Renting e Leasing: O que são e no que são diferentes?

renting

Renting ou leasing? Dadas as dificuldades em obter financiamento dos bancos, muitas PME e freelancers buscam novas formas de financiamento. Entre estes estão Leasing e Renting . Neste artigo, explicaremos quais são essas duas modalidades de financiamento e quais são suas maiores diferenças.

O que é leasing?

leasing ou locação é um contrato pelo qual uma empresa concede o uso da propriedade, real ou pessoal, para outro usuário em troca de uma contrapartida que consiste em pagamento periódico de uma taxa por um determinado tempo. Normalmente, esse bem é adquirido pela empresa (locador) de acordo com as especificações ou necessidades do cliente que adquire a mercadoria (locatário). No final do contrato, o arrendador tem a obrigação de oferecer uma opção de compra para o bem ao locador.

Assim, o locador disponibiliza um bem ao clientedando-lhe uso por um determinado período de tempo no contrato. Por sua vez, o arrendatário obtém o direito de usar esse ativo durante o período estabelecido em troca do pagamento de parcelas periódicas, também estabelecidas no contrato. Geralmente, os juros a serem pagos por esse tipo de arrendamento são maiores do que em outros casos.

O leasing é um contrato de aluguer de um bem com uma opção de compra.

Características do ativo de leasing

Os regulamentos que regem os contratos de leasing estabelecem que o bem a ser arrendado deve ser afetado pelas exportações agrícolas, pesqueiras, industriais, comerciais, artesanais, de serviços ou profissionais. Dessa forma, um contrato de leasing pode ser estabelecido para qualquer tipo de bem que possa ser destinado a alguma atividade comercial, sendo os mais comuns os  meios de transporte (camiões) e máquinas (agrícola, construção, produção).

Tratamento tributário em leasing

Como o objetivo de criar esse tipo de contrato é o financiamento de bens destinados à atividade comercial, o leasing oferece uma série de vantagens fiscais. Assim, é possível deduzir o valor dos impostos sobre o imposto de renda pessoal ou IRC e IVA.

Duração e vencimento do contrato de arrendamento

duração do contrato de arrendamento é de dois anos para os bens móveis e dez anos para imóveis.

Na data de vencimento do contrato, o inquilino tem três opções :

  • Devolver o bem ao locador
  • Negocie outro contrato de leasing com o locador sobre o mesmo ativo.
  • Compre o bem, que se torna propriedade do locatário.

O que é um renting?

contrato de renting operacional ou locação é um contrato pelo qual uma empresa (locador) aluga um utilizador (locatário) Um longo – prazo boa, em troca de pagamento periódico de renda fixa.

Assim, o arrendador disponibiliza um bem ao cliente e, em troca, esse cliente, chamado locatário, obtém o direito de usá-lo. Além disso, a empresa que aluga o bem será responsável pela manutençãoreparos e seguros desse bem. Por esse motivo, os valores que o locatário deve pagar são maiores num contrato de renting do que num contrato de leasing (uma vez que incluem despesas decorrentes do uso do bem)

Nesse tipo de contrato, o locatário não é obrigado a oferecer uma opção de compra do bem quando o contrato terminar, pois o seu objetivo não é a aquisição de um bem, mas o seu gozo.

Características do renting

Na ausência de uma regulamentação específica para esses tipos de contratos, em teoria, qualquer bem pode estar sujeito a esse tipo de operação. Mas, na prática, os bens nos quais são feitos contratos de renting são geralmente bens que rapidamente se tornam obsoletos e precisam de manutenção contínua. Os contratos de renting podem ser feitos em bens pessoais (máquinas, veículos, computadores, equipamentos de escritório) ou imóveis.

Tratamento tributário no renting

Como no caso do arrendamento, o renting também oferece vantagens fiscais, como deduções do IVA das taxas a serem pagas.

Duração e vencimento do contrato de renting

Para não ter uma regulamentação específica, nem é lá uma duração específica do contrato.

Na data de vencimento do contrato, o inquilino tem três opções :

  • Devolver o bem ao locador
  • Estender o contrato de renting
  • Negocie uma possível transferência do bem com base no seu valor de mercado.

Lease-back e rent-back

O lease-back é um tipo de locação, mas o inverso. Nessa modalidade, o proprietário de um imóvel, móvel ou imóvel, vende o referido bem a uma agência de leasing, para posteriormente assinar um contrato de leasing desse bem. O lease-back é uma fonte de liquidez para quem vende o bem. O vendedor transmite a propriedade do bem para a agência de leasing, que executará um contrato de arrendamento financeiro do bem para o vendedor. Dessa forma, o vendedor se torna um locatário e a agência de leasing se torna um locador. O contrato de arrendamento assinado funcionará como qualquer contrato de leasing, com o qual o vendedor possa recuperar a propriedade do bem no vencimento do contrato.

rent-back é um tipo de contrato de arrendamento, mas o inverso. Assim, o proprietário do ativo o vende para uma entidade financeira, que o disponibilizará ao vendedor com um contrato de renting. Como na devolução, o vendedor transmite a propriedade do bem à referida entidade financeira, que será responsável pelos custos de manutenção e reparo. Essa entidade financeira assina um contrato de renting com o vendedor e o referido contrato funcionará como qualquer contrato de renting.

    Sobre o autor

    António Fernandes