10 mitos sobre investimentos alternativos - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

10 mitos sobre investimentos alternativos

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Um monte de mal-entendidos são em torno aos investimentos alternativos. As alternativas podem ter um lugar na carteira de quase todos os investidores e, por isso, aqui lidamos com dez mitos comuns:

1.São uma classe de activos única

Realidade: Os investimentos alternativos representam diferentes abordagens ao investimento numa variedade de mercados e de classes de activos.

2. Apenas os investidores institucionais e as pessoas com património extremamente elevado podem ter acesso a investimentos alternativos

Realidade: Os investidores individuais têm mais acesso do que nunca a investimentos alternativos devido às recentes inovações de produto.

3. São mais versáteis do que as acções e as obrigações

Realidade: Quando são usados para diversificar a carteira, têm o potencial de reduzir a volatilidade global.

 

4. São efectuados em derivados, o que, por sua vez, aumenta o risco

Realidade: Os derivados são ferramentas de investimento habitualmente usadas para gerir ou cobrir os riscos.

 

5. Os investidores não têm acesso ao seu capital quando fazem investimentos alternativos

Realidade: Os níveis de liquidez variam nos investimentos alternativos e são específicos para cada tipo de investimento.

6. Têm sempre um desempenho superior às acções

Realidade: Tal como os activos tradicionais, os investimentos alternativos estão sujeitos aos riscos inerentes e poderão ter um desempenho superior (ou inferior) em diferentes momentos.

 

7. É fácil escolher a alternativa correcta. Basta ver o desempenho histórico

Realidade: Os investidores têm de considerar um vasto leque de factores para além do desempenho ao seleccionar quais os investimentos alternativos que são mais adequados para o seu caso.

 

8. Investir num tipo de fundo de cobertura (hedge fund) ou de capital privado (private equity) irá diversificar a minha carteira

Realidade: Investir num único tipo de estratégia alternativa pode proporcionar alguns benefícios de diversificação, mas também pode concentrar as exposições ao risco.

 

9. Não conseguiram proteger os investidores durante a crise financeira

Realidade: De um modo geral, os investidores com exposição aos alternativos tiveram melhor comportamento durante a crise financeira do que as carteiras tradicionais.

 

10. São demasiado caros

Realidade: Embora as comissões para os investimentos alternativos sejam habitualmente mais elevadas do que nos investimentos tradicionais, as comissões pagam o acesso mais amplo a investimentos que se destinam a sintonizar os interesses do gestor e do investidor.

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments