Quais são os melhores fundos no setor consumo?

fundos setor consumo

No dia 15 de março de 2019, celebrou-se o Dia Mundial dos Direitos do Consumidor. Criado pela ONU em 1983 para comemorar o discurso proferido pelo Presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy – 15 de março em 1962, quando ele reconheceu o consumidor como um elemento-chave no processo de produção.

Neste artigo vamos dizer quais são os melhores fundos de ações que investem no setor de consumo nos últimos cinco anos, um setor que durante esse período registou uma rentabilidade de 8,83%, segundo dados da Morningstar.

Ranking Fundo de Investimento Rentabilidade 2019 Rentabilidade a 5 anos
1 Invesco Global Consumer Trends Fund 16% 15,61%
2 Morgan Stanley Global Brands Fund 13,13% 15,04%
3 Robeco Global Consumer Trends Equities 17,40% 14,84%
4 Fidelity Funds – Global Consumer Industries Fund 12,86% 12,58%
5 Parvest Consumer Innovators 13,49% 11,51%

 

Invesco Global Consumer Trends Fund

No pódio está um fundo da gestora Invesco, o Invesco Global Consumer Trends Fund, que nos últimos cinco anos alcançou uma rentabilidade anualizada de 15,61% e em 2019 está com rentabilidades acima de 16% até ao momento, segundo dados mais recentes da Morningstar até 14 de março de 2019. o seu benchmark é o MSCI World Consumer Discretionary.

Os seus gestores, Ido Cohen e John Hartsfield investem principalmente em empresas dos EUA e da carteira concentra principalmente em empresas de consumo (com um peso de 60,65%) e tecnologia (26,39%).

Fonte: Invesco

Entre os dez primeiros, vemos empresas conhecidas por todos, como Amazon, Alibaba, Netflix, Nintendo, Norwegian e Sony.

Fundo de Marcas Globais Morgan Stanley

Em segundo lugar, encontramos o Morgan Stanley Global Brands Fund, um fundo que atinge uma rentabilidade anualizada de 15,04% nos últimos cinco anos. Mais uma vez, vemos que a maior parte da carteira é investida nos Estados Unidos com um peso de 63,47%, seguida pelo Reino Unido com 20,54%. Reckitt Benckiser, Twenty-Frist Century Fox, Microsoft e Philip Morris são as quatro ações com maior peso neste produto do gestor norte-americano, que desde janeiro passado subiu 13,13% e cujo benchmark é o MSCI World Net.

Fonte: Morgan Stanley Investment Management.

A equipa de investimentos da Morgan Stanley Investment Management explica que empresas de alta qualidade podem gerar retornos superiores de longo prazo. Tais empresas geralmente desfrutam de posições dominantes no mercado, baseadas em ativos intangíveis sólidos, difíceis de replicar, que podem gerar retornos sólidos sobre o capital operacional empregado e sem alavancagem e uma forte geração de free cash flow

Robeco Global Consumer Trends Equities

A medalha de bronze é detida pelo fundo Global Consumer Trends Equities da Robeco com uma rentabilidade de 14,84% nos últimos cinco anos e este ano de 2019 está registado um rendimento de 17,40%.

Fonte: Robeco

Robeco Global Consumer Trends Equities, cuja referência é o MSCI All Country World investe em ações de países desenvolvidos e emergentes em todo o mundo e seleção de ações é baseada na análise fundamental. O fundo investe em três tendências estruturais de crescimento do consumo:

  • Consumo digital
  • Crescimento do consumo em mercados emergentes
  • “Marcas fortes”

Dentro dessas tendências, os gestores da Robeco tentam  escolher os seus ativos. O fundo investe em empresas expostas ao consumo mundial (como as principais plataformas digitais, empresas de jornalismo, agências de viagens online, fabricantes de produtos de luxo e marcas consolidadas de consumo).

Fidelity Funds – Fundo Global das Indústrias do Consumidor

Um fundo da gestora Fidelity International aparece em quarto lugar com um retorno anualizado de 12,86% nos últimos cinco anos. Este é o Fidelity Funds – Global Consumer Industries Fund, gerido por Aneta Wynimko,que adota uma abordagem bottom-up ao selecionar ações com base numa análise minuciosa de cada empresa, que inclui reuniões com os gestores da empresa e os seus concorrentes no setor.

A Wynimko atribui grande importância à qualidade da equipa de gestão e a sua trajetória, pois acredita que uma visão clara da marca e uma realização coerente são fundamentais num mundo globalizado, onde existem muitos concorrentes, além de apostar em empresas inovadoras.

Até agora, este ano, a Fidelity Funds – Global Consumer Industries conseguiu reavaliar em 12,58% e o seu benchmark é o MSCI AC World Consumer Discretionary e Staples.

Fonte: Fidelity International. Índice de mercado: MSCI AC World Consumer Discretionary.

O objetivo deste fundo Fidelity é criar uma carteira concentrada de títulos vencedores a longo prazo cujas perspectivas sejam subavaliadas pelo mercado. Se olharmos por área, consumo cíclico (50,51%) e consumo defensivo (41,39%) representam praticamente o peso total da carteira . Por empresas: Amazon, Louis Vuitton e Nestlé ocupam mais de 5% do portfólio cada.

Parvest Consumer Innovators

Encerrando este ranking um produto da BNP Paribas Asset Management gerido pela Pamela Woo desde maio de 2013, falamos sobre os Parvest Consumer Innovators. Um fundo que nos últimos cinco anos conseguiu uma rentabilidade de 11,51% e este 2019 conta com mais de 13%. O seu benckmark é o MSCI World Consumer Discretionary.

Fonte: BNP Paribas AM

74% da sua carteira é investida nos Estados Unidos, seguido pela zona euro (6,85%), Japão (9%) e Canadá (3%). Predominantemente empresas de consumo cíclico e entre os seus top 10 podemos ver empresas como a Amazon, Walt Disney, Netflix, Louis Vuitton, Nike, Booking, Sony e Adidas.

Fonte: BNP Paribas AM

A Parvest Consumer Innovators investe pelo menos dois terços dos seus ativos em empresas que desenvolvem uma parte significativa da sua atividade económica nos setores de bens de consumo duráveis, lazer e jornalismo, assim como em setores relacionados, e em instrumentos financeiros derivados sobre este tipo de ativos.

Se quiser aprender mais sobre Fundos de Investimento, pode fazer download do nosso manual de gratuitamentemanual fundos

Sobre o autor

Juan Diego Quilez
Gestor do Rankia Portugal