores em Bitcoin ganhassem grandes recompensas, aumentando de alguns centavos para onde está agora, ou já esteve.

Existe muito barulho sobre estas moedas, principalmente sobre a Bitcoin. Em finanças comportamentais existem alguns fenómenos de exaltação de compra/venda. Neste caso foi um fenómeno em que a maioria não sabe no que está a investir, parte dela sem qualquer qualquer literacia financeira, e prefere ouvir a multidão. O que aconteceu depois? Os preços caíram assim que muitos compraram. Houve centenas de milhares de casos em que contraíram empréstimos ou usaram todas as suas economias para comprar Bitcoin.

Existem muitas oportunidades para ganhar dinheiro com as moedas eletrónicas. Para isso acontecer, temos que ter 2 requisitos: ter paciência, e ser sábio para obter conhecimento correto antes de lá por dinheiro.

Existem milhares de criptomoedas a serem criadas por mês. Cada uma tem a sua finalidade e método de fabrico (algoritmo). Deve-se antes de comprar este tipo de moedas, investir algum tempo na pesquisa sobre o seu fabricante, a sua finalidade, ouvir muitas opiniões, ouvir pessoas credíveis sobre a matéria, e leitura de muitos fóruns que existem sobre a matéria.

Não existem rendimentos fixos quando se investe neste tipo de moedas, e é preciso de ter cuidado com os esquemas que se podem criar, pois este tipo de moedas ainda não é regulado.

Queria-vos deixar aqui, na minha opinião, os meus 3 maiores perigos das criptomoedas:

Perigos das criptomoedas– Fabricante

O fabricante e o seu método de fabrico são muito importantes.

Sabia que você pode criar a sua própria moeda? E se a criar, não der a devida manutenção, ou simplesmente desligar o servidor? Pois, acho que já imaginou no que aconteceria.

 

Perigos das criptomoedas – Hype

O que é o Hype?

Hype é a promoção extrema de uma pessoa, ideia, produto. É o assunto que está “dando o que falar” ou algo sobre o qual todos falam e comentam.

É possível ganhar dinheiro com base no Hype. Mas nem tudo é um conto de fadas e existe uma probabilidade considerável que esta estratégia ser um tiro no escuro. Foi no topo do Hype da Bitcoin que muitos colocaram todas as poupanças e/ou contraíram empréstimos para comprar a Bitcoin. O resultado foi catastrófico para esses infelizmente. Qual foi a razão aqui? Falta de paciência.

Perigos das criptomoedas – Custódia

Onde guarda as suas poupanças em moeda física? Banco ou num cofre em que é seguro, verdade?

Nós guardamos o nosso dinheiro em bancos que são da nossa confiança. Bancos que tem algum peso do mercado, divulgam relatório de contas, bancos que são auditados, etc.

Ainda não temos estes bancos da “nossa confiança” a custodiar estas moedas eletrónicas. Para estes bancos, devido à novidade e extrema volatilidade, tem inúmeras razões para ainda não o fazerem, principalmente a falta de regulamentação.

Para comprarmos bitcoins temos que comprar num website (nada de balcão bancário fixo). Aqui existe um elevado perigo porque já li dezenas de notícias que muitos sites ficam inativos – O tradicional erro 404, “page not found”.

O “not found” não é o único a cair aqui nesta categoria. Existe o perigo do website ser pirateado, e as moedas serem roubadas ou “destruídas”.

É preciso, também, obter as informações necessárias para que o nosso custodia de criptomoedas mereça a nossa confiança.

Riscos

Para além pos perigos referidos, existem muitos riscos envolvidos. Um deles é extrema volatilidade. A volatilidade mede a dispersão à média da rendibilidade. Conseguimos facilmente verificar que hoje podemos ter de manhã a Bitcoin a valorizar 15%, como a seguir ao almoço desvalorizar 20%. A instabilidade de se fixar uma determinada tendência é o maior risco que pode haver neste tipo de ativo.

Podemos ver abaixo a volatilidade anualizada (periodo de 30 dias)

 

Afinal, posso investir ou não?

A quem me pergunta se deve investir ou não, aconselho sempre – para quem o deseja – a investir uma referência de 10% das suas poupançasNunca devemos concentrar os nossos investimentos em apenas um ativo (principio básico da diversificação).

Para quem compra este tipo de moedas deve ter conhecimento dos perigos e riscos associados. Com a facilidade de acesso e rapidez da obtenção de informações sobre  criptomoedas, não existe desculpa para dizer que “não sabia”.

Existe um website fantástico para poder-mos ver a dimensão deste mercado: Cryptocurrency Market Capitalizations

Passa o tempo e correm notícias, e contínuo fiel à minha posição inicial: as criptomoedas não são um investimento, mas sim um meio de transação diferente, eletrónico neste caso.

Sobre o autor

Henrique Garcia
Analista de Mercados